Notebook Samsung Galaxy Book S em mesa ao lado de celular

Samsung Galaxy Book S: o notebook mais leve que você vai conhecer

Primeiro notebook da linha Galaxy surpreende pela leveza e conectividade com produtos da marca, mas a falta de entrada USB-A e HDMI causa estranhamento

Filipe SallesRedator

Publicado e atualizado 13 min. de leitura.

Compartilhe:

O Samsung Galaxy Book S é o primeiro note da linha Galaxy. Um notebook ultrafino e leve de carregar, ele possui configurações que facilitam o trabalho em qualquer lugar, mas curiosamente não é tão confortável em uma estação de trabalho tradicional. Apesar desse ser o primeiro detalhe que percebemos nesse modelo, vale notar aqui sua conectividade incrível com os aparelhos da linha Galaxy, por meio dos apps Samsung Dex e Samsung Flow.

Confira também no Zoom o review completo do Samsung Book E30!

Outro fator bem importante e que marca uma diferença considerável em relação aos notebooks convencionais é a total ausência de portas USB-A, que são as portas USB convencionais, como mostramos nesse guia. Além disso, o ultrafino da Samsung também não conta com entrada HDMI e porta de rede para conexão cabeada. Mesmo que seja uma decisão de design, será que os sacrifícios em nome da portabilidade valem a pena?

Antes de começar, lembramos que nos reviews de notebook aqui no Zoom ajustamos nosso nível de exigência de acordo com as configurações da máquina. Nesse sentido, consideramos o Samsung Galaxy Book S um notebook intermediário. Isso significa que nossa avaliação de design, tela, conectividade, desempenho e autonomia de bateria vai ser em cima do que se espera de máquinas nessa categoria. Para saber mais sobre nossos critérios de avaliação, confira aqui como avaliamos nossos notebooks.

Leia também no Zoom:

Samsung Galaxy Book S: Prós e Contras

Prós: não tem como começar a listar os prós e contras sem falar de como o Galaxy Book S é leve e fácil de usar. Por ser pequeno, ele cabe até mesmo em bolsas menores e quase não pesa ao carregá-lo. O carregador também é bem portátil, facilitando bastante. Além disso, usá-lo é bastante confortável em espaços apertados ou lugares fora do espaço de trabalho.

O notebook tem excelente performance em tarefas simples do dia a dia, raramente travando em uso leve ou moderado. Seu processador, memória RAM e SSD garantem rapidez na hora de ligar e os travamentos são raros.

A conectividade por meio do Samsung Dex também é impressionante, facilitando a troca de arquivos e o uso de aplicativos do celular com o mouse. Ele torna o trabalho mais produtivo, já que não exige que fiquemos alternando entre o celular e o note.

Modo outdoor pode facilitar o uso do notebook em áreas de ar livre, quase dobrando o brilho e evitando que o seu reflexo apareça na tela.

Contras: placa de vídeo integrada impossibilita o uso do Galaxy Book S para jogos e programas mais pesados como editores de vídeo. Para jogar nesse notebook, recomendamos jogos bem antigos ou que não exigem placa de vídeo.

Tela de toque single touch, sem modo tablet que encoraje o seu uso. Quase esquecemos que o notebook contava com a tela de toque por não haver nenhuma funcionalidade que nos incentive a utilizá-la.

Surpreendentemente, o Galaxy Book S não é tão confortável de usar em uma mesa de trabalho convencional. Embora o espaço vazio a mais seja bem vindo, ele fica curiosamente mais difícil de usar por ser tão compacto, te obrigando a se curvar bastante.

Veja as melhores ofertas do Galaxy Books S no Zoom:

O que vem na caixa?

O Samsung Galaxy Book S já mostra ao que veio, nos surpreendendo já no tamanho da caixa, que é bem pequena. Isso também significa que não há muitas coisas dentro do pacote.

  • Notebook Samsung Galaxy Book S
  • Carregador com cabo USB-C nas duas pontas
  • Adaptador de USB-C para USB-A
  • Kit de Manuais
O notebook vem com carregador, cabo USB-C e adaptador de USB-C para USB-A (Foto: Filipe Salles)
O notebook vem com carregador, cabo USB-C e adaptador de USB-C para USB-A (Foto: Filipe Salles)

Agora que você já tem uma visão geral sobre o Samsung Galaxy Book S, veja sua ficha técnica completa a seguir!

Ficha técnica do Samsung Galaxy Book S

Atualização (06/04/2021): em outra ficha técnica que publicamos antes dessa data, constatamos que o teclado do notebook não era retroiluminado. A assessoria da Samsung entrou em contato conosco para avisar que o teclado do Samsung Galaxy Book S conta sim com retroiluminação e corrigimos isso na nova ficha acima. Ainda assim, vale a observação de que a opção não estava ativa por padrão ou o modelo que testamos em específico veio com defeito de fábrica.

Samsung Galaxy Book S: Design e construção

Extremamente leve, fácil de carregar e de usar em espaços mais apertados, como mesas de café ou assentos de avião. Viajar de avião seria um pouco demais para um simples teste de notebook, mas, se não fosse pela pandemia do coronavírus, certamente iria para um café ou espaço de coworking para testar a portabilidade do Samsung Galaxy Book S. O que restou foi testar a portabilidade do notebook no sofá de casa.

O que torna o Samsung Galaxy Book S um notebook diferente é que é mais confortável trabalhar com ele no sofá do que em uma mesa de trabalho (Foto: Filipe Salles)
O que torna o Samsung Galaxy Book S um notebook diferente é que é mais confortável trabalhar com ele no sofá do que em uma mesa de trabalho (Foto: Filipe Salles)

De um modo bastante curioso, o Galaxy Book S é desconfortável de usar em uma mesa de trabalho convencional. Apesar do seu tamanho reduzido significar mais espaço livre e um alento para os minimalistas, ele é tão compacto que é difícil manter a postura ao usá-lo. Não que eu seja um exemplo de postura correta, mas senti desconforto ao notar que teria de me curvar mais que o normal para conseguir trabalhar bem nele.

Ou seja, é clara a intenção do Galaxy Book S em ser o notebook ideal para quem passa a maior parte do tempo trabalhando fora de um escritório. Tanto que o trabalho no escritório em si acaba sendo desconfortável, sendo mais indicado um notebook maior.

O problema disso está no preço: o Galaxy Book S pode ser encontrado por cerca de R$ 6.335,00 no Zoom em março de 2021. Ou seja, um preço bem alto para um notebook que não podemos recomendar em todos os lugares.

Discreto, o Samsung Galaxy Book S é comercializado nas cores Mercury Gray (cinza) e Earth Gold (dourado). Além da cor, ele vem apenas com a logo da Samsung na tampa. O teclado é ABNT2, mas é bastante compacto. Por conta disso, ele também vem sem teclado numérico. Além disso, ele não é retroiluminado, necessitando de iluminação externa para enxergar as teclas em ambiente escuros. Já o trackpad é responsivo, confortável e fácil de usar.

O foco na portabilidade acabou sacrificando portas USB convencionais e o teclado numérico (Foto: Zoom)
O foco na portabilidade acabou sacrificando portas USB convencionais e o teclado numérico (Foto: Zoom)

Samsung Galaxy Book S: Tela

O Galaxy Book S chega ao mercado com tela touch de 13,3 polegadas com resolução Full HD. Por contar com bordas finas, a impressão que temos é de que a tela é maior.

A tela touch responde bem, mas permite apenas um toque por vez. Caso mantenha o dedo pressionado em algo, o note não reconhecerá um segundo toque. Além disso, o notebook não possui um "modo tablet", desencorajando o uso da funcionalidade touchscreen. Em nosso teste, quase esquecemos que ele contava com tela de toque, já que não existe nenhum recurso que encoraje seu uso.

O Samsung Galaxy Book S conta com um modo para uso ao ar livre, alcançando brilho máximo de 600 nits, evitando que apareça seu reflexo na tela. O brilho padrão é de 150 nits, podendo chegar a 350 nits fora do modo outdoor. Por conta da pandemia, não fizemos o teste externo, mas já recomendamos: não tente ativar o modo outdoor em casa, já que o brilho é bem forte e vai causar incômodo.

O Samsung Galaxy Book S é um dos poucos notebooks com um modo que permite usá-lo ao ar livre (Fonte: Divulgação/Samsung)
O Samsung Galaxy Book S é um dos poucos notebooks com um modo que permite usá-lo ao ar livre (Fonte: Divulgação/Samsung)

Samsung Galaxy Book S: Conectividade

Não podíamos começar esse trecho sem mencionar uma das decisões de design e conectividade mais controversas do notebook: não há entrada USB-A, HDMI ou porta de rede para conexões cabeadas. Ao invés delas, temos duas portas USB-C que funcionam muito bem, mas inutilizam alguns periféricos com o USB-A convencional. Além delas, uma entrada para cartão de memória e porta de 3,5mm para combo de fone e microfone.

No entanto, é importante mencionar que o notebook vem acompanhado de um adaptador USB-C para USB-A. Se quer usar mais periféricos no Samsung Galaxy Book S, nossa recomendação é comprar um hub USB-A. Ficou confuso com essa explicação e não entendeu muito bem a relação entre as portas USB? Separa uma aba e confira depois as diferenças entre as portas USB disponíveis no mercado!

Por usar a porta USB-C, o carregador do Samsung Galaxy Book S tem a mesma espessura de um carregador de celular (Foto: Zoom)
Por usar a porta USB-C, o carregador do Samsung Galaxy Book S tem a mesma espessura de um carregador de celular (Foto: Zoom)

Quer usar periféricos com o Samsung Galaxy Book S? Confira esse hub USB que também traz uma porta Ethernet para conexão via cabo!

Vale mencionar aqui que a intenção do notebook da Samsung é justamente a de ser portátil, te oferecendo o que precisa em um pacote leve, então não diminuímos nossa pontuação por conta desse detalhe.

Conectividade com aparelhos da linha Galaxy

O Samsung Galaxy Book S vem com os aplicativos Samsung Dex e Samsung Flow de fábrica. O primeiro impressiona por permitir controlar o celular como se ele fosse um computador, bastando usar o cabo USB-C de duas pontas que vem no carregador com seu celular da marca Galaxy.

O aplicativo permite fazer videoconferências usando a câmera do seu celular. Mesmo que o notebook venha com uma webcam, ela possui resolução de 720p, enquanto a maioria dos smartphones atuais, especialmente da linha Galaxy, permite gravações até mesmo em 4K. Ou seja, se quer caprichar na sua aparência em uma videoconferência, o Samsung Dex vai te ajudar com uma imagem bem mais nítida e detalhada.

Dica: aprenda como usar o app de videoconferências Zoom Meetings

O Samsung Dex te permite fazer videoconferências usando a câmera do seu smartphone, que provavelmente será melhor que a webcam (Foto: Filipe Salles)
O Samsung Dex te permite fazer videoconferências usando a câmera do seu smartphone, que provavelmente será melhor que a webcam (Foto: Filipe Salles)

Não tem o Samsung Dex mas quer usar seu celular como webcam em videoconferências? Então confira esse guia completo aqui no Zoom!

Além disso, o Samsung Dex também facilita a troca de arquivos e tem um botão que permite capturar a tela do celular ou tablet instantaneamente. Outras facilidades incluem o uso de apps como editores de vídeo ou fotos fica mais fácil com o trackpad ou mouse, especialmente em edições rápidas que não exigem um software robusto para PC, um ponto fraco do notebook.

O aplicativo também é bom para jogar alguns jogos de turno e puzzles para celulares ou tablets, como Marvel Força Strike, Candy Crush Saga e Hearthstone. Por outro lado, games como Free Fire e League of Legends: Wild Rift não funcionam bem porque os jogos exigem constantemente que dê mais um comando por vez na tela de toque.

Em Free Fire, por exemplo, não conseguimos andar e atirar usando a tela de toque do Samsung Galaxy Book S, por ela ser single touch. Mesmo assim, tentar jogar usando a tela de toque do notebook causa bastante estranhamento, já que ele não conta com "modo tablet".

O único problema do Samsung Dex é que ele funciona apenas em edições mais atuais dos smartphones e tablets Galaxy. Celulares com cerca de três anos de lançados como o A8 (2018), por exemplo, não são compatíveis com o app, o que pode exigir um novo smartphone caso o seu seja mais antigo.

Por outro lado, celulares mais antigos são compatíveis com o Samsung Flow. Permitindo conectar smartphones e tablets ao notebook sem usar fios, o Samsung Flow possibilita ver notificações e trocar arquivos entre os aparelhos facilmente, mas sem o uso remoto que do Dex.

Vale mencionar também que os aplicativos não são uma exclusividade do Samsung Galaxy Book S, estando disponíveis também em modelos básicos da marca, como o Samsung Book E30.

Procurando um notebook mais básico? Então confira nosso review completo do Samsung Book E30!

Samsung Galaxy Book S: Desempenho

O Samsung Galaxy Book S se garante bem em tarefas do dia a dia, mas pode sofrer em jogos e programas de edição mais pesados (Fonte: Divulgação/Samsung)
O Samsung Galaxy Book S se garante bem em tarefas do dia a dia, mas pode sofrer em jogos e programas de edição mais pesados (Fonte: Divulgação/Samsung)

Se você não tem paciência para travamentos e demora para ligar, vale mencionar que o Galaxy Book S vem com SSD que agiliza a abertura do sistema. Em nosso teste, ele levou apenas 13 segundos para ligar. Avaliamos o de 256GB, mas também há versão do notebook com SSD de 512GB.

Ele também é bem silencioso, sem fazer qualquer barulho, tanto em tarefas leves quanto pesadas. Porém, apresentou lentidão em alguns momentos de uso mais pesado, como muitas abas de navegador abertas ao mesmo tempo. O notebook também esquenta bastante nessas situações. Por outro lado, os 8GB de memória RAM e o processador conseguem trabalhar bem e essas lentidões são raras.

Definitivamente, o Samsung Galaxy Book S não é indicado para jogos, mesmo em configurações médias ou baixas. Apenas jogos bem antigos ou que não exigem quase nada da placa de vídeo integrada funcionarão bem nesse notebook. Alternativamente, você pode usar o Samsung Dex para acessar e jogar games instalados em seu celular ou tablet. O notebook também aquece consideravelmente ao abrir jogos nele.

Samsung Galaxy Book S: Autonomia de bateria

Excelente autonomia de bateria, com 5h35 de uso em tarefas leves e medianas até entrar em modo economia de bateria. Exigiu carregamento com 6h15 de uso. Nesse período, ele ficou uma hora sem atividade. A Samsung promete 17 horas sem necessidade de carregamento em reprodução de vídeo offline.

Porém, como consideramos essas condições irreais para qualquer tipo de uso, nosso teste foi feito trabalhando com aplicações web como o G Suite, usando em simultâneo apps de mensagens como o Slack e o Telegram, com ocasionais exibições de vídeos do YouTube.

O Samsung Galaxy Book S apresenta bom custo-benefício?

O Galaxy Book S é muito leve e funciona perfeitamente para tarefas de rotina, mas será que isso significa um bom custo-benefício? (Foto: Zoom)
O Galaxy Book S é muito leve e funciona perfeitamente para tarefas de rotina, mas será que isso significa um bom custo-benefício? (Foto: Zoom)

Avaliar o custo-benefício foi bem difícil. Embora ele tenha ótimo desempenho em tarefas rotineiras e seja facilmente o notebook mais leve e fácil de usar que já experimentei, ele tem alguns pontos negativos que dificultam seu uso em situações convencionais, como um home office ou escritório convencional.

Considerando o momento de pandemia que estamos vivendo, não são muitas as oportunidades de trabalhar fora de casa, o que dá a sensação de que o seu lançamento por aqui é um pouco fora de hora. Ainda assim, se a sua linha de trabalho envolve maior parte do tempo fora do escritório, ele certamente vale o investimento.

Caso sua rotina seja mais caseira ou mais fixa no escritório, no entanto, pode investir em outros notebooks intermediários um pouco maiores e até mesmo sem tela touch, mas que trazem melhor desempenho em geral.

Se esse é o seu caso, não deixe de conferir nossa lista com os melhores notebooks custo-benefício em 2021!

Produtos similares

Para buscar outras alternativas, consideramos as configurações de ficha técnica do Samsung Galaxy Book S: processador Intel Core i5 de 10ª geração, memória RAM de 8GB, SSD de 256GB e tela com resolução Full HD. Todos os três computadores similares que encontramos no Zoom atendem a esses critérios.

Os dois primeiros seguem uma linha parecida com o do Galaxy Book S: placa de vídeo integrada, tela de toque e dimensões menores. Já o terceiro é uma opção mais convencional, com dimensões maiores, mas contando com placa de vídeo dedicada e sendo mais indicado para jogos e programas pesados.

Carregando configurações bem parecidas com as do Samsung Galaxy Book S, o Lenovo Ideapad Flex 5i traz tela Full HD de 14 polegadas e é bem mais barato que o rival. Ele também traz o "modo tablet" para uso melhor da tela de toque, mas também teclado retroiluminado, facilitando a escrita quando há pouca iluminação.

Porém, a presença de portas USB convencionais, entrada HDMI e porta de rede o tornam um pouco mais pesado que o notebook da Samsung.

O Acer Spin 3 é bastante parecido ao modelo da Lenovo, sendo também uma opção de notebook 2 em 1. Ele também conta com "modo tablet", oferecendo melhor uso da tela de toque. Por outro lado, ele não possui as funções de conectividade com aplicativos como o Samsung Dex e Samsung Flow.

Assim como o Ideapad Flex 5i, a presença de entrada HDMI e USB-A o tornam mais pesado e difícil de carregar que o notebook da Samsung, mesmo que continue sendo leve. Sua tela também é de 14 polegadas. Só que o preço está em faixa parecida com o Samsung Galaxy Book S, o que é uma desvantagem, especialmente considerando que ele não tem funções extras como o teclado retroiluminado.

Totalmente diferente das duas outras alternativas, achamos importante a comparação com um notebook mais convencional. O motivo é justamente entender como funcionalidades como a tela de toque e a portabilidade algumas vezes sacrificam o desempenho.

Esse é o caso do Dell Gamer G3 G3-3500. Esse notebook gamer traz uma versão mais poderosa do processador i5 de 10ª geração, além de contar com placa de vídeo dedicada GeForce GTX 1650. Isso o torna uma opção melhor para jogos e programas de edição, por exemplo. Claro que isso significa a ausência da tela de toque e um computador mais pesado e difícil de carregar.

Afinal de contas, também temos as portas USB-A, entrada HDMI e porta de rede para conexão cabeada, além de teclado numérico e retroiluminado. Mesmo com as configurações mais robustas, ele custa cerca de R$ 5.765 em março de 2021, sendo mais barato que o Samsung Galaxy Book S.

Conheça mais alguns dos melhores modelos de notebooks gamers aqui no Zoom!

Conclusão

Considerando tudo o que avaliamos e dizemos ao longo do artigo, consideramos sim o Galaxy Book S um notebook ótimo, mas voltado para situações e profissionais mais específicos. Fácil de carregar e extremamente confortável de usar em qualquer lugar, ele é o melhor notebook para quem costuma passar a maior parte do tempo fora do escritório e sempre precisa se adaptar ao local onde está.

Por outro lado, não podemos indicá-lo para uso diário em home office (a não ser que você goste de trabalhar no sofá) ou em escritório, a não ser que use teclados ou mouses externos junto a um hub USB-A. Inclusive, foi assim que usei o notebook no meu home office após a realização dos testes.

Gostou do que viu e sentiu que o notebook é ideal para você? Então veja as ofertas do Samsung Galaxy Book S aqui no Zoom!

Está em busca de um notebook? Crie um Alerta de Preço e receba notificações quando o aparelho chegar ao valor que deseja pagar. Veja como fazer no nosso canal do YouTube abaixo: