Cafeteira programável com jarra de vidro ao lado de duas canecas brancas de bolinhas azuis

Como uma cafeteira programável pode mudar a sua vida

Opinião: cafeteiras com timer passam o café automaticamente - e isso pode transformar a sua rotina matinal

Maria Paula BrunoEstagiária

Publicado e atualizado 3 min. de leitura.

Compartilhe:

Quando o assunto são cafeteiras elétricas, assumo logo que sou fã dos modelos programáveis. Por conta das minhas manhãs corridas, meu interesse por estas máquinas mais “independentes”, que passam o café sozinhas e no horário que você predefinir, cresceu e decidi comprar uma. Mas, eu fiquei tão satisfeita com a minha compra que decidi relatar, nesse artigo de opinião, como uma cafeteira programável mudou a minha vida - e pode mudar a sua também.

A cafeteira com timer - como também são chamadas - que escolhi foi a Oster Flavor. Desde que ela chegou aqui em casa, acordar com cheiro de café fresco e sem pressa para ir à cozinha virou lei. Prepare o cafézinho, pois te conto a seguir como essa nova rotina tem sido.

Leia também: Conheça os melhores modelos de cafeteiras Oster

Cafeteira programável Oster Flavor vermelha apoiada em bancada de mármore com parede branca ao fundo
A cafeteira programável passa o café sozinha e me deixa dormir até mais tarde (Foto: Maria Paula Bruno)

Por que optei por uma cafeteira programável?

A vontade de comprar uma cafeteira programável nasceu com a minha falta de atenção. Sempre acordo cedo para praticar exercícios e o café é fundamental para dar a energia que preciso. Por isso, antes de dormir, eu costumava já deixar a cafeteira elétrica preparada, para que, ao acordar, fosse preciso apenas pressionar o botão de início.

Acontece que, com o sono, várias vezes eu esquecia de iniciar a cafeteira e percebia isso apenas na hora de tomar o café da manhã. Como cada minuto da minha manhã é cronometrado, eu me atrasava e já começava o dia com o pé esquerdo.

Aproveitando que minha cafeteira antiga já estava um pouco velha, decidi comprar uma nova com timer: eu queria apenas levantar e ter meu cafézinho pronto. Pesquisando, esbarrei com a cafeteira programável Oster Flavor e o design diferentão, junto com os recursos, me conquistaram. Comprei - sem imaginar que ela superaria todas as minhas expectativas.

Leia também: Testamos a cafeteira Philco Multicápsula PCF19VP: é boa?

Como fazer café na cafeteira elétrica programável

Apesar da quantidade de botões espantar, fazer café na cafeteira elétrica programável é simples. Basta despejar o pó no filtro e colocar, no reservatório que fica ao lado do coador, a quantidade correspondente de água. Essa proporção sempre vem indicada na embalagem do café, e varia de acordo com a marca, tipo de grão, torra, etc. O preparo é igual ao de uma cafeteira elétrica convencional.

Mas é aqui que a mágica acontece: ao definir o horário no timer. Usando a minha cafeteirinha como base, é preciso apertar "Programar", seguido dos botões "Hora" e "Min" para agendar o início. Aí é só escolher "Preparo programado" no painel e esperar a mágica acontecer, na hora que você predefiniu. Ah, o horário fica gravado para sempre, até que alguém apague os dados do temporizador.

Ter uma cafeteira programável é: acordar com cheirinho de café fresco

Jovem de cabelos castanhos segunda uma caneca ao lado da cafeteira programável Oster Flavor vermelha
Eu e minha cafeteira programável curtindo um cafézinho (Foto: Maria Paula Bruno)

Usar a cafeteira programável uma vez foi o suficiente para eu me apaixonar. Eu acordo e o cheiro de café fresquinho já tomou conta da sala. Isso, por si só, já melhora meu humor e traz aquela sensação de café da manhã de quando tem visita em casa, com a mesa posta, sabe?

Outra vantagem é que posso me dar o privilégio de ser desatenta pela manhã. Você se lembra que eu falei que esquecia de ligar a cafeteira ao acordar? Então, agora, aconteça o que acontecer, meu café está prontinho às 7h. Posso, ainda, enrolar um pouco mais na cama, porque a máquina estará lá na cozinha, trabalhando com os comandos predefinidos.

Como se isso tudo não bastasse, a cafeteira elétrica programável que escolhi desliga sozinha. Ou seja, eu não corro o risco de deixar o aparelho ligado por horas na tomada. É o sonho de consumo de quem tem os minutos cronometrados pela manhã - e costuma ser um pouco distraído no dia a dia. Eu só preciso lembrar de colocar o pó e a água na cafeteira toda noite antes de dormir (isso a máquina ainda não faz sozinha).

Outras boas cafeteiras com timer para comprar

Se, após a minha opinião em defesa das cafeteiras com timer, você precisar comprar um modelo desses para ontem, temos uma lista com as melhores cafeteiras programáveis do ano. Nela, indicamos a Oster Flavor - a minha queridinha - e mais algumas boas opções. Outras indicações são a Mallory Aroma Digital Thermic, a parruda com jarra de inox, e a Cafeteira Programável Philco PH14, a pequena e mais barata do ranking.