Quarto infantil com cômoda baixa e cama com almofadas, travesseiros e cobertores em azul, cinza e amarelo

A decoração de quarto infantil pode ser uma das que mais dão trabalho de elaborar em toda a casa. Isso acontece porque além de bonita e divertida, o ideal é que ela também seja funcional e segura justamente por se tratar de um ambiente em que os pequenos passam muito tempo. Por isso, na hora de montar o quartinho de uma criança, todo auxílio é muito bem vindo.

Hoje, nós vamos te ajudar: separamos cinco dicas que você pode levar em consideração na hora de decorar o cantinho de meninos e meninas de diferentes idades. Olha só!

1. Invista em móveis de manuseio fácil no quarto infantil

Tanto para evitar acidentes quanto para estimular a independência das crianças, na hora de escolher a mobília do quarto infantil, prefira opções que são adaptadas para elas. Camas e armários com gavetas na parte de baixo, por exemplo, otimizam o acesso dos pequenos a diferentes itens do dia a dia, como os materiais da escola, roupas e sapatos. Armários com porta de correr, por sua vez, são uma ótima opção tanto para quartos pequenos (principalmente se elas tiverem espelho) quanto para evitar acidentes com dedos presos nas portas batendo.

Assim como nos ambientes para adultos, a regra do menos é mais é válida em um quarto infantil. O ideal é evitar excessos para tornar mais simples que eles aprendam a manter tudo organizado no dia a dia.

2. Mescle elementos em quartos de crianças de idades diferentes

Vai decorar um quarto de irmãos que estão em fases diferentes da infância? Aqui, o truque é apostar em cores neutras em elementos grandes, como as paredes e móveis, e investir em detalhes que representem cada uma das crianças. Se você conseguir estipular um tema em comum para os dois esse processo fica bem mais fácil, mas a gente sabe que nem sempre é possível e o mais importante é que cada um deles se sinta à vontade em seu espaço.

Dependendo do tamanho do quarto, você pode separar um lado para cada criança e determinar isso com diferentes quadros na parede, roupas de cama, almofadas e pelúcias, prateleiras com brinquedos e itens de decoração... e por aí vai. Esse truque também costuma dar certo em quartos divididos por meninos e meninas que tem gostos bem diferentes.

3. Os tapetes e cortinas podem ser educativos e divertidos

Escolher um tapete para quarto infantil é uma das partes mais fáceis do processo de decoração. Além de deixarem o cômodo mais quentinho e aconchegante nas épocas mais frias, eles têm um grande papel na decoração e na funcionalidade do ambiente. Na hora de escolher, você pode optar pelos modelos tradicionais e lisos, mas existem versões estampadas que combinam com diferentes temas, em formatos divertidos e diferentes e, até mesmo, alguns que viram "tabuleiro" para brincadeiras, como os tapetes de amarelinha.

A cortina para quarto infantil tem quase a mesma versatilidade dos modelos de tapetes. Elas podem ser encontradas em diferentes cores e estampas e, aqui, o único ponto de atenção necessário é com as crianças menores: no caso delas, o ideal é preferir cortinas mais curtas para evitar tropeços e quedas.

Quarto infantil com cama com travesseiros e ursinho de pelúcia, estante e escrivaninha
Os adesivos na parede e as prateleiras ao alcance das crianças deixam o quarto bonito e funcional (Foto: Shutterstock)

4. Adesivos e papéis de parede são uma forma fácil de incrementar o ambiente

Se você vai transformar o quarto de bebê em um quarto de criança ou não quer fazer mudanças muito grandes nas cores das paredes, os adesivos decorativos podem ser exatamente o que você precisa. Basta escolher o tema e aplicar na parede como você preferir. Os diferentes tipos de papeis de parede também podem ser usados se você preferir cobrir uma área maior. Nos dois casos, o ideal é usar em apenas uma parede em ambientes pequenos.

5. Os brinquedos podem ser parte da decoração

A decoração de quarto infantil pode - e deve - contar com os itens que a criança já tem em casa. Por isso, vale a pena investir em prateleiras e nichos para colocar brinquedos, jogos e itens que os pequenos usam no dia a dia. Além de ficarem bem acessíveis e fáceis de pegar, eles também deixam o ambiente mais divertido e descontraído, algo muito importante num quarto de criança.

Bônus: não ignore a personalidade da criança na hora de decorar

Pode parecer óbvio, mas o ponto de partida na hora de decorar um quarto infantil deve ser a personalidade da criança (ou das crianças) que vão viver no espaço por mais tempo. Vale a pena considerar as cores preferidas, os personagens mais marcantes, temas que interessam os pequenos e, até mesmo, as habilidades delas no dia a dia. Esses detalhes certamente vão variar de acordo com a idade dos pequenos (e é algo que não vale se o quarto infantil que você está fazendo é para um bebê), mas qualquer informação que possa facilitar a identificação da criança com o ambiente no resultado final é válida.

Depois de reunir todas as referências possíveis vai ficar bem mais fácil pensar numa decoração que seja bonita, harmoniosa e não perca o propósito de ser boa para as crianças.

Saiba mais sobre a decoração de diferentes ambientes: