Edifier TWS1 vs Philips SHB2505 UpBeat: qual é o melhor fone sem fios?

Compare as principais características, ficha técnica e preço do Edifier TWS1 e Philips SHB2505 UpBeat.

Redação - ZoomEditor(a)

Publicado e atualizado 5 min. de leitura.

O Edifier TWS1 e o Philips SHB2505 UpBeat são fones de ouvido totalmente sem fios disponíveis no Brasil, com preço e especificações intermediárias. Os dispositivos podem ser considerados alternativas mais acessíveis à fones famosos, como os AirPods, da Apple, e os Galaxy Buds, da Samsung.

Se você busca um modelo de fone true wireless (TWS) para escutar músicas no dia a dia, sem grandes pretensões profissionais, ambos têm bastante a oferecer. No entanto, é importante conhecer as diferenças entre eles, especialmente no que diz respeito à autonomia de bateria, já que nesse quesito, os fones têm perfis bastante distintos.

Leia também: Edifier TWS1 vale a pena? Analisamos a ficha técnica dos fones de ouvido

A seguir, veja o comparativo completo que o Zoom montou entre o Edifier TWS1 e o Philips SHB2505, e escolha o melhor modelo para as suas necessidades.

a partir de:R$ 279,90

a partir de:R$ 349,99

Lançamento
2019
2019
Tipo de fone
Intra-auricular (TWS)
Intra-auricular (TWS)
Faixa de resposta de frequência
20 Hz - 20 kHz
20 Hz - 20 kHz
Tamanho dos drivers
8 mm
6 mm
Duração da bateria
8 horas + 24 horas do estojo
3 horas + 9 horas do estojo
Carregamento sem fios
Não
Não
Resistência à água
Sim (IPX4)
Não
Microfone embutido
Sim
Sim
Cancelamento de ruído ativo
Não
Não
Conectividade
Bluetooth 5.0
Bluetooth 5.0
Peso
4 gramas
6 gramas
Cores
  • Preto
  • Branco
  • Verde
  • Preto
  • Azul
  • Branco
  • Rosa com Roxo
Ofertas
Ver preçosVer preços

Design

Edifier TWS1 tem resistência a respingos d'água e suor

Os fones deste comparativo têm formato intra-auricular, ou seja, daqueles que entram no ouvido. A principal diferença está no revestimento à prova de respingos d'água e suor (IPX5) presente no modelo da Edifier – os fones da Philips não trazem essa proteção nas especificações disponibilizadas pela fabricante.

Para garantir o melhor ajuste, ambos os modelos trazem borrachas de diferentes tamanhos para que o consumidor possa testar e escolher qual se encaixa melhor. O TWS1 aposta em leves curvas em seu formato para se encaixar bem a orelha, enquanto o SHB2505 UpBeat tem uma pequena “barbatana”, que também tem o mesmo objetivo e favorece a fixação para quem pratica exercícios físicos ou está em constante movimento.

Design do Edifier TWS1 e seu estojo. (Imagem: Divulgação/Edifier)
Design do Edifier TWS1 e seu estojo. (Imagem: Divulgação/Edifier)

O modelo da Edifier tem um acabamento brilhoso que, a longo prazo, pode acumular marcas de impressões digitais e arranhões, mas dá um charme especial ao fone. Ele está disponível nas cores: preto, branco e verde. Já o fone da Philips tem uma pintura mais fosca, que, apesar de ser “crua” e direta, não passa pelos problemas citados anteriormente. Ele oferece mais opções de cores, sendo elas: preto, azul, branco e um rosa misturado com roxo.

Design do Philips SHB2505 e seu estojo. (Imagem: Divulgação/Philips)
Design do Philips SHB2505 e seu estojo. (Imagem: Divulgação/Philips)

Os estojos também têm formatos parecidos, com o da Philips sendo um pouco mais oval. A pintura de cada um é a mesma de seus fones, mas o SHB2505 leva um ponto por ser mais prático ao mostrar o nível de bateria. Ele possui quatro LEDs em sua parte frontal que consegue mostrar a quantidade de carga que ele ainda tem, de forma mais aproximada – algo que é mais confuso no fone da Edifier e seu único LED.

Os dois fones possuem botões laterais para controlar a reprodução das músicas, mas aqui vai um pouco da preferência do consumidor. O TWS1 tem superfície sensível ao toque, então basta você encostar para ter o comando executado, enquanto o SHB2505 tem botões físicos, que precisam de um pouco de pressão.

Qualidade sonora

Edifier TWS1 atinge volumes mais altos, mas o modelo da Philips tem graves mais acentuados

Os dois fones têm diferença no tamanho de seus drivers. Enquanto o modelo da Philips tem um driver de 6 mm, o da Edifier tem um de 8 mm. Na prática, o TWS1 tem uma potência levemente maior, ou seja, consegue atingir volumes mais altos sem prejudicar muito a clareza da música.

O Philips SHB2505 tem uma ótima qualidade de som. (Imagem: Divulgação/Philips)
O Philips SHB2505 tem uma ótima qualidade de som. (Imagem: Divulgação/Philips)

A qualidade de som de ambos é bem parecida, com agudos e médios bem controlados e graves não muito exagerados, mas em uma medida que você consegue distinguir as batidas. Os fones da Philips se destacam levemente nos graves, mas nada muito "gritante". Os fones da Edifier têm tecnologia aptX, da Qualcomm, que melhora a taxa de transmissão de bits por redes sem fio, então se você tiver celular ou outro aparelho cujo Bluetooth suporte esse recurso, o TWS1 deve se sair melhor.

Ambos contam com Bluetooth 5.0, que garante uma boa estabilidade, baixa latência e poucos problemas de conexão. Essa versão também dá a possibilidade que as faixas de som sejam enviadas para cada lado do fone de forma independente, por isso eles podem ser usados em modo mono. Neste modo você pode usar apenas um lado do fone e todas essas faixas serão transmitidas para aquele lado, assim você não perde nada da música.

O Philips SHB2505 UpBeat e o Edifier TWS1 contam com microfone embutido para que você possa atender às chamadas, e as duas empresas investiram em supressor de ruído nesse sistema, para oferecer uma boa qualidade de áudio ao fazer ligações.

Bateria

O TWS1 tem mais que o dobro de autonomia de bateria

Se a disputa vinha sendo acirrada nos pontos citados acima, na bateria é quando o TWS1 dá um verdadeiro show de desempenho. A Edifier promete uma autonomia por carga de até 8 horas, essa que pode ser aumentada para até 32 horas com o estojo, ou seja, você terá pelo menos mais três cargas adicionais antes de ter que conectá-lo à tomada.

Já o Philips UpBeat SHB2505 é um pouco mais simples neste ponto e oferece uma autonomia de 3 horas por carga, sendo que o seu estojo oferece mais nove horas adicionais, então são pelo menos mais três cargas completas. É uma diferença muito grande, principalmente para quem precisa de mais autonomia e não quer ter que ficar colocando os fones para recarregar várias vezes por dia.

Os estojos não possuem suporte a carregamento sem fio. A recarga é feita por meio de porta microUSB.

A tecnologia CVC garante redução de ruído no microfone. (Imagem: Divulgação/Edifier)
A tecnologia CVC garante redução de ruído no microfone. (Imagem: Divulgação/Edifier)

Custo-benefício

Edifier TWS1 tem bateria melhor e é mais barato

No momento de publicação deste artigo, o Edifier TWS1 podia ser encontrado em ofertas a partir de R$ 302, já o Philips SHB2505 UpBeat tinha valores a partir de R$ 341. O modelo da Edifier acaba sendo o melhor custo benefício por apresentar uma bateria que dura duas vezes mais que seu concorrente e mesmo assim ainda ser mais barato, além de oferecer uma qualidade de som que pode até ser ligeiramente melhor, com o uso da tecnologia aptX.

No entanto, se mesmo assim você optar pelos fones da Philips, também levará um produto de qualidade para casa. Ele tem como destaques o acabamento menos suscetível a arranhões, além do microfone que pode ser usado com os assistentes de voz, caso seja um recurso que você use frequentemente.

Compare preços

Encontre as melhores ofertas para o Edifier TWS1 e Philips SHB 2505 no Zoom