Liquidificador portátil Black & Decker Twister LP300 apoiado em bancada preta com selo "Avaliado por especialistas" na imagem

Liquidificador portátil Black & Decker LP300: bom para sucos e vitaminas

Descubra no review se o liquidificador da Black & Decker prepara receitas mais complexas

Maria Paula BrunoEstagiária

Publicado e atualizado 7 min. de leitura.

Compartilhe:

O liquidificador portátil Black & Decker Twister LP300 chega com a proposta de tornar o preparo de vitaminas, sucos e smoothies mais prático. Com 600 ml de capacidade e uso tão simples que dispensa os botões no painel, o modelo entra para a categoria dos mini liquidificadores, ideais para demandas pontuais do dia a dia.

Confesso que várias vezes pensei em comprar um destes, mas o uso super específico me desanimava. Por isso, quando ele chegou aqui em casa, tive vontade de testá-lo em receitas mais complexas e avaliar sua versatilidade. Bom, posso dizer que minha curiosidade foi sanada e o resultado dessa experiência, eu te conto no review. Confira, a seguir, todas as minhas impressões após dois dias testando o liquidificador portátil da Black & Decker.

Liquidificador portátil Black & Decker montado sobre bancada preta. Do seu lado direito, está o outro copo com tampa. Do lado esquerdo, está a outra tampa que vem na caixa
No review, conto como o liquidificador portátil da Black & Decker se saiu em várias recentes (Foto: Mosaico)

Vale lembrar que os nossos reviews são embasados em uma série de critérios. Para entendê-los melhor, confira aqui como avaliamos liquidificadores!

Prós e contras do liquidificador portátil Black & Decker Twister LP300

Tabela com os prós e contras do liquidificador portátil Black & Decker Twister LP300

Prós: o sistema Easy-start torna o uso do liquidificador da Black & Decker super simples. O copo em formato de garrafinha também agrega em praticidade. Fechando os pontos positivos, os 300W são suficientes para a proposta do aparelho (preparar sucos, vitamina,s etc).

Contras: o Twister LP300 é um aparelho mais para barulhento do que silencioso. A sua limpeza também não é exatamente fácil.

Preço do mini liquidificador Twister LP300

O que vem na caixa desse liquidificador portátil?

  • Base;
  • Conjunto de lâminas;
  • Dois copos;
  • Duas tampas com clip para fácil transporte;
  • Manual de instruções.

Acabamento

O mini liquidificador Black & Decker Twister LP300 tem três estruturas principais: a base, as lâminas e o copo (ou jarra). A base é de plástico e tem acabamento fosco em toda a parte branca. Já as quatro lâminas são de inox e vêm acopladas em uma estrutura de plástico. Por fim, o copo é feito de Tritan, um material livre de BPAs e que suporta até 70ºC.

Base do liquidificador da Black & Decker sobre bancada preta
A parte branca da base tem acabamento fosco e os cadeados na parte cinza ajudam a travar o copo na estrutura (Foto: Mosaico)

Diferente de alguns concorrentes, a jarra do liquidificador da Black & Decker tem formato de garrafinha e pode ser usada de maneira independente, como uma squeeze mesmo. Com 600 ml de capacidade, é super simples transportá-la na bolsa.

Mão segurando o copo do liquidificador portátil da Black & Decker
O copo do liquidificador da Black & Decker vira uma garrafinha, perfeita para carregar na bolsa (Foto: Mosaico)

Falando da estrutura completa, são 22 cm de comprimento, 26 cm de altura e 17 cm de largura, totalizando 1,7 kg. O produto ocupa pouquíssimo espaço na bancada e é leve. Ainda assim, existem opções menores no mercado.

Usabilidade

Primeiras impressões com um mini liquidificador

Meu primeiro contato com o liquidificador portátil Twister LP300 foi também meu primeiro contato com qualquer espécie de liquidificador portátil na vida - o que explica nossa relação amistosa de início. Ao tira-lo da caixa, tentei montá-lo, mas tive que recorrer ao manual de instruções para finalizar a tarefa.

Montagem e como usar o liquidificador portátil

Devidamente instruída, entendi que precisava colocar os ingredientes no copo, acoplar o conjunto de lâminas no bocal e, por último, encaixá-lo na base. Com todos prontos, o sistema Easy-start entra em ação. Basta pressionar a jarra no sentido horário para ligar o aparelho. Depois, caso queira aproveitar a garrafa, é só desencaixar as lâminas e rosquear, no lugar, a tampa que vem na caixa.

Parece bobeira, mas fiquei impactada com a possibilidade de bater sucos e transportá-los NO MESMO RECIPIENTE. É o verdadeiro sonho de consumo de alguém apaixonado por atividade físicas! Meus pré e pós treinos nunca mais serão os mesmos. E, a melhor parte, o liquidificador não vazou nada! Nem durante o preparo, nem ao chacoalhar (bastante) a garrafa. Ponto para o LP300!

Por outro lado, lavar o liquidificador portátil é um inconveniente, às vezes. Apesar das lâminas removíveis, os vincos no interior das tampas podem prender alguns restinhos. O copo estreito também dificulta na hora da limpeza. A dica é: lave o recipiente assim que o esvaziar, assim não dá tempo dos alimentos grudarem.

Funções

Conforme mencionei, o Black & Decker Twister LP300 funciona com sistema Easy-start. Você gira o copo na base no sentido horário e ele liga automaticamente. Por esse motivo, o aparelho conta com função e velocidade únicas.

Agora, será que esse modo dá conta de triturar alimentos mais rígidos? Abaixo, conto o resultado das minhas experiências com o liquidificador portátil da Black & Decker.

Potência

O mini liquidificador Black & Decker Twister tem 300W, uma potência comum em aparelhos dessa categoria. Alinhando as expectativas com a promessa do produto, o manual de instruções destaca o preparo de sucos e vitaminas. Por isso, minha avaliação foi baseada no quão bem o liquidificador se saiu nestas receitas.

Comecei testando a potência do liquidificador Black & Decker com um suco verde

Duas fotos lado a lado. A primeira mostra o liquidificador Black & Decker desmontado do lado dos ingredientes do suco. A segunda, o liquidificador batendo o suco verde
Couve, maçã, abacaxi, limão e rapas de gengibre fizeram parte do primeiro teste do Black & Decker LP300 (Foto: Maria Paula Bruno)

Para começar os testes, minha escolha foi um suco verde. Entre os ingredientes, coloquei rodelas de maçã para desafiar o liquidificador portátil. Após dois minutos batendo, o resultado foi um líquido espesso - comum em sucos do tipo -, mas sem pedaços! Das maçãs, sobraram apenas restos miúdos da casca. Sobre o barulho, ele me lembrou um mixer, alto, mas não tão barulhento quanto um liquidificador grande.

Mão segurando o copo do liquidificador Black & Decker com o suco verde dentro
A garrafinha é perfeita para carregar o pré e pós treino (Foto: Maria Paula Bruno)

A potência é suficiente para receitas mais complexas?

Você se lembra que, lá no começo do review, eu disse que gostaria de avaliar a versatilidade do aparelho? Pois bem, esse foi o segundo teste que fiz. A título de curiosidade, bati um bolo de banana com aveia no liquidificador. Reduzi a receita e fiz caber na medida de segurança do copo. Estava realmente esperançosa. Liguei e... não deu certo.

No fim, a consistência da mistura foi demais para os 300W de potência. Interrompi a receita e terminei de bater na mão, com medo do liquidificador superaquecer. Não posso culpar o modelo, afinal essa não é sua proposta. Segue o jogo.

Smoothie e vitamina: último teste de potência levou frutas congeladas

Após minha frustração com o bolo, minhas expectativas estavam baixas com o smoothie - aquela vitamina tão cremosa que lembra um sorvete. Coloquei banana e morango congelados, leite e gelo no copo.

Após dois minutos batendo, o resultado foi uma vitamina extremamente cremosa e sem pedaços de nada. Costumo fazer essa receita no mixer, mas no liquidificador portátil a consistência ficou mais aveludada. Por outro lado, o mixer costuma ser menos barulhento. Como fiz a receita pela manhã, confesso que fiquei incomodada.

Duas fotos lado a lado. Na primeira, o copo do liquidificador está apoiado na mesa com o smoothie de morango no interior e um copo ao lado. Na segunda, uma mão segura um copo mostrando o resultado da vitamina
Essa belezinha foi meu café da manhã durante os testes (Foto: Maria Paula Bruno)

Custo-benefício: o liquidificador portátil Black & Decker LP300 vale a pena?

Considerando o acabamento e o resultado dos testes, digo que o liquidificador portátil Black & Decker Twister LP300 compensa os aproximadamente R$ 170 reais do investimento. Mas, se sua intenção é comprar o melhor liquidificador do mercado, ele não é o ideal.

Para que o aproveitamento na cozinha seja bom, é interessante já ter um modelo grande em casa e deixar o mini liquidificador para as demandas pontuais, como sucos e pequenos preparos, que são realmente a proposta do aparelho. Inclusive, para quem costuma tomar vitaminas antes ou depois dos exercícios físicos, a opção é bem prática.

Falando em custo-benefício, conheça os liquidificadores bons e baratos de 2021

Produtos similares

Há um tempo, fizemos uma lista dos melhores liquidificadores portáteis de 2021. O Black & Decker Twister LP300, na época, não entrou na seleção, porque os concorrentes estavam mais bem avaliados. Mesmo assim, ele não deixa devendo em nada para alguns do ranking. Uma opção muito parecida com ele, inclusive, é o Cadence Shake Up! Duo.

Já o top de linha da categoria, o Philco Nutrifit, chega com 700W de potência, 800 ml de capacidade e três funções para escolha no painel. Como desvantagens, ele é bem mais caro e robusto.

Ficha técnica do liquidificador Black & Decker Twister LP300

Infográfica com a ficha técnica do liquidificador portátil Black & Decker LP300

Conclusão

Liquidificador Black & Decker Twister LP300 ao lado dos escritos "2 dias de teste" e "Nota 9"

O liquidificador Black & Decker Twister LP300 cumpre com o que promete e vai além: entrega um ótimo resultado até com alimentos bem rígidos - como vimos com as frutas congeladas e o gelo. Sobre a minha dúvida em relação à versatilidade, infelizmente esse não é o forte desse modelo portátil.

Para sucos e vitaminas, os 300W são mais que suficientes. Já para bolos e receitas mais espessas no geral, talvez a opção parruda mencionada acima dê conta, mas não é o caso do nosso pequenino LP300. Então, se busca variedade nos preparos, comprar um mixer talvez seja mais interessante. Para fechar, as ressalvas sobre o barulho e o inconveniente na limpeza renderam a nota nove para o modelo.