Entenda antes de comprar em PC / Computador

HDMI, DVI, DisplayPort e VGA: qual cabo devo usar?

Ao entender qual cabo deve ser usado você garante a melhor imagem para seu dispositivo.

HDMI
por Felipe Brito - Especialista em Tecnologia.

Com a amplitude do HDMI, talvez você responda a essa pergunta optando por ele. Porém, nem sempre os monitores e computadores têm suporte a essa conexão. Alguns dispositivos mais antigos têm somente entrada VGA ou DVI, aumentando as dúvidas que surgem na hora de escolher a melhor conectividade.

No entanto, apresentamos as principais características e usos aplicados ao HDMI, DVI, DisplayPort e VGA. Aqui não falaremos de contras, pois a questão fundamental é satisfazer as suas necessidades e, para isso, todos eles apresentam grandes vantagens e bons usos. Tudo depende do momento e dispositivo que se deseja conectar. Então, nos acompanhe neste artigo e boa leitura!

VGA

Esse é um cabo considerado da velha guarda. Seu padrão de vídeo foi criado lá em 1987, porém, ainda é bastante comum em computadores equipados com placas de vídeo onboard — aquelas que são integradas às placas-mãe.

O VGA (Video Graphics Array) tem menos recursos que os outros cabos apresentados neste artigo. Seu sinal de vídeo, por exemplo, é analógico. Ele também transmite apenas vídeo, sendo necessário outro cabo para a transmissão de áudio entre os dispositivos conectados.

A taxa de atualização e transmissão indicam a velocidade a qual a imagem é transmitida e atualizada no monitor ou TV. Quanto maior esses valores — que são medidos em Hertz — mais suave são os movimentos que acontecem no vídeo, por exemplo.

Para entender melhor sobre a taxa de atualização e transmissão, pense em quando você e sua família estão assistindo ao mesmo canal, mas em aparelhos diferentes. Já aconteceu de você ouvir o áudio de uma das TVs alguns segundos atrasados?

Isso tem ligação com a taxa de transmissão da TV em questão. Assim como o áudio, a imagem também atrasa alguns segundos e isso é por causa da taxa de atualização do vídeo.

Levando em consideração que a maioria dos monitores atuais são de LCD, utilizar a conexão VGA deixará sua imagem "pixelada" — cheia de quadrados pequenos que acabam por distorcer a imagem. Já as TVs raramente têm esse tipo de conexão disponível.

  • Mais indicado para: conexões entre computadores e dispositivos analógicos, como projetores;
  • Resolução suportada: sua resolução nativa é de 800 x 600, adaptável até 1366 x 768;
  • Transmissão: taxa de atualização de vídeo até 70 Hz;
  • Conector: analógico D-Sub (DB), com 15 pinos.

DVI

O Digital Visual Interface (DVI) é o primeiro cabo para computadores capaz de suportar definição digital. Foi criado para substituir o VGA e, justamente por isso, também suporta sinal analógico de imagem. Porém, são utilizados cabos diferentes para transmitir esses sinais.

O cabo DVI-A suporta somente definição analógica e, por sua vez, o DVI-D transmite sinais digitais. Entretanto, existe o cabo DVI-I que permite ambas definições. Nem preciso dizer que este último é o mais conhecido, né?

Quando foi lançado, seu uso foi muito difundido entre os eletrônicos, sendo aplicado em consoles de videogame, DVD players e algumas televisões, além dos computadores. Atualmente, esse tipo de conexão foi substituída pelo HDMI.

A resolução varia conforme o dispositivo conectado ao cabo. Se usado em aparelhos analógicos, tem as mesmas características que o VGA. Já quando utilizado em conexões digitais, suporta resoluções de até 2560 x 1600.

É importante dizer que o cabo DVI não tem suporte a áudio, necessitando de um cabo extra para a transmissão do som, assim como seu antecessor, o VGA.

  • Mais indicado para: conexões entre computadores e monitores;
  • Resolução suportada: varia conforme o dispositivo, se analógico até 800 x 600, se digital entre 1920 x 1200 e 2560 x 1600;
  • Rransmissão: taxa de atualização até 70 Hz e transmissão de dados entre 3.7 e 7.4 Gigabytes por segundo (Gbps);
  • Conector: DVI-A, DVI-D e DVI-I, com 29 pinos.

HDMI

Este conector é o mais conhecido, justamente por ser amplamente utilizado nos eletrônicos modernos. Os computadores já vêm com entrada HDMI, assim como Smart TVs, aparelhos de DVD e Blu-Ray, consoles de videogame, smartphones e tablets.

Seu nome, High-Definition Multimedia Interface, denota o motivo de sua popularidade. É um cabo para conexões multimídias de alta definição, suportando formatos diferentes de imagem, vídeo e áudio.

Entretanto, apesar de muito difundido, esse tipo de conexão tem várias versões. É necessário observar bem as especificações do aparelho antes de adquirir o cabo HDMI, pois, os recursos disponíveis serão de acordo com o modelo.

Abaixo falaremos dos diferentes modelos de HDMI, para que você saiba exatamente qual é a melhor opção de acordo com seus dispositivos. Lembrando que toda versão nova apenas acrescenta recursos, suportando as versões anteriores sem problema algum.

HDMI 1.1

  • Suporte a DVD e Blu-Ray player;
  • 8 canais de saída de áudio;
  • Taxa de atualização de 60 Hz e transmissão de dados de 4,9 Gbps;
  • Resolução máxima de 1080 pixels.

HDMI 1.2

  • Adiciona suporte a placas de vídeo e monitores de computadores;
  • Inclui a transmissão de One Bit Audio, DSD e SuperAudio CD.

HMDI 1.3

  • Aumenta a taxa de transmissão para 10,2 Gbps;
  • Implementa sincronização automática de áudio;
  • Suporte a áudio Dolby TrueHD e DTS-HD;
  • Criadas as conexões mini HDMI para alguns dispositivos.

HDMI 1.4

  • Acrescenta a grande novidade de canal Ethernet integrado, permitindo conectar Internet em dispositivos, como TVs;
  • Outra novidade é a conexão micro HDMI para celulares;
  • Novo suporte a imagens 3D, tanto para filmes quanto para jogos;
  • Sua resolução foi aumentada para imagens 4K, ou 4096 x 2160.

HDMI 2.0

  • Aumenta a qualidade de áudio, disponibilizando 32 canais e 1536 kHz de potência;
  • Torna-se multicanal com 4 fontes simultâneas de som;
  • A taxa de transmissão aumentou para 18 Gbps.

HDMI 2.1

  • Versão mais recente, lançada em Novembro de 2017;
  • Conta com suporte à imagens HDR;
  • Resolução máxima de 10k;
  • Taxas de atualização de 120 Hz e taxa de transmissão de 48 Gbps.

Visão Geral do HDMI

  • Mais indicado para: uso em qualquer dispositivo eletrônico moderno, sendo compatível com as versões de HDMI indicadas no manual do fabricante;
  • Resolução suportada: qualquer resolução até 10k, de acordo com a versão do cabo HMDI;
  • Transmissão: taxa de atualização mínima de 60 Hz e máxima de 120 Hz, transmissão mínima de 4,9 Gbps e máxima de 48 Gbps, tais valores também dependem da variação do cabo;
  • Conector: digital de áudio/vídeo nos tamanhos A (padrão), B (Dual-link), C (mini), D (micro), E (conector automotivo), a maioria com 19 pinos.

DisplayPort

A conexão DisplayPort foi desenvolvida pela VESA (Video Electronics Standards Association), com o objetivo de facilitar a transmissão de uma grande quantidade de dados para uso profissional, mas acabou se tornando a preferida entre os gamers.

Essa interface tem uma largura de banda alta (32.4 Gbps) e um bom sistema de compressão de dados, e em sua versão mais recente (Displayport 1.4) suporta resoluções muito altas, chegando a 8K (7680 × 4320 pixels) a 60Hz, ou ainda resolução 4K (3840 × 2160 pixels) a impressionantes 200Hz, além de FreeSync/G-Sync e HDR.

Inicialmente, a ideia era que a interface ajudasse a suportar configurações com muitos monitores conectados à apenas uma saída de vídeo, mas graças à alta frequência máxima, ela se tornou o padrão preferido de monitores e placas de vídeo gamer de alto desempenho, especialmente em PCs rodando games acima dos 144Hz.

Ah! Outro detalhe bacana é que a tecnologia DisplayPort tem licença de uso liberada, então adaptadores são consideravelmente mais baratos que HDMI.

  • Mais indicado para: conexão entre computadores e monitores, principalmente para jogos;
  • Resolução suportada: qualquer uma até 7680 × 4320;
  • Transmissão: 4K a 200FPS e 32.4 Gbps de transmissão de dados;
  • Conector: padrão e mini, ambos com 20 pinos.

Afinal, qual cabo usar?

É uma pergunta justa de se fazer, pois há diferentes cabos com as mesmas funcionalidades. A questão principal é observar a resolução que deseja reproduzir e, a partir daí, utilizar o cabo que comporte o que foi escolhido.

Para as conexões entre computadores, a melhor opção é o DisplayPort, pois é capaz de transmitir grandes quantidades de dados e usar todo o potencial dos monitores de alto desempenho.

Se essa conexão não estiver disponível, a melhor alternativa é o HDMI. Este é o mais completo em questão de recursos oferecidos, além de ser o mais utilizado nos diferentes eletrônicos modernos, como câmeras fotográficas digitais, consoles de videogame, computadores, TVs, aparelhos de DVD e Blu-Ray.

Evite as conexões ultrapassadas, como VGA e DVI-I, a menos que você precise usar um equipamento mais antigo.


Leia também:

O artigo foi útil?
Sim
Não
Obrigado!

Top 5 em pc / computador