Alarme automotivo em cima de mesa de mármore

Alarme automotivo: boas opções e como escolher o seu

Saiba tudo sobre alarme automotivo. Vamos contar como funcionam, apresentar os tipos, dar dicas para você comprar e ainda indicar boas opções de modelos

Redação - Zoom

Publicado e atualizado 5 min. de leitura.

Compartilhe:

O alarme automotivo se tornou uma necessidade nos dias atuais. Mesmo que ele não seja uma garantia total de que seu carro não vai ser roubado, ele deixa o seu veículo muito menos atrativo para os ladrões.

São diversos modelos disponíveis no mercado. Eles se diferenciam principalmente pelos tipos de sensores presentes e recursos extras, como sistema de rastreamento e controle remoto via smartphone, por exemplo.

Para te apresentar cada tipo de alarme automotivo e deixar a sua escolha mais fácil, entendendo qual tipo é o que melhor se adapta as suas necessidades, preparamos esse artigo.

Quer mais dicas sobre carros? Então não perca esta matéria ensinando a fazer a manutenção do ar-condicionado da forma adequada.

Como funciona o alarme automotivo?

Relógio antigo com controle de alarme automotivo em fundo azul
Saiba como funciona o alarme automotivo (Foto: Shutterstock)

Os alarmes automotivos são sistemas de proteção para o seu veículo que captam através de sensores qualquer tentativa de furto. Mas não existe apenas um tipo de sensor. São vários que percebem diferentes problemas, como se alguém abriu portas, quebrou vidros ou se aproximou demais do carro.

Quando os sensores captam qualquer alteração, disparam automaticamente uma sirene com som bem alto. Ele tem a função de espantar os criminosos. Existem ainda alguns tipos de alarme automotivo com recursos extras. Alguns deles são sistema de rastreamento, controle via celular e sistema que corta o combustível.

Tipos de alarme automotivo

Dois controles de alarme automotivo em cima de mesa
Conheça os tipos de alarme automotivo (Foto: Shutterstock)

Como falamos, existe uma grande quantidade de alarmes automotivos, de diferentes marcas, que se diferenciam principalmente pelos tipos de sensores presentes, além de recursos extras. Os principais sensores encontrados são:

  • Sensor de portas: mais comum, e com isso, mais barato, este sensor é acionado quando qualquer uma das portas do seu carro é aberta (alguns modelos até mesmo capô e porta-malas), disparando o alarme.
  • Sensor de janelas: conta com microfone que aciona o alarme automotivo quando ocorre uma alteração no padrão sonoro no interior do veículo, causado por um vidro quebrado, por exemplo.
  • Sensor de pressão: este tipo de sensor capta qualquer alteração na pressão do ar no interior do carro, identificando a presença de algum criminoso.
  • Sensor de aproximação: este tipo de sensor dispara a sirene quando qualquer indivíduo se aproxima demais do seu veículo.
  • Sensor de movimento: ele aciona o alarme do carro ao perceber qualquer tipo de movimento, como em batidas, por exemplo.

Mas como falamos, os sensores não são os únicos diferenciais dos alarmes automotivos. Eles contam também com recursos extras. Os principais são:

  • Rastreamento: este recurso, que deve ser contratado junto de uma assinatura em empresa especializada, localiza e rastreia o seu carro, via GPS e GSM. Em alguns casos, faz até mesmo o seu bloqueio, impedindo que o ladrão fuja com o seu veículo.
  • Controle de portas e janelas: recurso que faz o travamento das portas e controle dos vidros elétricos de forma remota.
  • Controle por aplicativo: recurso que permite que você faça todo o controle do seu alarme automotivo diretamente pela tela do seu celular.

Dicas para escolher o alarme automotivo

Controle de alarme automotivo em fundo laranja
Veja dicas para escolher alarme automotivo (Foto: Shutterstock)

Para escolher o seu novo alarme automotivo, você deve primeiro analisar quais são as suas necessidades. Se mora em uma cidade tranquila, e seu carro fica apenas em locais seguros (garagem, estacionamento etc.), um modelo com sensores de porta deve bastar.

Já se mora em locais mais perigosos ou seu carro fica muito na rua, sensores de janelas e de movimento também serão muito importantes. Em caso de ter um carro conversível, um sensor de aproximação vai ser bem útil, podendo deixar a capota aberta.

Não é só isso. Devemos pensar em quais recursos são importantes. Se quer ter uma maior segurança e puder gastar mais, o sistema de rastreamento vai ser bem interessante. Já se é do tipo de pessoa que gosta de controlar tudo pelo celular, o recurso de controle via aplicativo vai ser útil.

Mas, como é de se esperar, quanto mais sensores e recursos extras, maior será o preço do alarme automotivo. Uma boa dica é optar por modelos modulares. Assim, quando estiver com mais dinheiro, pode instalar outros sensores e recursos separadamente.

Outra dica é ficar muito atento também à marca. Como em outros produtos, isso faz diferença. Dê preferência para marcas mais conhecidas, como a Pósitron, líder do segmento.

Boas opções de alarme automotivo

Pósitron Cyber PX360BT

O Pósitron Cyber PX360BT é um dos modelos mais completos. Ele é perfeito para assaltos passivos ou por presença. Conta com sensores que ativam o alarme em caso de abertura de uma das portas ou ligação da ignição, sem que o botão secreto seja pressionado, bloqueando de forma progressiva o motor de partida ou a bomba de combustível.

Tem ainda sensor de presença. Ele também faz o bloqueio do motor de partida ou da bomba de combustível em caso de assalto. Neste caso, ao se distanciar do controle de presença, o alarme também dispara e as luzes são acionadas.

Conta também com controle do rádio, faróis, vidros e travas das portas, função pânico e controle remoto com longa duração de bateria. Outro grande destaque é o controle total do alarme pelo aplicativo Pósitron. Ele está disponível para Android e iPhone.

Pósitron Cyber EX360 Exact

Já este outro modelo, também da Pósitron, é uma versão mais simples. É voltada para quem busca um alarme automotivo para proteger de furtos. Esse é o caso quando não existe abordagem ao motorista.

Nele, a sirene e as luzes são disparadas em caso de ligar a ignição ou abrir qualquer uma das portas sem pressionar o botão secreto. Ele faz o bloqueio do motor de partida ou bomba de gasolina.

Assim como o modelo anterior, controla o som, travas e faróis. Também conta com função pânico e tem controle remoto com sistema ‘anticlonagem’. Ele tem função de cancelamento temporário do sensor do ultrassom e conta com saída auxiliar. Isso possibilita a descida dos vidros elétricos ou abertura do porta-malas.

Rastreador GPS alarme-bloqueador

Este modelo já é um pouco diferente, não é apenas um alarme automotivo. Ele é um rastreador que usa a rede GSM e satélites GPS para diversas funções de segurança, como rastreamento, monitoramento de vigilância, alarmes de emergência e bloqueio do veículo.

Os rastreadores para carro podem ser uma ótima opção. Eles, contudo, necessitam de assinatura com o fabricante do aparelho para algumas funções. Isso sem contar que ele precisa de chip de telefonia móvel para rastrear o veículo. Isso não está incluso no produto. Por isso, é importante optar por uma operadora com grande cobertura.

Quer conhecer mais produtos para o seu carro? Então conheça as 10 melhores opções de som automotivo e descubra qual é a melhor central multimídia.