Moto G8 vs Moto G7: compare a ficha técnica dos celulares Motorola

Pensando em trocar de celular? Veja o comparativo de especificações e preço antes de decidir se vale a pena.

Moto G8 vs Moto G7: compare a ficha técnica dos celulares Motorola
Ricardo BergherEditor(a)

Publicado e atualizado 6 min. de leitura.

O Moto G8 é o sucessor direto do Moto G7, e teve lançamento um ano após a chegada do modelo de sétima geração da linha Moto G ao Brasil. Seguindo algumas tendências do mercado, o celular da Motorola trouxe algumas melhorias quando comparado ao seu antecessor – essas que acabaram custando algumas características importantes da geração passada, como a tela Full HD+.

Mas será que a troca do Moto G7 pelo G8 se justifica? Para te ajudar nesta decisão, montamos um comparativo de ficha técnica que destaca as diferenças e principais recursos de cada smartphone. Veja a seguir.

Leia também: Moto G7 Plus vs Moto G8 Plus: vale a pena trocar de celular?

a partir de:R$ 1.849,26

a partir de:R$ 1.207,90

Data de lançamento
Fevereiro de 2019
Março de 2020
Tamanho da Tela
LTPS IPS LCD com 6,2 polegadas (19:9)
IPS LCD com 6,4 polegadas (19,5:9)
Resolução da Tela
Full HD+ (2270 x 1080 pixels)
HD+ (1560 x 720 pixels)
Processador
Snapdragon 632 (octa-core de até 1,8 GHz)
Snapdragon 665 (octa-core de até 2 GHz)
Memória RAM
4 GB
4 GB
Armazenamento
64 GB
64 GB
Memória expansível
Sim
Sim
Câmera traseira
Dupla: 12 MP (Principal) + 5 MP (sensor de profundidade)
Tripla: 16 MP (Principal) + 8 MP (ultra-wide) + 2 MP (macro)
Câmera frontal
16 MP
16 MP
Filma em
4K @ 30 fps ou 1080p @ 30/60 fps
4K @ 30 fps ou 1080p @ 30 fps
Bateria
3.000 mAh
4.000 mAh
Dual chip
Sim
Sim
Acesso à Internet
Sim
Sim
Sistema operacional
Android 9.0 (Pie)
Android 10
Leitor de digitais
Sim, na traseira
Sim, na traseira
Reconhecimento Facial
Não
Não
Carregamento rápido
15 W
Não possui
Dimensões
157 x 75,3 x 8 mm
161,3 x 75,8 x 9 mm
Peso
172 g
188 g
Cores
Preto Ônix e Branco polar
Branco Prisma e Azul Capri
Ofertas
Ver preçosVer preços

Moto G8 tem design mais moderno

O design do Moto G7, principalmente na parte traseira, não agrada a muitos consumidores. A câmera era disposta em um módulo circular bastante robusto – algo que, na linha Moto G8, a Motorola acabou mudando.

Agora as câmeras ficam alinhadas na vertical, em um design parecido com os celulares da linha MotorolaOne. Isso deu um ar mais moderno para o aparelho, que passa a acompanhar as tendências mundiais. Assim como em outros modelos da própria marca, o smartphone não tem detalhes na parte de trás, a não ser a famosa logo, que abriga também o leitor de digitais.

Moto G8 na cor “Branco Prisma”. (Imagem: Divulgação/Motorola)
Moto G8 na cor “Branco Prisma”. (Imagem: Divulgação/Motorola)

O modelo antigo da linha Moto G já contava com design frontal bacana, com bordas finas e um notch em formato de “gota”, que na época de lançamento era um dos mais “discretos”. A Motorola manteve as bordas finas, mas agora eliminou esse entalhe e colocou a câmera mais a lateral no estilo “furo”.

A tela do Moto G7 entrega imagens mais definidas

Se o design foi uma evolução do Moto G7 para o Moto G8, a tela acabou sendo um retrocesso. No modelo mais antigo, a empresa optou por um painel de 6,2 polegadas com resolução Full HD+, no formato 19:9, e também por colocar uma proteção Gorilla Glass para evitar possíveis arranhões.

A tela do Moto G7 tem a resolução Full HD+. (Imagem: Divulgação/Motorola)
A tela do Moto G7 tem a resolução Full HD+. (Imagem: Divulgação/Motorola)

No Moto G8, há uma tela maior, de 6,4 polegadas, mas com resolução inferior. Aqui temos um painel HD+ e formato 19.5:9. A proteção contra arranhões também ficou para trás, então se você gosta de assistir a vídeos e filmes constantemente no celular, terá uma qualidade melhor no G7.

Nesta nova geração da família moto G, às telas em Full HD acabaram ficando nos modelos Moto G8 Plus e Moto G8 Power.

No desempenho, o Moto G8 vence o embate

Como o G8 é um aparelho mais recente e sucessor direto do G7, ele naturalmente traz processador com desempenho melhor, tanto na velocidade para uso diário quanto na questão de eficiência energética.

O Moto G7 utiliza um Snapdragon 632, octa-core de até 1,8 GHz. Já o Moto G8 traz o chip Snapdragon 665, também com oito núcleos, mas velocidade máxima de 2 GHz, esse que também está presente em outros celulares da linha, como o Moto G8 Plus e o Moto G8 Power.

Os dois celulares têm 4 GB de memória RAM, 64 GB de memória interna e aceitam cartão microSDXC para expansão (vendido separadamente). O desempenho, na prática, não é tão diferente assim, então o G7 ainda tem poder de fogo para rodar várias aplicações, como jogos em qualidade gráfica média, sem nenhum problema. Mas em termos gerais, o Moto G8 promete melhores resultados.

Moto G8 tem maior versatilidade em câmeras

Quando analisamos o conjunto de câmeras dos dois aparelhos percebemos a diferença que a geração atual de celulares fez para o Moto G8. Enquanto o Moto G7 traz um conjunto duplo em sua traseira, sendo o sensor principal de 12 MP e o secundário de 5 MP (para Modo Retrato), o Moto G8 chega com câmera tripla.

A câmera principal do novo celular da Motorola tem 16 MP e foco a laser, conseguindo boas fotografias em ambientes com uma boa iluminação e prometendo resultados agradáveis quando a luz deixar a desejar. A empresa também adotou uma lente ultra-wide de 118°, para fotos com ângulos mais abertos. Para completar o conjunto, o Moto G8 também possui uma câmera macro de 2 MP, para registrar detalhes bem de perto com boa nitidez.

Moto G8 tem câmera tripla traseira. (Imagem: Divulgação/Motorola)
Moto G8 tem câmera tripla traseira. (Imagem: Divulgação/Motorola)

O Moto G8 acaba sendo um celular mais versátil e que oferece mais opções de fotos em ângulos diferentes para o consumidor. Na parte frontal, as câmeras são quase idênticas, ambas têm sensor de 8 MP e recurso HDR. A diferença fica para a abertura de lente do Moto G8, que é maior e consegue captar mais luz, o que em tese entrega melhores resultados em ambientes mais escuros.

Bateria maior para o Moto G8, mas sem carregamento rápido

Nós já citamos que o Moto G8 teria uma eficiência energética maior por causa do seu processador, mas sua melhor autonomia também se dá pela bateria de maior capacidade. Enquanto o Moto G7 tem 3.000 mAh, o Moto G8 já chega com 4.000 mAh, um upgrade bem-vindo, que coloca o smartphone de igual para igual na briga com outros modelos do segmento.

Por outro lado, o Moto G7 se beneficia mais do carregamento rápido de 15 W, outro recurso que acabou não chegando para o modelo mais atual da linha. A empresa deixou para colocar essa função nos celulares um pouco mais avançados, que são o G8 Plus e G8 Power.

O Moto G7 conta com carregamento Turbo Power de 15W. (Imagem: Divulgação/Motorola)
O Moto G7 conta com carregamento Turbo Power de 15W. (Imagem: Divulgação/Motorola)

Preço e custo-benefício: qual é o melhor Moto G?

No geral, o Moto G8 conta com mais pontos altos do que seu antecessor, mas acaba pecando em um ponto importante, que é a tela. Se você procura um celular mais atual em câmeras, com um processador mais potente e bateria maior, ele é a escolha certa. Também ganha a disputa caso você não tenha nenhum dos dois smartphones. Porém, o “sacrifício” de ter uma tela inferior terá que ser feito para ganhar outros recursos.

De qualquer modo, o Moto G7 ainda é um bom celular intermediário. Então, se você já é usuário desse aparelho e valoriza uma boa qualidade de tela, ainda terá um bom conjunto de processador e câmeras para o dia a dia com esse modelo.

Outras opções interessantes na mesma faixa de preço, e com tela Full HD+, são o Galaxy A30 e o Zenfone Max Shot.

Encontre os melhores preços para o Moto G7 e Moto G8 no Zoom:

Leia também: