Cem Anos de Solidão - Márquez, Gabriel García - 9788501078896

Cem Anos de Solidão - Márquez, Gabriel García - 9788501078896

a partir de  R$ 58,13

Publicado em 1967 e escrito pelo colombiano Gabriel Garcia Márquez, Cem Anos de Solidão consegue fazer um panorama da américa latina através da jornada de...

Ver análise completa

Luiza Ramalho Especialista em Livros e Música

Criar alerta de Preço
Resumo do Histórico de Preços Olha só quanto este produto já custou.
Variação de preço:
Menor preço últimos 40 dias:
Menor preço hoje: R$ 58,13
Quer saber mais? Acompanhe a variação de preços dos últimos 6 meses. Ver histórico completo
Este produto não tem histórico de preços recentes.

Encontramos preços em 5 lojas confiáveis

Histórico de Preços (R$) Menores preços desse produto

Está caro?

Erro

Deixa que a gente te avisa quando baixar.

Preço no dia do cadastro R$ 0,00

Menor preço agoraR$ 58,13

Quanto gostaria de pagar?
R$

Ficha técnica de Cem Anos de Solidão - Márquez, Gabriel García - 9788501078896

Informações Básicas
ISBN
  • 9788501078896
ISBN-10
  • 8501078891
Autor
    Márquez, Gabriel García
Título
    Cem Anos de Solidão
Editora
    RECORD
Gênero

Alguma dúvida? Pergunte ao Especialista

Análise do Especialista

"Publicado em 1967 e escrito pelo colombiano Gabriel Garcia Márquez, Cem Anos de Solidão consegue fazer um panorama da américa latina através da jornada de uma família: os Buendía."

Criado por Luiza Ramalho em 11/05/2018.

A saga da família Buendía em seus Cem Anos de Solidão

Criticados no lugarejo onde viviam por um casamento entre familiares, José Arcadio Buendía e sua prima/esposa Úrsula Iguarán, decidem ir embora e criar um novo povoado, conhecido por Macondo. Essa é a premissa de Cem Anos de Solidão, que deu ao escritor colombiano Gabriel Garcia Márquez, o Gabo, o prêmio Nobel de Literatura em 1982 e é considerada uma das novelas mais importantes do século XX.

Com elementos do realismo fantástico, ou realismo mágico (fantasmas, crianças com rabo de porco, uma cidade inteira insone, dentre outras coisas), Gabriel García Márquez recria o mundo real por meio da ficção. Conforme a árvore genealógica vai crescendo, as sete gerações de Buendías vão se desenvolvendo, vemos nomes, paixões e destinos se repetindo nos personagens. Mas uma característica está sempre presente: a solidão.

As mulheres fortes de Gabo

Já as personagens femininas são únicas: sem repetição de nomes, cada uma tem suas aspirações e sua força. O próprio Gabriel García Márquez as definiu como mulheres históricas e que carregam uma civilização nas costas! Para além de tudo isso, os personagens são tão bem construídos que vão ficar com você mesmo após o fim da leitura!

A repetição dos nomes José, Arcádio e Aureliano pode causar certa confusão no leitor em um primeiro momento, mas a editora Record, pensando nisso, colocou no início do livro uma árvore genealógica da família Buendía. Começou a se confundir com os nomes, é só correr para consultar!

Conclusão

Considerada uma das obras mais importantes para a literatura de língua espanhola (ficando atrás apenas de Dom Quixote), Cem Anos de Solidão nos apresenta uma narrativa capaz de contemplar tanto os leitores que buscam apenas uma boa história, quanto os leitores mais exigentes, que gostam de analisar a fundo todas as nuances e particularidades da prosa. Um livro clássico e erudito, mas ao mesmo tempo simples! Não é a toa que é um marco da literatura hispânica.

A análise foi útil?
Sim
Não
Obrigado!

Resumo do produto

Publicado em 1967 e escrito pelo colombiano Gabriel Garcia Márquez, Cem Anos de Solidão consegue fazer um panorama da américa latina através da jornada de uma família: os Buendía.

Avaliação do Usuário

  • 1 avaliação
  • Avaliação Geral
  • Usuários que recomendam 100%

    Ordenar: Relevância Recência

Luciana Queirós

Enviado por: Amazon Amazon

em 29/07/2017

Brilhante

Gabo, como leitor de Faulkner, Borges, Kafka e Hemingway não poderia criar uma obra fantástica mais incrível. O prazer na leitura advém não somente da forma bela da escrita do autor e sim via a identificação de cada um de nós com o livro. Tudo o que ocorre em Macondo não existe, mas poderia existir. Marquéz retrata a solidão na América Latina de forma excepcional, uma vez que traz no livro os traços do capitalismo, do totalitarismo, do roubo de propriedades, do incesto e demais temas tão...

A opinião foi útil?

Ninguém avaliou ainda.

Para continuar,
é só colocar seu e-mail: