Melhor celular custo-benefício em 2020: qual modelo comprar?

Listamos modelos de smartphones com boas especificações até R$ 2.000.

Redação - ZoomEditor(a)

Publicado e atualizado 11 min. de leitura.

Qual é o melhor celular custo-benefício em 2020? Sim, a gente sabe que está difícil encontrar bons preços em meio à alta nos últimos meses. Mas se você precisa de um smartphone novo – e não pode esperar mais – a saída é pesquisar bastante antes de comprar. Para te ajudar a fazer a melhor escolha, listamos modelos de marcas populares, como Samsung, Motorola, Xiaomi e LG.

Nossa seleção se divide em dois grupos: celulares com preço até R$ 1 mil, que são os mais básicos, para quem não precisa de muitos recursos extras ou processadores tão velozes; e smartphones até R$ 2 mil, que trazem ficha técnica mais poderosa e podem agradar usuários mais exigentes.

Leia também: Os 20 Melhores Celulares em 2020 – dos topo de linha aos smartphones de entrada

Motorola One Zoom é um dos celulares com melhor custo-benefício em 2020. (Imagem: Ana Marques/Zoom)
Motorola One Zoom é um dos celulares com melhor custo-benefício em 2020. (Imagem: Ana Marques/Zoom)

Critérios

Como montamos o ranking de melhor celular custo-benefício em 2020?

Os produtos selecionados para a lista de melhor custo-benefício têm características diferentes de acordo com a faixa de preço. Por aqui, você vai encontrar celulares que mandam bem em quesitos como desempenho, câmera, tela e bateria – sempre levando em consideração o segmento ao qual pertencem.

Vale destacar que um bom celular barato para jogos, por exemplo, não é tão avançado quanto os telefones top de linha. Da mesma forma, um celular com maior número de câmeras não traz, necessariamente, os melhores resultados em fotografia. Uma tela grande não é sinônimo de boa resolução de imagem, e por aí vai.

Por isso, pense bem nas características que você procura no celular, qual é o preço que está disposto a pagar. A gente, aqui no Zoom, te ajuda explicando todo o “techniquês”. Tudo pronto? Vamos lá!

Melhor celular custo-benefício em 2020

Melhor celular custo-benefício até 2.000 reais
1. Samsung Galaxy A51Alto desempenho e design de top de linha
2. Motorola One ZoomCâmera quádrupla e tela OLED
3. Motorola One VisionCelular que surpreende em fotos noturnas
4. Xiaomi Redmi Note 8O modelo mais buscado da Xiaomi no Zoom
5. Samsung Galaxy A30sCelular intermediário com TV digital
Melhor celular custo-benefício até 1.000 reais
6. Zenfone Max ShotCâmera tripla por um preço "camarada"
7. Moto G8 PlayBom desempenho e versatilidade em fotos
8. LG K50SCelular de entrada com tela grande
9. Samsung Galaxy A10sCelular básico para fãs da Samsung
10. Moto E6 PlayO smartphone mais barato da lista

Alerta de Flutuação de Preços

Para coletar o preço mínimo dos smartphones desta lista, usamos nossa base de dados com as os valores praticados no dia 14 de maio de 2020. Os preços estão sujeitos à alteração mediante disponibilidade no mercado.

Compare as ofertas no Zoom e use nosso histórico de preços para saber qual é a melhor hora de comprar seu novo celular.

Melhor celular custo-benefício até 2.000

Nesta categoria, você pode esperar smartphones com processamento veloz e bastante fluidez em tarefas do dia a dia, o que é devido a um processador moderno e boa capacidade de memória RAM. Fique de olho também na tecnologia e resolução da tela (isso faz bastante diferença na experiência que o celular proporciona), e também nas configurações de câmera.

1. Samsung Galaxy A51

Alto desempenho e design de top de linha

O Galaxy A51 é um dos celulares mais potentes entre os intermediários premium. Isso quer dizer que ele traz um processador veloz e eficiente, que dá conta de tarefas pesadas no dia a dia, rodando inclusive jogos populares presentes na Play Store, como Free Fire e PUBG. Seu desempenho é inferior aos celulares top de linha, é claro, mas para a faixa de preço (abaixo de R$ 2 mil), ele tem um conjunto bem bacana, destacando-se também por trazer câmeras que fazem fotos de boa qualidade e possibilitam diversos enquadramentos com lentes distintas.

O visual também chama bastante atenção, o smartphone tem design inspirado no Galaxy S20, com um notch bem discreto na tela, bordas finas e um módulo retangular na traseira para abrigar o conjunto de câmeras. Veja a análise de ficha técnica do Galaxy A51 para mais detalhes.

Ficha técnica do Galaxy A51:

  • Tela de 6,5 polegadas com resolução Full HD+
  • Processador Exynos 9611 octa-core
  • 4 GB de memória RAM
  • 128 GB de armazenamento
  • Quatro câmeras traseiras de 48 MP + 12 MP ultra-wide + 5 MP profundidade + 5 MP macro
  • Câmera frontal de 32 MP
  • Leitor de impressões digitais sob o display
  • Reconhecimento facial
  • Bateria de 4.000 mAh
  • Android 10
  • TV Digital

2. Motorola One Zoom

Câmera quádrupla e tela OLED

Esse celular intermediário premium foi o primeiro da Motorola a trazer câmera quádrupla traseira. O conjunto inclui lente teleobjetiva que permite zoom óptico e lente ultra-wide, que se sai bem em fotos de paisagens ou grandes grupos de pessoas. Desse modo, o smartphone entrega boa versatilidade para quem é apaixonado por fotos.

Outro destaque é a tela com tecnologia OLED, o que não é comum nos aparelhos da marca. O display OLED entrega cores mais vivas e é mais econômico do que painéis LCD, e ele também traz um sensor de digitais embutido, o que proporciona maior praticidade e segurança no desbloqueio. Veja o nosso review completo, com testes práticos, do Motorola One Zoom.

Ficha técnica do Motorola One Zoom:

  • Tela OLED de 6,4 polegadas (19:9) Full HD+
  • Processador Snapdrgaon 675 (octa-core de até 2 GHz)
  • Memória RAM de 4 GB
  • Armazenamento de 128 GB (expansível em até 1 TB via microSD)
  • Câmera quádrupla traseira: 48 MP (f/1.7) (Quad Pixel) (OIS) + 16 MP ultra-wide (f/2.2) + 8 MP (f/2.4) (Zoom óptico) (OIS) + 5 MP (f/2.2) (profundidade)
  • Câmera frontal de 25 MP (f/2.0) (Quad Pixel)
  • Vídeo: 4 K @ 30 fps
  • Bateria de 4.000 mAh
  • Sistema operacional: Android 9 Pie
  • Leitor de digitais sob o display
  • Reconhecimento facial

3. Motorola One Vision

Celular que surpreende em fotos noturnas

A série MotorolaOne é uma ótima pedida para quem busca um bom celular intermediário para fotos. O One Vision tem dois sensores traseiros, de 48 MP e 5 MP, que permitem ótimas com a tecnologia Quad Pixel que combina pixels com diferentes exposições e contrastes para conseguir o melhor resultado.

A estabilização óptica de imagem (OIS) e o recurso Night Vision para fotos com menos luminosidade também marcam presença no smartphone Motorola. Para selfies, são 25 MP, com as mesmas tecnologias.

Esse celular tem tela de 6,3 polegadas, que vai agradar usuários que gostam de assistir a filmes e séries pelo celular. O formato do display é 21:9, mais alongado do que os mais populares 19:9 e 18,5:9, entregam boa ergonomia para digitar com uma só mão.

O desempenho também é um ponto alto, devido ao processador Exynos 9609, um chip intermediário premium octa-core que garante uma boa experiência com jogos e aplicativos mais pesados. Veja nosso review completo do Motorola One Vision.

Ficha técnica do Motorola One Vision:

  • Tela de 6,3 polegadas Full HD+ (2520 x 1080 pixels) 21:9
  • Processador Exynos 9609
  • Memória RAM de 4 GB
  • Armazenamento de 128 GB (expansível em até 512 GB via microSD)
  • Câmera traseira dupla de 48 MP (f/1.7) Quad Pixel + 5 MP (f/2.2)
  • Câmera frontal de 25 MP (f/2.0) Quad Pixel
  • Bateria: 3.500 mAh
  • Leitor de impressões digitais
  • Reconhecimento facial
  • Android 9 Pie (One Edition)

4. Xiaomi Redmi Note 8

O famoso intermediário da fabricante chinesa

O Redmi Note 8 já foi o smartphone mais buscado do Zoom por meses consecutivos. Com a alta do dólar, ele está mais caro no Brasil, e acaba posições no ranking de melhor custo-benefício. Ainda assim, é um bom intermediário, especialmente para fãs da Xiaomi. Esse celular tem câmera quádrupla com sensor principal de 48 MP e, para maior versatilidade em fotos, traz mais três lentes: uma grande-angular, com sensor de 8 MP, uma lente macro, para capturar detalhes próximos, e um sensor de profundidade, para aprimorar o Modo Retrato.

O processador é o Snapdragon 665, que promete desempenho fluido para a maioria dos usuários, mesmo aqueles que exigem mais do celular. A memória RAM deste smartphone Xiaomi tem 4 GB, suficiente para evitar travamentos a executar apps em segundo plano ou simultaneamente com precisão.

Vale ressaltar que se você for comprar um Xiaomi, a melhor opção é adquirir um produto distribuído de forma oficial, pela DL Eletrônicos. Caso contrário, estará sujeito à falta de garantia e assistência da marca chinesa no Brasil.

Ficha técnica do Xiaomi Redmi Note 8:

  • Tela de 6,3 polegadas Full HD+
  • Processador Qualcomm Snapdragon 665 octa-core de até 2 GHz
  • Memória RAM: 4 GB
  • Armazenamento: 64 GB
  • Câmera quádrupla traseira de 48 MP (f/1.8) + 8 MP (f/2.2) + 2 MP (f/2.4) + 2 MP (f/2.4)
  • Câmera frontal de 13 MP (f/2.0)
  • Bateria de 4.000 mAh
  • Leitor de impressões digitais
  • Reconhecimento facial
  • Android 9.0 Pie

5. Samsung Galaxy A30s

O celular intermediário com TV Digital

O Galaxy A30s foi o celular mais vendido do mês de abril de 2020 no Zoom. O smartphone da Samsung ocupou o lugar que antes pertencia ao Redmi Note 8, em um movimento que muito tem a ver com o encarecimento dos celulares no país, de um modo geral. Nesse cenário, o Galaxy A30s acaba sendo a opção de melhor custo-benefício mais próxima aos R$ 1 mil. Isso porque ele entrega ótimo desempenho para as tarefas do dia a dia, como navegação em redes sociais e troca de mensagens, e ainda promete um dia inteiro longe das tomadas com a bateria de 4.000 mAh.

O telefone tem TV Digital integrada, recurso que permite assistir à programação da TV aberta sem consumir seu pacote de Internet. O ponto negativo fica para a resolução da tela, apesar de ser um display Super AMOLED, a imagem tende a não ter uma definição tão boa quanto os modelos citados anteriormente, já que é um painel HD+. Para quem não liga muito para esse detalhe, porém, vale a pena comprar o A30s.

Ficha técnica do Galaxy A30s:

  • Tela de 6,4 polegadas HD+ (1560 x 720 pixels) Super AMOLED
  • Processador Exynos 7904 octa-core de até 1,8 GHZ
  • Memória RAM de 4 GB
  • Armazenamento de 64 GB, expansível via microSD de até 512 GB
  • Câmera traseira tripla de 25 MP (f/1.7) + 5 MP (sensor de profundidade) (f/2.2) + 8 MP (ultra-wide) (f/2.2)
  • Câmera frontal de 16 MP (f/2)
  • Bateria de 4.000 mAh
  • Sistema operacional: Android 9 Pie
  • Leitor de digitais
  • Reconhecimento facial
  • TV Digital

Melhor celular custo-benefício até 1.000 reais

À medida que o preço cai, é natural que os aparelhos tenham um desempenho um pouco mais baixo e recursos menos potentes. Contudo, a tecnologia vem evoluindo a passos largos, e hoje é possível encontrar bons celulares com o preço abaixo dos 1.000 reais. Confira as cinco melhores opções neste início de 2020:

6. Zenfone Max Shot

Câmera tripla por um peço "camarada"

O Zenfone Max Shot tem bateria de 4.000 mAh, o que é considerado muito bom para um aparelho encontrado no mercado por menos de R$ 1 mil. Com essa capacidade de carga, espera-se que o celular fique longe das tomadas por mais de um dia, com tranquilidade. Outro atrativo é a câmera tripla traseira, com sensores de 12 MP (f/1.8) para alto nível de detalhes; 8 MP (grande-angular) para enquadrar mais pessoas ou paisagem na foto; e ainda um outro de 5 MP para profundidade (como no Modo Retrato).

Este celular Asus é encontrado em versões com 3 GB ou 4 GB de memória RAM e um processador octa-core Qualcomm de 1,8 GHz, um conjunto suficiente para entregar bom desempenho para o dia a dia e também para jogos intermediários.

Ficha técnica do Zenfone Max Shot:

  • Tela de 6,26 polegadas com resolução Full HD+
  • Módulo Qualcomm Snapdragon SiP1 (Processador octa-core de 1,8 GHz + GPU Adreno 506)
  • Memória RAM de 3 GB ou 4 GB
  • Armazenamento de 32 GB ou 64 GB
  • Câmera tripla traseira de 12 MP (Sony IMX486) + 8 MP (grande-angular) + 5 MP (foco)
  • Câmera frontal de 8 MP
  • Bateria de 4.000 mAh
  • Leitor de impressões digitais
  • Reconhecimento facial
  • Android 8.1 Oreo

7. Moto G8 Play

Bom desempenho e versatilidade em fotos

O processador do Moto G8 Play é o MediaTek Helio P70M, um octa-core de até 2 GHz que tem tudo para agradar quem busca um celular para as tarefas diárias como acesso às redes sociais, recebimento e envio de e-mails e pesquisas na internet, mesmo com a memória RAM de apenas 2 GB (poderia ser um pouco maior, para melhorar a fluidez). Outro detalhe bacana deste celular Motorola é a bateria de 4.000 mAh, capaz de durar o dia inteiro, sem deixar o usuário na mão.

O conjunto fotográfico conta com câmera tripla traseira. O sensor principal é de 13 MP, com abertura focal f/2.0; a câmera ultra-wide é de 8 MP e ainda há um sensor de profundidade de 2 MP, para garantir o fundo desfocado. A câmera de selfie também é de 8 MP. Os resultados não devem ser tão bons em termos de nitidez e pós-processamento quanto modelos que custam mais de R$ 1 mil, mas vão agradar usuários comuns, que buscam um smartphone mais barato e não têm fotografia como uma necessidade profissional.

Ficha técnica do Moto G8 Play:

  • Tela de 6,2 polegadas Max Vision com resolução HD+
  • Processador MediaTek Helio P70M octa-core de até 2 GHz
  • Memória RAM de 2 GB
  • Armazenamento de 32 GB (expansível via microSD de até 512 GB)
  • Câmera tripla traseira: 8 MP (ultra-wide) (f/2.2) + 13 MP (f/2.0) + sensor de profundidade de 2 MP (f/2.2)
  • Câmera frontal de 8 MP
  • Leitor de impressões digitais
  • Reconhecimento facial
  • Bateria de 4.000 mAh
  • Android 9 Pie

8. LG K50S

Celular de entrada com tela grande

Esse celular LG vai agradar os fãs de telas grandes. O painel do LG K50S tem 6,5 polegadas – um dos maiores citados por aqui. A resolução é HD+, o que acaba prejudicando um pouco a experiência gráfica, mas para o preço, trata-se de uma opção bem interessante.

Além disso, o smartphone tem câmera tripla traseira, facilitando registros em diversos ângulos com seu conjunto de lentes e sensores. Você vai poder enquadrar paisagens ou construções inteiras sem muito esforço, bem como fazer fotos no Modo Retrato, aquelas com fundo desfocado.

Ficha técnica do LG K50S:

  • Tela de 6,5 polegadas (19:9) 1560 x 720 pixels (HD+)
  • Processador Helio P22
  • Memória RAM: 3 GB
  • Armazenamento: 32 GB (expansível)
  • Câmera traseira: 13 MP + 5 MP (ultra-wide) + 2 MP (sensor de profundidade)
  • Câmera frontal: 13 MP
  • Bateria: 4.000 mAh
  • Internet: 4G, 3G e Wi-Fi
  • Leitor de impressões digitais
  • Reconhecimento facial
  • Sistema operacional de fábrica: Android 9.0 Pie

9. Samsung Galaxy A10s

Celular básico para fãs da marca

O Galaxy A10s é um celular "basicão", que entrega desempenho na medida para tarefas simples e é indicado apenas para usuários pouco exigentes, ou pessoas que estejam entrando agora no mundo dos smartphones.

Um ponto de destaque é a bateria de 4.000 mAh, que deve permitir mais de um dia de uso moderado longe das tomadas. O Galaxy A10s também traz visual moderno, com tela grande e bordas finas, apesar de pecar na nitidez das imagens, já que o display tem resolução HD+.

Ficha técnica do Galaxy A10s:

  • Tela de 6,2 polegadas com resolução HD+ (1520 x 720 pixels)
  • Processador Helio P22
  • 2 GB de memória RAM
  • 32 GB de armazenamento (expansível via microSD de até 512 GB)
  • Câmera dupla traseira de 13 MP (f/1.8) + 2 MP (f/2.4)
  • Câmera frontal de 8 MP (f/2.0)
  • Leitor de impressões digitais
  • Reconhecimento facial
  • Bateria de 4.000 mAh
  • Android 9.0 Pie

10. Moto E6 Play

O smartphone mais barato da lista

Anunciado em outubro de 2019, o Moto E6 Play tem ficha-técnica básica, mas funcional, e é uma opção para quem tem o orçamento mais apertado. O processador é o Snapdragon 435 e a memória RAM é de 2 GB. A configuração não é a ideal para quem curte jogos ou programas mais pesados, mas vai garantir boa execução nos apps básicos, como mensageiros e redes sociais.

Há apenas uma câmera traseira de 13 MP e um dianteira, de 5 MP. A tela é LCD de 5,5 polegadas. Trata-se de um smartphone com tudo o que é necessário para quem quer um modelo de entrada, por menos de R$ 800, que atenda bem às necessidades do dia a dia.

Ficha técnica do Moto E6 Play:

  • Tela LCD de 5,5" HD+ Max Vision de 18:9
  • Processador octa-core de até 2 GHz (Snapdragon 435)
  • Memória RAM: 2 GB
  • Armazenamento: 32 GB (expandível até 256 GB com cartão MicroSD)
  • Câmera traseira de 13 MP
  • Câmera frontal de 5 MP
  • Bateria: 3.000 mAh
  • Android 9.0 Pie

Leia também: