O que é preciso para viajar com um cachorro?

Selecionamos algumas dicas para você não ter problemas na hora de organizar uma viagem com o seu cão

Redação - ZoomEditor(a)

Publicado e atualizado 6 min. de leitura.

Compartilhe:

Para alguns donos de pet, viajar com o cachorro pode ser uma tarefa extremamente complicada. No entanto, existem alguns itens e estratégias que podem tornar a viagem com o cão mais confortável (e segura), tanto para o tutor quanto para o animal de estimação. São acessórios e dicas para que você saiba o que é preciso para viajar com um cachorro para, assim, estar preparado para qualquer viagem – seja ela de carro, ônibus ou avião.

Então, se você é daqueles que gostaria de levar o seu pet para viajar, nós preparamos uma lista com tudo o que você precisa saber sobre como transportar um cachorro em viagens (curtas ou longas). Além disso, nós também selecionamos os melhores itens para você transportar o seu cão, como caixa de transporte, coleira, comedouro e bebedouro e plaquinha de identificação. Dê um Zoom e confira as melhores dicas sobre como viajar com cachorro!

Leia também: 10 produtos para cachorro que todo dono deve ter

Fique por dentro de tudo o que é necessário para viajar com cachorro! (Reprodução/Shutterstock)
Fique por dentro de tudo o que é necessário para viajar com cachorro! (Reprodução/Shutterstock)

O que é preciso levar para viajar com cachorro?

Você vai precisar de caixa de transporte, coleira, comedouro e bebedouro e plaquinha de identificação

Não esqueça nenhum item para uma viagem mais segura! (Reprodução/Shutterstock)
Não esqueça nenhum item para uma viagem mais segura! (Reprodução/Shutterstock)

Para que a viagem seja o mais segura e confortável possível, existem alguns itens que são fundamentais, como a caixa de transporte, a coleira, o comedouro e o bebedouro e a plaquinha de identificação. Ah, e todos esses itens podem ser encontrados no Zoom, na nossa área de Pet Shop!

O item número um dessa lista é, sem dúvidas, a caixa de transporte. Além de facilitar o transporte do seu cachorro no carro (existem outras opções), esse item é obrigatório em viagens de ônibus e avião. A caixa deve ter o tamanho ideal para que o cachorro consiga ficar em pé e dar uma volta sobre o próprio corpo.

Outras opções para o transporte no carro são o cinto de segurança e a cadeirinha para cachorro. A caixa de transporte e a cadeirinha são indicadas para cães de porte pequeno (até 10kg). Já o cinto de segurança é mais aconselhado para cachorros acima de 10kg, apesar de cães de porte menor também poderem usar o cinto de segurança.

Não podemos esquecer também da coleira, para prender no cinto ou para passeios em locais de parada, e de potes para água e comida, para viagens mais longas. Mais um item que não pode faltar é a plaquinha de identificação, pois, no caso de o seu cãozinho se perder, ela será a sua grande aliada para recuperá-lo.

Para tudo isso dar certo, é necessário que, antes de alguma viagem, levar o seu pet ao veterinário. Dessa forma, o profissional poderá ateste a saúde do cachorro e indicar alguns medicamentos básicos, como para enjoo, dores e alergias, a fim de aumentar a segurança do deslocamento.

Como viajar com o cachorro de carro?

O ideal é acostumar o cão com o veículo antes e, principalmente, fazer paradas

Aprenda tudo sobre viagem com cachorro de carro! (Reprodução/Shutterstock)
Aprenda tudo sobre viagem com cachorro de carro! (Reprodução/Shutterstock)

Um ponto fundamental para fazer uma boa viagem com o cachorro de carro é acostumá-lo a andar no veículo. Para isso, o ideal é começar com passeios curtos e ir aumentando-os de forma progressiva – de preferência, desde filhote. Uma ótima dica para que o pet fique mais calmo é sempre levar algum item que ele tenha o costume de usar em casa, como um brinquedo ou uma manta.

No caso de viagens mais longas, é importante fazer paradas para que o cachorro possa beber água e esticar as patinhas. Por isso, é fundamental programar a viagem com antecedência, para procurar lugares de parada "pet friendly", que são aqueles que aceitam a presença de animais. Nesses locais, você não pode esquecer de levar os saquinhos higiênicos, para recolher as fezes do seu cão.

Além dessas dicas, existem ainda leis que regulamentam o transporte de animais. Essas leis proíbem que você transporte o pet do lado esquerdo, no colo ou entre as pernas do motorista (infração média, com penalidade de multa e perda de pontos na carteira).

É proibido também o transporte de animais nas partes externas do veículo, como bagageiros e caçambas de caminhonetes. Outra proibição é a de trafegar com a cabeça do animal para fora da janela (infração grave, com penalidade de multa, perda de pontos na carteira e retenção do veículo), ou solto dentro do carro (infração leve com penalidade de multa e perda de pontos na carteira).

Como viajar com o cachorro de ônibus?

É obrigatório o uso da caixa de transporte e a apresentação de um atestado de saúde

Saiba tudo para se preparar para uma viagem com cachorro de ônibus! (Reprodução/Shutterstock)
Saiba tudo para se preparar para uma viagem com cachorro de ônibus! (Reprodução/Shutterstock)

Para viajar com cachorro de ônibus é obrigatório o uso da caixa de transporte. Também é obrigatório a apresentação de um atestado de saúde comprovando as boas condições físicas do animal, feito por um médico veterinário vinculado ao CRMV (Conselho Regional de Medicina Veterinária).

Outro item obrigatório é a carteira de vacinação, completa e atualizada (antirrábica e polivalente). E é importante ressaltar que apenas cachorros de pequeno porte (até 10kg) são autorizados a viajar de ônibus.

A empresa de ônibus pode cobrar taxa adicional para o embarque do cão. E, se você quiser que o seu cachorro faça a viagem em um assento, será necessário comprar uma passagem para ele.

Mais um ponto fundamental é você se comunicar com a empresa com antecedência, pois apenas dois animais podem viajar em um mesmo ônibus.

Ah, e ara tudo dar certo na sua viagem, procure sempre verificar essas informações na sua região, pois existem regras diferentes para cada estado.

Como viajar com o cachorro de avião?

As regras são diferentes para cada empresa aérea, mas será necessário uma caixa de transporte

Veja o que é preciso para uma viagem com cachorro de avião! (Reprodução/Shutterstock)
Veja o que é preciso para uma viagem com cachorro de avião! (Reprodução/Shutterstock)

Já para uma viagem com cachorro de avião, em território nacional, as exigências são maiores. Além do atestado de saúde emitido por um médico veterinário e da carteira de vacinação atualizada, já exigidos em viagens de ônibus, apenas cachorros com mais de quatro meses são permitidos viajar de avião.

Esses cães devem viajar em uma caixa de transporte (flexível ou rígida) com dimensões de 20 cm de altura, 31,5 cm de largura e 43 cm de comprimento. E é necessário comunicar para a companhia aérea, antes mesmo de comprar a passagem, a vontade de transportar o pet.

No entanto, as regras são diferentes para cada empresa aérea. Na Azul, se você quiser transportar o animal dentro da cabine, o peso do seu cão + o peso da caixa de transporte não podem ultrapassar os 5kg. Cada voo suporta apenas três animais, sendo um por passageiro, e é cobrado, por trecho, R$ 250.

Na Gol, para transportar o cachorro na cabine, ele pode ter, no máximo, 10kg. Acima disso, apenas no compartimento de cargas (até 30kg). São permitidos quatro animais por voo, sendo um por passageiro. É cobrado R$ 150 por trecho, e o check-in deve ser realizado duas horas antes do voo.

Já na Latam os cachorros só são aceitos em alguns tipos de avião (Airbus 319, 320, 321 e Boeing 777). O cão só pode ter até 7kg para viajar na cabine (caixa + animal) e, acima disso, somente no compartimento de cargas (até 45kg). Também é cobrada taxa de R$ 200 (até 7kg na cabine), U$ 150 (até 23kg), U$ 225 (até 32kg) e U$ 300 (para até 45kg).

Em voos internacionais as exigências são ainda maiores. É obrigatório a apresentação da carteira de vacinação do cachorro, o Certificado Zoosanitário Internacional (CZI), o Certificado Veterinário Internacional (CVI) e o atestado e o laudo sanitário. Para alguns locais, ainda são exigidos a presença de um microchip implantado sob a pele.

Também existem algumas empresas que exigem a sedação do animal para fazer o transporte. Como são diversas as empresas que fazem essas viagens, e cada uma conta com regras próprias, o Zoom indica que você entre em contato com a companhia aérea escolhida, para que você conheça e entenda as exigências para viajar com o seu cachorro em um avião.

Leia também: