Imagem com três aparelhos Realme C3 em posições e cores diferentes

Realme C3 vale a pena? Veja ficha técnica e preço do celular

Realme C3 capricha no visual e tem uma ficha técnica balanceada; veja preço e outros detalhes

Redação - Zoom

Publicado e atualizado 5 min. de leitura.

Compartilhe:

O Realme C3 é um dos celulares de entrada da Realme, marca chinesa que busca ganhar mais público aqui no Brasil. O aparelho tem um visual elegante e ficha técnica bacana para o dia a dia. Seu desempenho é suficiente para uso no cotidiano e até mesmo alguns jogos mais leves, conforme destaca a empresa.

O aparelho tem um mercado árduo no Brasil, já que com o aumento do preço dos celulares, os modelos de entrada tendem a ser mais buscados. Mas será que o Realme é a melhor opção de smartphone bom e barato aqui no país? Veja abaixo a nossa análise completa do Realme C3, bem como sua ficha técnica e melhores preços.

Design que se destaca entre os celulares de entrada

Imagem mostra o Realme C3 em várias cores
Design do Realme C3 (Imagem: Divulgação/Realme)

Apesar de ser um modelo de entrada da Realme, mais uma vez, a empresa dá um show quando o assunto é design. O Realme C3 possui um visual com cores lisas e detalhes de luz refletida, o que dá um destaque bacana ao aparelho. Na parte frontal, as bordas são finas e o entalhe para a câmera de selfies é no formato de gota.

No acabamento não temos surpresas: toda a construção é feita de plástico, o que já é esperado em um celular de entrada. Ele está disponível em três cores: cinza, azul e vermelho. Vale destacar que o celular conta com entrada para fone de ouvido.

Tela com proteção contra arranhões

Imagem que mostra a tela do Realme C3.
A tela do Realme C3 tem proteção contra arranhões (Imagem: Divulgação/Realme)

A tela do Realme C3 possui 6,5 polegadas e resolução HD+, um conjunto de especificações que também é comum em aparelhos de entrada. A tecnologia usada é a IPS, que entrega boas cores e tem um brilho alto.

O C3 ainda conta com proteção Gorilla Glass para evitar arranhões no dia a dia. Além disso, tem proporção 20:9, que deixa o display mais esticado e, consequentemente, melhora a ergonomia do aparelho. É uma boa tela para usar no dia a dia e até mesmo para assistir a vídeos. Entretanto, se você busca alta-definição de imagem, deverá investir em modelos mais caros.

Desempenho do Realme C3 foca no uso cotidiano

Imagem que mostra o Realme C3 executando um jogo
O Realme C3 tem desempenho bom o suficiente para o dia a dia e até alguns jogos (Imagem: Divulgação/Realme)

O Realme C3 usa o processador Helio G70, um modelo octa-core cuja velocidade chega a 2 Ghz. É um chip de entrada, mas que se mostra eficiente no uso para o dia a dia, ou mesmo em jogos leves. Se a sua ideia é usar apps leves como o WhatsApp, Facebook, entre outros, o G70 tem um desempenho que já é o suficiente.

Aqui no Brasil, o Realme C3 é vendido em uma versão com 3 GB de memória RAM e 64 GB de armazenamento interno. Para o uso citado anteriormente, essas especificações já são o suficiente. De qualquer forma, caso você precise de mais espaço de armazenamento, pode usar um cartão microSD para aumentar a memória.

O aparelho chega com Android 10 de fábrica, versão do sistema anunciada em 2019, e usa a interface Realme UI, personalizada da própria fabricante. Além de mudar o visual, ela adiciona funções exclusivas que prometem melhorar a usabilidade no dia a dia.

Câmeras não são exatamente o ponto forte do C3

Imagem que mostra as câmeras Realme C3.
As câmeras do Realme C3 usam IA para melhorar as fotos (Imagem: Divulgação/Realme)

Para tirar fotos, o Realme C3 conta com duas câmeras, sendo a principal de 12 MP, com foco por detecção de fase. Já a secundária tem 2 MP, sendo um sensor de profundidade, usado para criar o efeito de desfoque no modo retrato. Na parte frontal, o aparelho tem um sensor de 5 MP com HDR integrado.

Assim como outros modelos de entrada, a câmera não é o destaque do Realme C3. Em ambientes bem iluminados ela deve conseguir fotos com boa qualidade. Contudo, em locais com baixa iluminação, é esperado que as imagens saiam com ruídos e pouca nitidez.

Apesar de simples, as câmeras possuem muitos recursos interessantes em relação aos concorrentes, como filmagem em câmera lenta e modo retrato na câmera frontal. O celular filma em Full HD tanto com a câmera traseira quanto com a frontal.

Bateria com 5.000 mAh de capacidade

Imagem que mostra a duração de bateria do Realme C3
O aparelho da Realme tem bateria para até 10 horas de jogatina (Imagem: Divulgação/Realme)

Aqui, temos um dos principais pontos positivos do Realme C3. Sua bateria tem 5.000 mAH e conta com uma autonomia de quase 20 horas para música online, ou mesmo 10 horas seguidas de jogatina no PUBG, por exemplo. Ela ainda tem carregamento rápido de 10W para que o usuário não precise esperar tanto até atingir 100%.

Ficha técnica do Realme C3

  • Tela: 6,5 polegadas com resolução HD+
  • Processador: Helio G70 octa-core
  • Memória RAM: 3 GB
  • Armazenamento interno: 64 GB expansível
  • Câmeras traseiras: 12 MP + 2 MP (sensor de profundidade)
  • Filma em: Full HD
  • Câmera frontal: 5 MP
  • Bateria: 5.000 mAh com carregamento turbo de 10W
  • Sistema operacional: Android 10
  • Cores: cinza, azul e vermelho

Preço e custo-benefício do Realme C3

O Realme C3 pode ser encontrado com preços a partir de R$ 858 aqui no Brasil. É um valor que está justo considerando todo o seu conjunto, mas ele não é o melhor custo-benefício nesta faixa de preço.

O Motorola E7 Plus, por exemplo, custa aproximadamente R$ 899, mas entrega 4 GB de memória RAM e uma câmera principal de 48 MP. Além disso, tem outras especificações semelhantes às do Realme C3.

De qualquer forma, caso o Realme C3 tenha te agradado ou mesmo esteja mais barato quando você estiver lendo esta análise, ele é sim uma boa opção de compra no mercado de celulares de entrada.

Veja os melhores comprá-lo aqui no Brasil:

Se quiser conhecer outra opções, vale conferir a lista de celulares da Realme vendidos aqui no Brasil. Também temos indicações de celulares intermediários, além de uma seleção de smartphones custo-benefício.