Frente e traseira do Realme C11 cinza em fundo verde

Realme C11 é bom? Saiba mais sobre o celular básico chinês

Saiba tudo sobre Realme C11, o básico chinês que se destaca pela bateria resistente. Confira nossa análise da ficha técnica e veja se ele vale a pena

Redação - Zoom

Publicado e atualizado 4 min. de leitura.

Compartilhe:

Lançado em agosto, o Realme C11 2021 é um modelo de entrada com características básicas e bom preço. É ideal para quem busca um celular simples, mas com boa tela (6,5 polegadas e com aproveitamento de quase 90%) e bateria (5.000 mAh com autonomia de até dois dias), sem precisar gastar muito por isso.

Além destas características, o Realme C11 conta ainda com câmera traseira de 8 MP e frontal de 5 MP, com inteligência artificial, bandeja para dois chips e um cartão de memória e design arrojado, conhecido como Geometric Art. Para conhecer outros detalhes do celular da Realme, confira a nossa análise completa da ficha técnica.

Design inspirado em formas geométricas

Três Realme C11 um cinza e um azul e parte da frente de outro em fundo branco
O Realme C11 está disponível em duas cores (Foto: Divulgação/Realme)

O Realme C11 2021 conta com design inspirado em formas geométricas, conhecido como Geometric Art. Ele é construído em plástico com pintura fosca, com uma listra vertical com o logotipo da empresa e outros detalhes geométricos. Ainda na traseira, fica a saída de som e o seu módulo quadrado, que abriga a sua única câmera e o flash.

Na parte da frente, ele conta com um bom aproveitamento da tela, com quase 90%, graças a bordas finas e notch discreto em formato de gota. O aproveitamento só não é maior pois conta com um pequeno queixo. Nas laterais, ficam os botões de energia e volume, e a gaveta para chips e cartão de memória. Na parte de baixo, uma entrada P2 e uma micro USB.

Tela boa e áudio como ponto negativo

Tela do Realme C11 com formas geométricas em fundo branco
O Realme C11 tem tela de 6,5 polegadas e resolução HD+ (Foto: Divulgação/Realme)

Pelo seu preço, a tela do Realme C11 é um destaque do aparelho. Ela é uma IPS LCD de 6,5 polegadas, com resolução HD+ e proporção 20:9, similar a telas presentes em alguns modelos intermediários. Conta ainda com boas cores e brilho, que devem agradar bastante quem procura um celular nesta faixa de preço.

Já o sistema de som é um dos pontos mais negativos do C11. Ele fica em uma posição ruim, na traseira, que pode ser facilmente obstruído pela mão ou pelo local em que ele estiver apoiado. Além disso, não é muito potente e deve ter distorções em volume alto.

Desempenho básico

O Realme C11 conta com configurações típicas de um celular básico, sem nada que empolgue em relação ao desempenho. Seu processador é o Unisoc SC9863A, com uma velocidade máxima de 1,6 GHz, ele foi produzido por uma empresa que não está entre as principais do mercado.

Completa o conjunto seus 2 GB de RAM e 32 GB de memória interna, que são suficientes apenas para aplicativos leves, como redes sociais, mensageiros e navegação a internet. Como ponto positivo, apenas a possibilidade de expandir o seu armazenamento até 256 GB.

Ele sai de fábrica com o Android 11, versão mais atual do sistema operacional, e com a interface Realme Go UI, exclusiva da fabricante, que é bem simples e intuitiva.

Câmeras não empolgam

Módulo traseiro de câmeras do Realme C11
O Realme C11 tem apenas uma câmera traseira (Foto: Divulgação/Realme)

Apesar de contar com um módulo traseiro, o Realme C11 conta com apenas uma câmera. Ela conta com 8 MP de resolução com alguns recursos como modo retrato (inteligência artificial) e HDR. Ela é capaz de fazer filmagens em qualidade Full HD em 30 quadros por segundo. Entretanto, há modelos mais versáteis no mercado nessa faixa, com lentes diferentes.

Já a câmera frontal tem 5 MP e também conta com inteligência artificial. Ela faz filmagens em HD a 30 fps. No geral, ela é o que se espera na categoria, podendo agradar pessoas que não exigem demais nas imagens, principalmente com boa iluminação, já que ele não conta com Modo Noturno. Mas, para usuários mais exigentes, a experiência não vai ser boa.

Bateria é principal destaque

Parte interna da traseira do Realme C11 em azul com destaque para a bateria de 5.000 mAh
A bateria do Realme C11 tem 5.000 mAh de potência (Foto: Divulgação/Realme)

A bateria é o grande destaque do C11, contando com 5.000 mAh de potência o que dá uma autonomia de até dois dias em uso moderado. A fabricante destaca ainda, que ela pode durar até 43 dias em Standby. Ela conta ainda com Modo Ultra Economia de Energia e suporta carregamento reverso. O carregador que acompanha o aparelho tem potência de 10W, longe da potência dos modelos mais avançados.

Realme C11: ficha técnica

  • Tela: 6,5 polegadas com resolução HD+
  • Processador: Unisoc SC9863A octa-core
  • Memória RAM: 2 GB
  • Armazenamento interno: 32 GB expansível
  • Câmeras traseiras: 8 MP
  • Filma em: Full HD
  • Câmera frontal: 5 MP
  • Bateria: 5.000 mAH com carregamento de 10W
  • Cores: Lake Blue (azul) e Iron Grey (cinza)
  • Extras: Entrada para fone de ouvido, dual-chip, conexão 4G, Bluetooth 5

Realme C11: preço e custo-benefício

Como de se esperar de um modelo básico, o Realme C11 conta com poucos recursos de destaque, e com tecnologia longe das adotadas pelos modelos mais avançados. Nele, se destacam apenas a bateria e a tela, mas como conta com um baixo preço, a partir de R$ 629, ele pode agradar os usuários que não querem ou não podem gastar muito com um celular.

Mas, caso esteja interessado em modelos com recursos melhores, como câmeras com mais sensores ou desempenho mais avançado, é possível encontrar outros modelos nesta mesma faixa de preço, como o Galaxy A02s, que tem câmera tripla, mais memória RAM (3GB) e sistema de carregamento mais avançado.

Confira as melhores ofertas do Realme C11 (2021):