Em um fundo azul está uma colher de madeira com alguns comprimidos branco em cima

Prebióticos e probióticos: o que são e quais são as diferenças?

Apesar dos dois termos serem parecidos, prebióticos e probióticos possuem funções distintas. Entenda!

Redação - Zoom

Publicado e atualizado 4 min. de leitura.

Compartilhe:

Por terem os nomes bem parecidos, muita gente acaba confundindo ou até acreditando que prebióticos e probióticos são a mesma coisa, mas não são. Ambos são igualmente importantes para a saúde, contudo, eles possuem funções distintas no nosso organismo. Por isso, se você quer entender o que são prebióticos e probióticos, continue lendo os próximos parágrafos!

Preparamos um conteúdo completo em parceria com a nutricionista Bruna Ribeiro (@nutri.bbargiela), para tirar as principais dúvidas sobre o assunto. Boa leitura!

Qual a diferença entre entre prebióticos e probióticos?

Por definição, prebióticos são fibras alimentares que o nosso corpo não digere e o organismo não absorve. Por isso, quando consumimos essa substância elas estimulam a proliferação e atividade de bactérias benéficas ao intestino.

“Os prebióticos são fibras não absorvidas, que servem como uma espécie de 'alimento' para as bactérias do nosso organismo, assim, garantindo um equilíbrio da função intestinal. São conhecidas como FOS (frutooligossacarídeos), encontrado em frutas, verduras e alguns grãos e leguminosas", explica a nutricionista.

Já os probióticos são microorganismos vivos que auxiliam na microbiota intestinal, sendo indispensáveis para o equilíbrio da mesma.

"Os probióticos facilitam a formação da chamada barreira probiótica no intestino, inibindo assim, o desenvolvimento na microbiota intestinal de bactérias que causam doenças infecciosas. São encontrados em alimentos fermentáveis, kombucha, iogurte natural (2 ingredientes); kefir, leites fermentados; e alguns suplementos ou manipulados”.

Também está em busca de suplementos para ganhar músculos? Confira 6 kits com opções para conquistar massa muscular!

Quais os benefícios dos prebióticos e probióticos?

Homem de camisa bege segura um pote de suplemento com uma mão enquanto coloca um pouco do conteúdo em pó num copo.
Conheças a ação dos prebióticos e probióticos no organismo. (Imagem: Shutterstock)

Como falamos acima, os prebióticos e probióticos exercem funções importantíssimas para a saúde do organismo e estão diretamente relacionados ao bom funcionamento do nosso intestino e sistema digestivo.

Bruna esclarece que os prebióticos são importantes para regular o trânsito intestinal, auxiliando na absorção de algumas vitaminas e minerais. Enquanto isso, os probióticos são normalmente indicados para o tratamento de disbiose intestinal ou síndrome do intestino irritável (SII).

“Com o equilíbrio dessas bactérias, por consequência, melhoramos a absorção de vitaminas e minerais importantes, fortalecemos a imunidade, prevenimos algumas infecções e doenças”.

Existe alguma contraindicação para o uso de prebióticos e probióticos?

Prebióticos e probióticos não têm nenhuma contraindicação e podem ser tomados em qualquer fase da vida. Contudo, o que vai variar é a necessidade e quantidade de ambos no organismo, que pode mudar de acordo com cada pessoa. Por isso, é importante consultar um profissional antes de consumir alimentos ou produtos que contenham os dois elementos.

“Eles não possuem efeitos colaterais, porém, o uso deve ser cauteloso e seguido por orientação de um nutricionista, por conta da quantidade e qualidade de cepas. Existem alguns grupos específicos, que precisam de atenção no uso, sendo eles, os indivíduos com síndrome do intestino curto, os pacientes imunocomprometidos e os idosos”, comenta a nutricionista.

Prebióticos e probióticos: 3 produtos para você conhecer

Agora, que tal conhecer algumas opções de prebióticos e probióticos confiáveis no mercado? Separamos abaixo uma lista com 3 opções conhecidas por seus bons resultados. Confere só!

1. Probiótico Simfort Vitafor

Nossa primeira indicação de probiótico é o Simfort da Vitafor, um produto com 5 cepas de microorganismos probióticos liofilizados (que dispensa o armazenamento em geladeira) e concentrados de forma máxima, a fim de auxiliar na recomposição eficaz da flora intestinal. Além disso, seu formato em pó facilita muito o consumo. Para tomar, basta dissolver um sachê em aproximadamente 100ml de água e misturar até ficar homogêneo.

Características do Simfort Vitafor

  • Resistente ao pH do estômago
  • Não contém glúten
  • Possui 5 bilhões de microorganismos vivos
  • Composto por lactobacillus acidophilus, lactobacillus casei, lactococcus lactis, bifidobacterium bifidum e bifidobacterium lactis.

Prefere comprimido? Não tem problema! Conheça o probiótico Simcaps Vitafor.

2. Prebiótico Fiber lift Essential Nutrition

Com uma combinação exclusiva de fibras solúveis e insolúveis, o Fiberlift é um prebiótico de 5 fibras que atuam como alimento da flora e promovem efeito mecânico, acelerando o tempo de trânsito intestinal. Para consumir, basta adicionar 1 colher do conteúdo em 100ml de água, suco ou qualquer outro alimento de sua escolha. Contudo, é possível aumentar a quantidade ingerida diariamente de forma progressiva, conforme necessidade.

Características do Fiberlift Essential Nutrition

  • Composto por inulina, frutooligossacarídeos (FOS) e fibra acácia
  • Sem glúten, conservantes e lactose
  • Sabor neutro
  • Contém ingredientes naturais

3. Prebiótico Pool de Lactobacilos Miligrama

A associação dos lactobacilos presentes na pool de lactobacilos da Miligrama vai auxiliar na estabilização do PH, na síntese de vitamina K e outras vitaminas do complexo B. Tudo isso para que você tenha uma melhora na digestão de alimentos e absorção dos nutrientes. Além disso, suas cepas também são liofilizadas, o que as mantém estáveis em temperatura ambiente. Recomenda-se ingerir uma cápsula toda noite.

Características do Pool de Lactobacilos Miligrama

  • Composta por 7 tipos de lactobacilos
  • Melhora distúrbios digestivos e constipação
  • Benéfica para pessoas com intolerância à lactose
  • Contém Polidextrose (fibra solúvel) e Inulina (não sofre digestão no estômago e chega intacta ao intestino).