MacBook Air de 2020 vale a pena? Análise do novo notebook da Apple

O novo lançamento da Apple possui processadores de 10° geração, novo teclado e um preço bem salgado.

Redação - ZoomEditor(a)

Publicado e atualizado 7 min. de leitura.

A Apple lançou o seu novo MacBook Air de 2020 aqui no Brasil em maio deste ano. O modelo não teve mudanças significativas em design, por isso continua sendo um modelo compacto, leve e bem fino. Ele chega com um novo teclado, que promete resolver os vários problemas encontrados em versões anteriores. Outras novidades ficam por conta dos novos processadores de décima geração da Intel, que prometem melhorar ainda mais o seu desempenho.

O Zoom preparou uma análise completa do novo notebook da Apple para te mostrar todas as novidades e principais características. Será que compensa investir no novo modelo da maçã ou é melhor ir para as versões passadas? Confira a seguir a nossa análise para ver qual opção vale a pena.

Leia também: Novo MacBook Pro de 2020: saiba o que mudou no notebook de 13" da Apple

O Macbook Air tem um design compacto e é ultra-fino. (Imagem: Divulgação/Apple)
O Macbook Air tem um design compacto e é ultra-fino. (Imagem: Divulgação/Apple)

Ficha técnica completa do Macbook Air 13 2020:

  • Tamanho da tela: LED de 13,3 polegadas
  • Resolução da tela: Full HD (1920 x 1080 pixels)
  • Processador: Intel Core i3, i5 ou i7 de 10ª geração
  • Velocidade do processador: 1,1 GHz até 3,2 GHz no Intel Core i3, 1,1 GHz até 3,5 GHz no Intel Core i5 e 1,2 GHz até 3,8 GHz no Intel Core i7
  • Núcleos do processador: 2 núcleos no i3 e 4 núcleos no i5 e i7
  • Memória RAM: 8 GB DDR4 com opção de upgrade para 16 GB
  • Armazenamento: SSD de 256 ou 512 GB, com opção de expansão até 2 TB
  • Placa de vídeo: Intel Iris Plus Graphics
  • Bateria: 50W
  • Portas: 2x Thunderbolt 3 (USB - C)
  • Conexões sem fio: Bluetooth e Wi-Fi
  • Teclado retroiluminado: Sim
  • Tela sensível ao toque: Não
  • Dimensões (LxPxA): 30,41 cm X 21,24 cm X 1,61 cm
  • Peso: 1,29 kg
  • Sistema operacional: macOS

Design

O MacBook Air continua pequeno, compacto e bem fino

A Apple manteve o mesmo design do MacBook Air 2019 em seu lançamento mais recente, então se você não olhar o teclado dos dois modelos, é bem difícil distinguir qual é qual. Isso significa que as características de o notebook ser bem fino, compacto e leve foram mantidas.

Para ser mais exato, ele possui as dimensões de 30,41 cm X 21,24 cm X 1,61 cm (Largura X Profundidade x Altura) e pesa apenas 1,29 quilo. Essas medidas tornam o notebook fácil e confortável de transportar para qualquer lugar.

A empresa também faz questão de destacar que sua carcaça é feita 100% de alumínio reciclável, então além de oferecer mais resistência ao notebook, também é mais ecológico. Ele está disponível em três cores diferentes, sendo elas dourado, cinza-espacial e prateado.

Internamente, é possível ver que o aparelho conta com um novo teclado, o Magic Keyboard, sendo essa a principal diferença estética para o modelo passado. Os alto-falantes do MacBook Air ficam na lateral do teclado. Assim como o seu antecessor, ele não possui muitas portas disponíveis. São apenas duas Thunderbolt 3 (USB C), mas que oferecem uma ótima velocidade de transferência.

Teclado Magic Keyboard do Macbook Air 2020. (Imagem: Divulgação/Apple)
Teclado Magic Keyboard do Macbook Air 2020. (Imagem: Divulgação/Apple)

Tela

Display de 13 polegadas de Retina e tecnologia True Tone

O notebook da Apple possui uma tela de 13,3 polegadas com tecnologia Retina e resolução 2560 x 1600, que é um Full HD melhorado. Além disso, ele também possui a tecnologia True Tone, que ajusta automaticamente o ponto de branco da tela à iluminação ambiente.

A qualidade de imagem é muito boa e a tecnologia True Tone faz um ótimo trabalho, mas o MacBook Air não é o notebook mais recomendado para trabalhos que necessitam uma grande cobertura e fidelidade de cores. No uso cotidiano, você terá uma excelente qualidade de imagem e uma boa experiência de imersão também, já que a tela tem bordas finas.

O Macbook Air tem tela de Retina e tecnologia True Tone. (Imagem: Divulgação/Apple)
O Macbook Air tem tela de Retina e tecnologia True Tone. (Imagem: Divulgação/Apple)

Hardware

O MacBook Air chega com processadores de 10ª geração

Uma das principais novidades são os processadores de 10ª geração que equipam o novo MacBook Air. Ele está disponível em versões com Intel i3 e i5, mas na hora de customizar o aparelho você pode mudar o processador para um i7 da mesma geração. Mesmo com o modelo mais “básico”, o usuário ainda terá uma ótima experiência de uso no geral, mesmo em programas um pouco mais pesados.

O Macbook Air tem uma excelente integração com outros dispositivos da Apple. (Imagem: Divulgação/Apple)<span class="-mobiledoc-kit__atom">‌‌</span>
O Macbook Air tem uma excelente integração com outros dispositivos da Apple. (Imagem: Divulgação/Apple)<span class="-mobiledoc-kit__atom">‌‌</span>

Parte disso é pelo sistema operacional, o macOS, que faz com que a experiência de uso geral do computador seja bem fluída mesmo em hardwares que, teoricamente, são mais básicos. Todas as versões possuem 8 GB de RAM, mas você pode personalizar para 16 GB, caso queira garantir que o computador não vai travar com vários programas abertos.

O MacBook Air 2020 também conta com um novo chip gráfico, que de acordo com a Apple, entrega um desempenho até 80% superior que a versão passada. Agora também é possível conectar o notebook em monitores adicionais 6K, algo que nos modelos anteriores só era possível usando uma placa de vídeo externa.

Armazenamento

SSD em todos os modelos por padrão

Outro fator que contribui para o ótimo desempenho do sistema é o armazenamento SSD que está presente em todas as variantes. Por padrão, você encontrará 256 GB no modelo i3 e 512 GB no modelo i5, mas essa quantidade também pode ser alterada na hora da compra, claro, com um custo a mais.

Bateria

A Apple promete uma autonomia de até 12 horas

A bateria do novo MacBook Air tem 50W e, de acordo com a empresa, entrega até 11 horas de navegação na Internet com Wi-fi ativado, ou 12 horas contínuas de reprodução de vídeos no app Apple TV. No entanto, esses valores variam muito dependendo das configurações de tela que você estiver usando, ou mesmo de aplicativos que estiverem rodando em segundo plano no notebook.

Um ponto positivo é que o impacto de energia na bateria quando você coloca o MacBook para hibernar é mínimo. Ou seja, você pode deixá-lo neste modo a noite inteira que, ao ligar no outro dia, o consumo de bateria terá sido quase nulo. De acordo com a empresa, a bateria pode ter uma autonomia de até 30 dias neste modo.

Recursos extras e novidades

Novo teclado para resolver os problemas dos antigos

A novidade mais comentada neste novo MacBook foi a mudança de teclado, que era uma reclamação constante dos consumidores devido ao mecanismo “borboleta”. O recurso fazia com que as teclas ficassem presas constantemente.

O novo modelo é o Magic Keyboard, que não é tão novo assim e faz o uso do mecanismo de tesoura, que dá mais confiabilidade e acaba com esses problemas.

A esquerda, o mecanismo “borboleta”, a direita o mecanismo “tesoura”. (Imagem: Divulgação/Apple)
A esquerda, o mecanismo “borboleta”, a direita o mecanismo “tesoura”. (Imagem: Divulgação/Apple)

Ele possui um deslocamento de teclas de apenas 1 mm e dá uma sensação tátil maior ao digitar, além de ser mais silencioso. No entanto, ele ficou um pouco mais apertado, o que pode ser um problema para algumas pessoas.

O MacBook Air 2020 também possui um touchpad maior e leitor biométrico Touch ID, que pode ser usado para desbloqueio ou como forma de pagamento online integrado ao aplicativo Apple Pay. É um recurso bem útil que conta com um chip próprio para garantir a segurança da função. Além disso, a configuração também é bem intuitiva e já acontece assim que você liga o computador pela primeira vez.

O touch ID dá mais praticidade e segurança para o Macbook Air. (Imagem: Divulgação/Apple)
O touch ID dá mais praticidade e segurança para o Macbook Air. (Imagem: Divulgação/Apple)

Custo-benefício

Como sempre, um preço bem alto aqui no Brasil

Como já é de se esperar, o MacBook Air está longe de ter um bom custo benefício, como qualquer aparelho da Apple aqui no Brasil. Em sua versão mais básica, com processador i3 e 256 Gb de armazenamento interno, ele custa em torno de R$ 10.299, valor que é extremamente alto pelas configurações de hardware e até mesmo funções que o novo lançamento da Apple oferece.

Por esse mesmo valor é possível comprar um notebook com configurações extremamente robustas e que vão entregar um desempenho bem mais alto que o MacBook Air. Então em termos de custo-benefício, o modelo da maçã acaba não sendo vantajoso em nenhum cenário.

Conclusão

O notebook entrega um bom desempenho, mas à um custo muito alto

O MacBook Air 2020 teve bons upgrades em relação ao modelo antigo, mas ainda não justificam a diferença de mais de R$ 2.000 quando comparamos um modelo i3 do lançamento com uma versão i5 de 2019.

Sendo assim, se você está de olho em um MacBook Air, talvez seja legal dar uma olhada nas versões de 2019, cujos preços tendem a cair um pouco com o lançamento de um aparelho mais atualizado.

Você pode ver as melhores ofertas do MacBook Air 2019 aqui no Zoom.

No geral o MacBook Air acaba sendo para um público bem específico, que quer ter um aparelho da Apple por vários motivos e não ligam de ter ter um hardware um pouco inferior. É válido ressaltar que mesmo não sendo tão potente em termos técnicos, ele ainda entrega uma experiência melhor que muitos aparelhos mais potentes, graças a integração do sistema operacional da maçã com o notebook.

Confira os melhores preços para o MacBook Air de 2020 no Zoom!

Leia também: