Intel Core U ou H? Entenda os chips de notebook antes de comprar

Veja todas as diferenças entre os processadores Intel Core U e H

Redação - ZoomEditor(a)

Publicado e atualizado 3 min. de leitura.

Na hora de comprar notebook é importante se atentar a qual processador ele usa, mas alguns usuários têm dificuldades em diferenciar os milhares de modelos que existem no mercado. Muitos sabem identificar a geração dos modelos da Intel, mas não sabem o que significa a letra final de seus nomes. Por isso, o Zoom vai explicar a diferença entre dois dos mais famosos no mercado: processadores “U” e processadores “H”.

Essas letras que ficam no fim do dos seus nomes ajudam a indicar para qual uso eles são indicados. Enquanto os chips U são voltados para o desempenho “comum” e uso de programas básicos, os H são recomendados para alto desempenho, seja em notebooks gamers ou modelos para trabalho que possuem hardware mais potente.

Veja abaixo em mais detalhes as diferenças de cada um dos processadores e entenda o porque eles são recomendados para diferentes tarefas.

Leia também: Melhor notebook custo-benefício em 2020: 10 modelos para comprar

Os notebooks com processadores Intel ainda são maioria absoluta no mercado. (Foto: Shutterstock/charnsitr)
Os notebooks com processadores Intel ainda são maioria absoluta no mercado. (Foto: Shutterstock/charnsitr)

Intel Core U

Os notebooks cujos processadores terminam com o sufixo “U” são os mais comuns no mercado, justamente porque esses modelos estão presente em aparelhos de entrada ou intermediário. A escolha da letra U vem de Ultra Low Voltage (ULV), que indica que aquele processador em questão tem um baixo gasto energético e esquenta menos, então é mais fácil de fazer a refrigeração.

O IdeaPad S145 tem processador i3, i5 ou i7 da série “U”. (Foto: Divulgação/Lenovo)
O IdeaPad S145 tem processador i3, i5 ou i7 da série “U”. (Foto: Divulgação/Lenovo)

Esses chips oferecem desempenho suficiente para grande parte dos usuários e são mais baratos para serem produzidos, por isso estão presentes em muitos notebooks. Os processadores dessa série podem vir em diferentes gerações, por exemplo, uma das variantes do IdeaPad 330 tem processador i5 7020U, já o IdeaPad S145 usa um i5 8265U, enquanto o Book X40, da Samsung, tem um i5 10210U.

Apesar de serem da mesma série de processadores, com o passar dos anos a arquitetura vai evoluindo, por isso eles vão ficando mais rápidos e econômicos que as versões anteriores, mas a ideia central que é ter uma temperatura menor e oferecer mais economia energética, é mantida.

Veja outros exemplos de notebooks com processadores da série “U”.

Intel Core H

O processador da série “H” será encontrado em notebooks de alto desempenho. Eles não possuem compromisso de entregar uma boa autonomia de bateria e baixa temperatura, porém são mais potentes que os modelos anteriores. Será comum você ver esses processadores em aparelhos gamer, ou notebooks voltados para trabalhos pesados, pois são esses os que mais precisam de bom desempenho, e geralmente já possuem um sistema de resfriamento adaptado para conseguirem segurar altas temperaturas.

Nos processadores com sufixo “H” você poderá encontrar variações no mercado, que são os HK e HQ, esse último que virou apenas H desde a oitava geração. Os modelos HK indicam que o processador em questão é desbloqueado para overclock, ou seja, você consegue ir além do limite máximo que ele foi programado. Essa técnica é usada em notebooks de alto nível para que eles fiquem ainda mais rápidos, alcançando um clock maior.

O Aorus X9 DT é um notebook gamer de alto desempenho com processador i9-8950HK. (Foto: Divulgação/Aorus)
O Aorus X9 DT é um notebook gamer de alto desempenho com processador i9-8950HK. (Foto: Divulgação/Aorus)

Já os modelos HQ, que depois viraram apenas H, são as opções de alto desempenho que não aceitam overclock e são quad-core, ou seja, têm quatro núcleos, por isso o Q no nome do modelo. Essa é a única diferença deles para os citados anteriormente, porém os notebooks com processadores HK são tão avançados e caros, que quase não são encontrados no mercado brasileiro.

Já os modelos com processadores HQ ou H estão se popularizando bastante, veja alguns exemplos.

Agora que você já sabe como identificar cada processador, ficou muito mais fácil na hora de escolher o notebook ideal para as suas necessidades, seja um modelo voltado para o uso convencional, ou verdadeiras máquinas para rodar os programas e jogos mais pesados a atualidade.