Zoom indica em Notebook

O que é o Ubuntu?

Um Linux mais amigável.

por Felipe Brito - Especialista em Tecnologia.

Um dos maiores obstáculos para você que gostaria de testar o Linux nos notebooks estava ligada na sua "facilidade" de uso. Muitas distribuições exigiam conhecimento avançado para a instalação de programas e plena configuração do sistema, o que acabava afastando muita gente. Pois o Ubuntu veio para quebrar este paradigma.

Criado pela empresa Canonical, o objetivo do Ubuntu é justamente apresentar uma interface mais fácil, além de inúmeras ferramentas que auxiliam o usuário pouco experiente a utilizar de forma plena os notebooks com Linux. Na medida do possível, a necessidade de digitar grandes comandos em terminal foi diminuindo, e as complexas configurações necessárias passavam a ser feitas por meio de uma amigável interface gráfica. Mas estes não são os únicos benefícios do sistema.

As vantagens em usar o Ubuntu como distribuição do Linux começam já na sua instalação. Tudo é feito de maneira bastante intuitiva, e com alguns cliques, você já está utilizando o sistema em seu computador. Também é possível deixar que o Ubuntu coexista com outro sistema operacional, como em notebooks com Windows, bastando que você instale ambos em partições ou HDs diferentes. É possível que mais de um sistema permaneça em uma mesma partição, mas o ideal é que cada um conte com o seu espaço. Mas e quanto aos programas?

Usar o Ubuntu como plataforma de trabalho no dia a dia tem suas vantagens e desvantagens. É que muitas empresas ainda se negam a oferecer total suporte ao Linux, justamente por não haver um padrão entre as diferentes distribuições. Um dos objetivos do Ubuntu é justamente dar início a este processo de unificação, mostrando-se sólido o suficiente para receber alguns dos programas mais utilizados no mercado. Enquanto isso, várias soluções alternativas pouco a pouco vem aparecendo.

Existe até mesmo uma maneira de usar programas feitos para o Windows no Ubuntu, por meio de um programa chamado Wine. Mas infelizmente os resultados atingidos ainda estão longe do ideal para alguns softwares, o que faz com que os usuários do sistema optem por soluções alternativas, como o Open Office para a edição de textos, planilhas e apresentações e o Gimp, para a edição de fotos e imagens.


Prós:
- A instalação do sistema está super simples, e inclusive permite que este seja instalado em conjunto com outro sistema operacional, como o Windows;

- O suporte a diferentes hardwares tem melhorado a cada dia, garantindo assim compatibilidade com um número ainda maior de equipamentos;

- Existem boas alternativas gratuitas para quem deseja trabalhar com edição de textos ou programação no Ubuntu;

- Ainda é uma plataforma praticamente livre de vírus, mostrando-se assim ideal para o ambiente corporativo que não depende de softwares específicos;

Contras:
- Determinadas ações, como a instalação de alguns poucos programas, como o Java ou Flash, ainda exigem um conhecimento maior, já que alguns usuários demonstram ter problemas em fazer com que estes softwares funcionem perfeitamente de primeira;

- Apesar de permitir que o usuário baixe o programa e instale sem qualquer custo adicional, a Canonical ainda cobra pelo suporte oferecido para os usuários do Ubuntu;

- Muitas aplicações largamente utilizadas por profissionais de diversas áreas, como o 3D Studio, Photoshop ou Cubase, ainda não possuem versões para o Ubuntu, e funcionam de maneira precária com o Wine;

O artigo foi útil?
Sim
Não
Obrigado!

Top 5 em notebook