Está tendo problemas de desempenho com o seu notebook? Os motivos que podem causar lentidão são vários, desde problemas no sistema operacional até mesmo um componente que não está dando conta de acompanhar o seu uso e, consequentemente, apresenta uma performance ruim.

O Zoom preparou uma lista com várias dicas que podem ajudar a melhorar o desempenho do seu notebook nos dois casos. Separamos algumas opções de peças que você pode melhores, além de sugestões de configurações no Windows que podem melhorar a “saúde” do seu aparelho. Veja, a seguir, as nossas dicas para melhorar o desempenho do seu notebook.

Leia também: Melhor processador para PC em 2020: 12 modelos da Intel e AMD

Instale um SSD

Essa já é logo a primeira das nossas dicas pelo fato de que vários dos problemas de desempenho podem ser resolvidos apenas instalando um SSD. Esse tipo de armazenamento pode ser até 10 vezes mais rápido que um HD convencional, por isso é um upgrade muito efetivo, mesmo para notebooks mais básicos. O próprio Windows 10 funciona melhor com computadores que usam armazenamento SSD, te prevenindo daquele famoso problema de “100% do disco” sendo usado.

Instale um SSD no notebook. (Foto: Reprodução/Shutterstock/Santiago Salinas)
Instale um SSD no notebook. (Foto: Reprodução/Shutterstock/Santiago Salinas)

A dificuldade de instalação de um SSD pode variar de acordo com o modelo do seu notebook. O primeiro passo é conferir se ele aceita o formato M.2, que é um SSD menor e que dá a possibilidade de você continuar trabalhando com um HD, fazendo o uso do armazenamento híbrido. Caso seu notebook não tenha essa entrada, você terá duas opções: substituir o HD pelo SSD integralmente, ou fazer uma pequena adaptação.

Muitos notebooks possuem o leitor de DVD integrado, ou pelo menos o espaço livre para instalar um. Você pode usar um adaptador Caddy, que vai “transferir” o seu HD para esse espaço, assim é possível instalar um SSD no espaço original do HD e usar os dois tipos de armazenamentos. Não é uma tarefa difícil e existem vários tutoriais na internet de como fazer isso, mas se você não tem certa experiência na área, recomendamos que leve seu computador a um técnico especializado.

Aumente a memória RAM

Cada tarefa ou programa que você executa no notebook consome uma quantidade de memória RAM, então se você abre uma certa quantidade de aplicativos e o seu computador começa a travar, pode ser que essa memória já esteja em seu limite. Um bom upgrade a se fazer é aumentar a quantidade desta memória, assim você poderá trabalhar com mais programas simultaneamente sem problemas de desempenho.

Instale mais memória RAM no notebook. (Foto: Reprodução/Shutterstock/Redhatz69)
Instale mais memória RAM no notebook. (Foto: Reprodução/Shutterstock/Redhatz69)

Já existe um consenso de que 4 GB é o mínimo recomendado hoje, mas para um bom desempenho em tarefas básicas, especialistas dizem que 8 GB é o ideal. Para quem joga, usa programas pesados ou faz transmissões ao vivo, esse número sobe para pelo menos 16 GB.

Assim como no caso do SSD, não é difícil fazer o upgrade da memória RAM, no entanto você deve fazer uma pesquisa antes para saber qual o limite de quantidade o seu notebook suporta, além de ver a frequência ideal para que ele tenha um bom desempenho. Lembre-se, caso você não tenha experiência nesta área, leve seu notebook a um técnico.

Limpe o disco rígido

Se você já está com o HD lotado, muitos do que está armazenado pode ser lixo, ou seja, arquivos temporários entre outros que são armazenados pelo próprio sistema, mas não são úteis a longo prazo. Esses arquivos são guardados por páginas da Internet, instaladores de programas e até mesmo o próprio Windows, e só ficam ocupando espaço sem nenhuma utilidade a longo prazo. Por isso, fazer uma limpeza do seu disco com alguma frequência pode ajudar bastante no desempenho geral do computador.

Deletando arquivos temporários no Windows. (Foto: Divulgação/Bruno Rodrigues)
Deletando arquivos temporários no Windows. (Foto: Divulgação/Bruno Rodrigues)

O lado bom é que fazer isso no Windows é bem simples, pois o próprio sistema já possui uma ferramenta que faz tudo automaticamente. Na aba de pesquisa, digite “ Limpeza de Disco” e selecione qual dos discos deseja realizar a ação. Após fazer uma verificação, essa ferramenta irá te mostrar todos os tipos de arquivos que podem ser deletados, espaço ocupado por eles e o impacto que a remoção pode causar no sistema.

Geralmente a maior parte desses arquivos podem ser deletados, então basta selecionar quais deseja remover e dar “OK”. Isso pode liberar um bom espaço de armazenamento e deixar o seu sistema um pouco mais rápido.

Desinstale programas não usados

Se você não faz a “limpeza” dos seus aplicativos com frequência, provavelmente devem ter muitos programas instalados que não usa há um bom tempo e nem pretende usar no futuro. Além disso, mesmo que o seu computador seja novo, o próprio Windows 10 instala algumas aplicações que não são úteis para muitas pessoas, além de softwares que já são instalados pelas fabricantes.

Desinstalando programas no Windows 10. (Foto: Divulgação/Bruno Rodrigues)
Desinstalando programas no Windows 10. (Foto: Divulgação/Bruno Rodrigues)

Fazer a desinstalação desses programas pode ajudar bastante na performance do seu notebook, principalmente se eles forem pesados e executarem em segundo plano, afinal vão estar consumindo processamento da sua máquina mesmo sem estarem sendo usados.

É bem simples fazer a desinstalação, basta digitar “Adicionar ou remover programas” na barra de busca do Windows e depois escolher quais deseja remover.

Controle a temperatura

Notebooks tendem a ter muitos problemas com aquecimento quando são usados em seus limites, principalmente quando o modelo em questão não é adaptado para essas situações, como é o caso dos notebooks gamers. Uma temperatura muito alta pode causar muitos problemas, desde o travamento do computador até mesmo a danificação de componentes internos.

O primeiro passo para saber se isso está acontecendo é monitorar a temperatura do seu aparelho. Existem alguns programas que são muito bons para fazer isso, mas uma recomendação é o AfterBurn, que é bem completo e oferece um relatório completo de temperatura e outros dados que podem ser úteis para analisar o desempenho do seu notebook.

Várias medidas podem ser tomadas para evitar o superaquecimento do notebook, desde a forma com que você usa o aparelho até uma limpeza dos componentes internos. Veja seis dicas de como diminuir a temperatura do seu notebook.

Capriche na limpeza das ventoinhas para que o notebook não superaqueça. (Foto: Reprodução/Shutterstock/Vikentiy Elizarov)
Capriche na limpeza das ventoinhas para que o notebook não superaqueça. (Foto: Reprodução/Shutterstock/Vikentiy Elizarov)

Mantenha o sistema operacional atualizado

As atualizações de sistema operacionais existem por dois motivos: corrigir problemas e adicionar funcionalidades. É muito importante sempre manter o seu sistema atualizado, pois talvez aquele problema de desempenho que você está tendo pode estar sendo ocasionado por um simples bug que é corrigido rapidamente em atualizações.

Buscando por atualizações do sistema. (Foto: Divulgação/Bruno Rodrigues)
Buscando por atualizações do sistema. (Foto: Divulgação/Bruno Rodrigues)

O Windows 10 já faz essa atualização automaticamente, mas muitas vezes o usuário simplesmente cancelou esse recurso, ou por algum motivo as atualizações ainda estão pendentes.

Para atualizar o seu sistema, digite “atualizações” na barra de busca e a opção “Verificar se há atualizações” irá aparecer, assim é possível que você busque pela versão mais recente do seu sistema e, caso seja necessário, já baixe e instale.

Desabilitar efeitos visuais

O Windows tem uma aparência bem legal e suas funções fluem bem graças a muitos efeitos visuais que nem percebemos no dia a dia. No entanto, muitos desses podem estar prejudicando a performance geral do seu notebook, principalmente se ele tiver uma configuração mais simples.

Desabilitando efeitos visuais do Windows. (Foto: Divulgação/Bruno Rodrigues)
Desabilitando efeitos visuais do Windows. (Foto: Divulgação/Bruno Rodrigues)

O lado positivo é que você pode desabilitar muitos desses efeitos para melhorar o desempenho dele. Para fazer isso digite “Sistema” na barra de busca, entre na guia “configurações avançadas do sistema” e logo em seguida acesse a opção “configurações” na aba de desempenho.

Você pode deixar o Windows escolher a melhor configuração baseado no seu computador, ajustar para obter um melhor desempenho ou criar uma configuração avançada, em que você habilita e desabilita as animações que achar necessário.

Mude a opção de energia para "alta performance"

Por padrão o Windows configura o uso de energia para o “recomendado”, que combina uma boa performance com economia. No entanto, em muitos casos esse pode ser o motivo do seu notebook estar com um desempenho “limitado”, justamente porque ele está tentando economizar energia.

Alterando o plano de energia do Windows. (Foto: Divulgação/Bruno Rodrigues)
Alterando o plano de energia do Windows. (Foto: Divulgação/Bruno Rodrigues)

Para mudar isso basta digitar na barra de buscas “Editar plano de Energia” e acessar a opção. Após feito isso, acesse as configurações de energia avançadas e, na caixa de seleção, selecione a opção “alto Desempenho”. Isso fará com que o seu notebook sempre use o máximo de potência do seu hardware, ignorando qualquer tipo de economia.

Verifique a presença de vírus e malware

Por mais cuidadoso que você seja, é muito fácil baixar um vírus ou algum arquivo malicioso que prejudica o desempenho do notebook. Existem diversos programas antivírus que fazem a proteção completa, além de escanear seu computador com certa frequência para procurarem por algum tipo de vírus.

Usando o Windows Defender para procurar por ameaças no notebook. (Foto: Divulgação/Bruno Rodrigues)
Usando o Windows Defender para procurar por ameaças no notebook. (Foto: Divulgação/Bruno Rodrigues)

No entanto, o próprio Windows já possui um sistema de defesas que é bem efetivo e engloba uma proteção completa, desde os seus arquivos pessoais até mesmo a sua conexão, arquivos na nuvem entre outros.

Digite “Proteção contra vírus e ameaças” na barra de busca do seu sistema e acesse a opção que irá aparecer. Nesta janela você terá todo o controle do antivírus, podendo fazer uma verificação no computador, gerenciar as configurações de proteção, verificar atualizações, histórico de proteção entre outras opções.

Formate o notebook

Deixamos essa opção por último porque sabemos que é a última coisa que muitos usuários desejam fazer. A formatação do notebook é o método mais efetivo para melhorar o desempenho, pois irá deletar muitos arquivos, programas e outras coisas que não são usadas, além de você começar a configuração do zero. Isso é algo que recomendamos você fazer a cada seis meses pelo menos, mesmo que o seu sistema não mostre nenhum problema de desempenho.

Fazendo a formação com a ferramenta do Windows 10. (Foto: Divulgação/Bruno Rodrigues)
Fazendo a formação com a ferramenta do Windows 10. (Foto: Divulgação/Bruno Rodrigues)

Muitas pessoas ainda têm em mente que formatar um notebook é uma tarefa complicada, mas o Windows 10 possui uma ferramenta que faz tudo isso para você, deixando o computador como chegou de fábrica. Você ainda tem a opção de salvar todos os seus arquivos pessoais no processo, ou seja, o sistema apenas deleta todos os programas.

Para acessar essa ferramenta, digite “Atualização e Segurança” na barra de pesquisa, em seguida vá até à aba “Recuperação” e clique em “Começar agora”. O Windows dará a opção de deletar tudo, ou salvar seus arquivos pessoais e apenas remover os programas. É válido ressaltar que esse processo leva algumas horas, então é bom você tirar um dia apenas para fazer essa formatação e instalação dos programas novamente depois de pronto.

Leia também: