Como criar pendrive bootável no Windows 10, Linux e CMD

Saber como criar pendrive bootável é essencial para restaurar um computador com problemas no HD e fazê-lo ligar

Filipe SallesRedator

Publicado e atualizado 7 min. de leitura.

Compartilhe:

Saber como criar pendrive bootável pode ser a diferença entre conseguir restaurar um computador por conta própria ou ter de pagar por uma assistência técnica. A principal vantagem do pendrive bootável é que ele pode ser usado para ligar o Windows ou Linux no seu PC caso a versão em seu HD esteja com problemas.

Inclusive, seu uso pode servir justamente para tentar recuperar arquivos importantes em um HD que esteja apresentando defeitos, mas que não tenha sido perdido permanentemente. Se você é um desenvolvedor que gosta de usar o Windows no dia a dia, mas sabe que o Linux é essencial para trabalhar, você pode usar o pendrive bootável justamente para selecionar o sistema operacional adequado para o que irá fazer no momento.

Dica: o último exemplo caiu como uma luva para você? Então não deixe de conferir também nossa seleção com os melhores notebooks para programar!

Existem duas maneiras de criar pendrive bootável. Uma delas é por meio de programas externos, cujo objetivo é facilitar todo o processo. O segundo método é criar pendrive bootável no CMD. Caso opte por essa maneira, você deverá aprender como fazer pendrive bootável pelo Prompt de Comando do Windows.

A vantagem desse método é que não é necessário ficar buscando por softwares confiáveis, já que não é necessário instalar nada. Ainda assim, nós vamos facilitar essa busca, recomendando a seguir o melhor programa para criar pendrive bootável.

Antes disso, no entanto, não deixe de conferir nossa seleção com os melhores pendrives em 2021!

Qual é o melhor programa para criar pendrive bootável?

Ao longo de nossa pesquisa sobre programa para criar pendrive bootável, chegamos à conclusão de que o Rufus é o software mais indicado para a tarefa, especialmente se essa é a sua primeira vez.

Com poucos MB, ele não ocupa praticamente nada do seu HD ou SSD, além de ser fácil e simples de usar. Por outro lado, o Windows 10 facilita consideravelmente a criação de um pendrive bootável com suas próprias ferramentas. Sendo assim, escolhemos o Rufus como o melhor programa para criar pendrive bootável no Linux.

Leia também no Zoom:

Como criar pendrive bootável para Windows 10?

A partir daqui, mostraremos três guias para criar pendrive bootável. Nesse, vamos mostrar como usar o Rufus para fazer um pendrive bootável com Windows 10, presente na maioria dos notebooks atualmente, até mesmo notebooks baratos. Para esses três processos, recomendamos que use um pendrive com pelo menos 8GB livres.

Uma dica que já vamos deixar aqui e serve para o método que escolher é de se certificar que o seu pendrive não esteja protegido contra gravação. Caso ele esteja, confira no Zoom como resolver esse problema.

Passo 1. Acesse a página para baixar o Windows 10 para pendrives ou HDs externos.

Passo 2. Abra o programa recém baixado e selecione a opção "Criar mídia de instalação (pen drive, DVD ou arquivo ISO) para outro computador".

Um programa simples da própria Microsoft pode criar os arquivos de instalação do Windows 10 para criar pendrive bootável (Foto: Reprodução/Filipe Salles)
Um programa simples da própria Microsoft pode criar os arquivos de instalação do Windows 10 para criar pendrive bootável (Foto: Reprodução/Filipe Salles)

Passo 3. Você pode alterar detalhes como o idioma do sistema. Para essa primeira vez, no entanto, nossa recomendação é que deixe a caixa de opções recomendadas ativa, clicando direto no botão "Avançar".

Por ora, mantenha as configurações de idioma do Windows 10 (Foto: Reprodução/Filipe Salles)
Por ora, mantenha as configurações de idioma do Windows 10 (Foto: Reprodução/Filipe Salles)

Passo 4. Encaixe o pendrive em uma das portas USB do seu computador, lembrando que, quando melhor o padrão da porta USB, mais rápido será o processo de criar pendrive bootável no Windows 10. Agora, escolha "Unidade Flash USB", se atentando ao fato de que o seu pendrive deverá ter, ao menos, 8GB livres.

Escolha a opção mostrada acima para instalar o Windows 10 direto no periférico (Foto: Reprodução/Filipe Salles)
Escolha a opção mostrada acima para instalar o Windows 10 direto no periférico (Foto: Reprodução/Filipe Salles)

Passo 5. Escolha o pendrive que será formatado e clique em "Avançar". Agora, basta esperar alguns momentos para que o pendrive bootável esteja pronto.

Como criar pendrive bootável: CMD

Embora utilize linhas de comando, ainda é necessário ter uma cópia dos arquivos de instalação do Windows 10 para ter como fazer um pendrive bootável. Por outro lado, o processo é um pouco diferente e basta ter os arquivos à disposição para copiar e colar no pendrive.

Ainda assim, criar pendrive bootável pelo CMD requer alguma atenção e o uso de códigos precisos, então indicamos esse método para quem já tem alguma familiaridade com computadores.

Passo 1. Digite a combinação de teclas "Windows+R" para abrir a janela "Executar". Nela, digite "diskpart"

Digite "diskpart" para começar a criar pendrive bootável pelo CMD (Foto: Reprodução/Filipe Salles)
Digite "diskpart" para começar a criar pendrive bootável pelo CMD (Foto: Reprodução/Filipe Salles)

Passo 2. Plugue o seu pendrive no computador, caso ainda não o tenha feito. Na janela do DiskPart, digite "List Disk".

Esse comando irá listar todos os discos de armazenamento conectados ao seu computador (Foto: Reprodução/Filipe Salles)
Esse comando irá listar todos os discos de armazenamento conectados ao seu computador (Foto: Reprodução/Filipe Salles)

Passo 3. Em seguida, digite o comando "Select Disk X", onde X é o número do pendrive listado ao dar o comando anterior. Em nosso exemplo, como temos apenas o HD do próprio notebook e um pendrive conectado, nosso comando é "Select Disk 1".

Caso tenha mais de um pendrive conectado, você consegue descobrir qual é o pendrive certo observando a coluna "Tam.", que se refere ao tamanho do disco em questão.

O comando Select Disk faz com que as próximas instruções sejam executadas no disco selecionado. (Foto: Reprodução/Filipe Salles)
O comando Select Disk faz com que as próximas instruções sejam executadas no disco selecionado. (Foto: Reprodução/Filipe Salles)

Passo 4. Se não formatou o seu pendrive antes, digite o comando "Clean" para limpar os arquivos armazenados nele. Caso contrário, pode prosseguir com o comando "Create partition primary", apertando Enter em seguida. Depois, dê o comando "active".

Criar a partição é um dos passos para criar pendrive bootável pelo CMD (Foto: Reprodução/Filipe Salles)
Criar a partição é um dos passos para criar pendrive bootável pelo CMD (Foto: Reprodução/Filipe Salles)

Passo 5. Para finalizar e começar a criar pendrive bootável no CMD, digite o comando "format fs=fat32 quick". Após o DiskPart confirmar a formatação, dê o comando "assign" para que ele termine de tornar o seu pendrive bootável. Se você já sabe como formatar pendrive pelo CMD, você pode também fazer esse processo.

Formatar o pendrive é essencial para torná-lo bootável (Foto: Reprodução/Filipe Salles)
Formatar o pendrive é essencial para torná-lo bootável (Foto: Reprodução/Filipe Salles)

Passo 6. Agora, basta copiar e colar os arquivos de instalação do Windows 10 para o pendrive.

Como criar pendrive bootável no Linux

Se pensa em migrar de sistema ou ter duas partições no seu HD, criar pendrive bootável no Linux é uma opção caso tenha problemas para acessá-lo a partir do seu computador. Para isso, usaremos o Rufus, programa para fazer pendrive bootável que mencionamos anteriormente no artigo.

Passo 1. Acesse a página do Rufus e faça download do programa.

Passo 2. Baixe também a versão do Linux que deseja instalar no pendrive bootável.

Passo 3. Com os dois já baixados no computador, conecte seu pendrive em uma porta USB e abra o Rufus.

Passo 4. Na área "Dispositivo", selecione o seu pendrive. É possível que ele já esteja selecionado, mas certifique-se antes de prosseguir.

Escolha o pendrive que se tornará bootável (Foto: Reprodução/Filipe Salles)
Escolha o pendrive que se tornará bootável (Foto: Reprodução/Filipe Salles)

Passo 5. No item "Seleção de Boot", vá no botão "Selecionar" e escolha o arquivo .ISO do Linux que você baixou.

Selecione o arquivo de instalação da versão do Linux que baixou para criar pendrive bootável (Foto: Reprodução/Filipe Salles)
Selecione o arquivo de instalação da versão do Linux que baixou para criar pendrive bootável (Foto: Reprodução/Filipe Salles)

Passo 6. Todos os outros campos são opcionais, portanto, recomendamos que não os altere em uma primeira tentativa. Por questão de organização, você pode alterar o "Nome do volume" para algo como "Boot Linux" para identificá-lo sempre que plugar o pendrive bootável em um computador.

Depois, clique em "Iniciar" para começar a criar pendrive bootável com Linux.

É interessante escolher um nome para o pendrive bootável com Linux para que não o confunda com outros pendrives (Foto: Reprodução/Filipe Salles)
É interessante escolher um nome para o pendrive bootável com Linux para que não o confunda com outros pendrives (Foto: Reprodução/Filipe Salles)

Passo 7. Caso um aviso sobre o "Syslinux" apareça, pode clicar em "Sim" sem problemas.

Confirme o aviso do Syslinux para continuar a criar pendrive bootável no Linux (Foto: Reprodução/Filipe Salles)
Confirme o aviso do Syslinux para continuar a criar pendrive bootável no Linux (Foto: Reprodução/Filipe Salles)

Passo 8. Outro aviso que pode aparecer no processo é o do ISOHybrid. Se ele aparecer, o ideal é que escolha a opção "Gravar no modo Imagem ISO (Recomendado)".

Escolha a opção de gravar no modo imagem ISO para continuar o processo de criação (Foto: Reprodução/Filipe Salles)
Escolha a opção de gravar no modo imagem ISO para continuar o processo de criação (Foto: Reprodução/Filipe Salles)

Passo 9. Depois, verifique se realmente quer limpar todos os dados do pendrive e clique em "Ok" para continuar. Por fim, basta esperar o Rufus terminar de criar pendrive bootável no Linux e ele estará pronto!

Conseguiu criar pendrive bootável no sistema operacional de sua escolha? Então não deixe de conferir também como dar boot pelo pendrive!