Geladeira com as portas abertas e o interior organizado

Veja alimentos que você não deve guardar na sua geladeira

Veja também algumas dicas para organizar sua geladeira e aproveitar melhor o seu espaço

Maria Paula BrunoEstagiária

Publicado e atualizado 4 min. de leitura.

Compartilhe:

Organizar a geladeira pode parecer uma tarefa simples, mas alguns cuidados devem ser tomados na hora de armazenar os alimentos no aparelho. Pode guardar ovo na geladeira? E cebola? Quais comidas não estragam se forem mantidas fora da refrigeração? Para responder essas e outras perguntas, conversamos com a nutricionista Rita Ribeiro (@rita.ribeiro.nutricionista).

Nem todos os itens se dão bem com as baixas temperaturas. Alguns podem, até, perder nutrientes ou ter sua textura alterada quando armazenados em um refrigerador. Na entrevista, Rita nos contou quais são estes alimentos e como guardá-los corretamente. De quebra, ela ainda nos deu dicas de como organizar a geladeira de forma mais eficiente. Confira a seguir!

Leia também: Cozinha americana: 6 itens para montar a sua

Alimentos armazenados em potes, como saladas, frutas, leite e mais
Abaixo, descubra quais alimentos não estragam fora da geladeira (Foto: Shutterstock)

Quais alimentos não devem ou não precisam ser guardados na geladeira?

A lista de alimentos que não precisam ser guardados na geladeira pode causar espanto. Entre eles, o melão, a melancia, o abacate e as frutas em geral só devem ir para o refrigerador depois de abertos ou se a intenção for atrasar os processos de amadurecimento. "Caso queiramos conservar a sua textura e sabor característicos, devemos deixar à temperatura ambiente", comenta Rita.

Para a surpresa de muitos, a cebola e o alho também devem ser mantidos fora do eletrodoméstico. A refrigeração pode deixá-los secos, por isso o ideal é guardá-los em local escuro e livre de umidade. Algo parecido acontece com as ervas aromáticas, que podem murchar e perder o cheiro característico se armazenadas no refrigerador.

E mel, podemos guardar na geladeira? Bom, não há nenhuma contraindicação muito grave, mas a temperatura deixa o mel espesso e dificulta o consumo. Abaixo, veja outros alimentos que, segundo a nutricionista, não precisam ser mantidos na refrigeração:

  • Batata (a baixa temperatura atrasa o processo de amadurecimento, o que pode alterar a textura e o sabor do alimento);
  • Chocolate (a não ser que esteja muito calor, o chocolate não deve ser refrigerado para assegurar o seu sabor);
  • Tomate (o frio vai interromper o processo de amadurecimento e dará uma textura farinhenta ao tomate);
  • Pão (na refrigeração, o pão ficará seco e sem sabor);
  • Conservas em lata (desde que lacradas).

Leia também: Morar sozinho: dicas do que comprar primeiro ao montar sua casa

E quais alimentos podem ser guardados na geladeira?

Na geladeira, devemos guardar, preferencialmente, alimentos que estraguem com maior facilidade. Entre os que demandam a refrigeração constante, Rita chama atenção para os laticínios, como iogurtes, queijos e manteiga. Os ovos também devem ser guardados em temperaturas mais baixas, assim como molhos, compotas e conservas abertas.

Outra dúvida que pode surgir ao organizar o eletrodoméstico é em relação às carnes. Na nossa conversa, a nutricionista pontuou que embutidos, peixes crus e outras carnes podem ser mantidos na refrigeração. Entretanto, a vida útil destes alimentos na geladeira não é das mais altas. O indicado para os peixes crus, por exemplo, é mantê-los até um dia no refrigerador. Se a sua intenção é consumi-los após dois dias ou mais, o melhor é guardá-los no freezer ou congelador.

Frutas, legumes, verduras, saladas, leites, doces de colher e itens que contem com "Refrigerar depois de aberto" escrito na embalagem também devem ser guardados na geladeira, como indicou a nutri Rita Ribeiro.

Leia também: Melhores geladeiras de 2021: modelos que valem a pena o investimento

Como organizar a geladeira: dicas para aumentar a durabilidade dos alimentos

Dito tudo isso, como garantir que os alimentos que podem ser mantidos na refrigeração estejam bem dispostos na geladeira? A nutricionista Rita Ribeiro nos deu algumas dicas e nos explicou o porquê da organização do aparelho ser tão importante. "A temperatura desempenha um papel essencial no crescimento e na velocidade de multiplicação de microrganismos nos alimentos", informa Rita.

"A temperatura não é igual em todos os compartimentos do frigorífico. Neste sentido, para assegurar uma correta conservação dos alimentos, devemos colocar na frente das prateleiras os alimentos mais próximos do fim do seu prazo de validade e devemos evitar encher demasiado o frigorífico", continua a nutricionista.

A entrevista com a nutri rendeu, ainda, dicas práticas de como organizar a geladeira. Confira:

  • Na prateleira superior: manter iogurtes, natas, queijos, molhos, compotas e alimentos cozidos;
  • Nas prateleiras intermédias: guardar produtos embutidos, conservas abertas, saladas preparadas, bolos com creme e doces de colher;
  • Na prateleira mais baixa: armazenar carnes e peixes crus, sopa e pratos cozinhados;
  • Na gaveta: guardar as frutas e os legumes frescos;
  • Na porta da geladeira: guardar os ovos, a manteiga, água, sumos e leite.

Confira três modelos de geladeira que valem a pena comprar

Se você está pensando em trocar a sua geladeira e não sabe qual modelo escolher, separamos três opções que valem a pena e que podem ser ideais para a sua casa. Os três modelos a seguir têm diferentes tamanhos e tecnologias, mas todas são geladeiras com bom custo-benefício.

Falando em geladeira, temos outros artigos que você pode gostar: