Moto Z3 Play vs Moto Z: compare os celulares da linha Moto Z

Descubra se vale a pena investir no Moto Z ou no Moto Z3 Play!

Moto Z3 Play vs Moto Z: compare os celulares da linha Moto Z
Ricardo BergherEditor(a)

Publicado e atualizado 6 min. de leitura.

Além de recursos exclusivos da marca, como o Moto Tela, um dos grandes atrativos da linha Moto Z da Motorola é o design modular, presente desde o primeiro Moto Z, de 2016, ao Moto Z3 Play, lançado em 2018.

Mas será que o novo modelo intermediário da família consegue bater o smartphone que já foi carro-chefe da Motorola? Ou vale mais a pena aproveitar a queda de preço do modelo anterior, que tende a estar a um valor mais atrativo?

Ficou na dúvida? Então, chega mais e confira o nosso comparativo de ficha técnica antes de decidir qual celular comprar.

Leia também: Os Melhores Celulares Intermediários

Produto indisponível

Produto indisponível

Tela
6" FHD+ (1080 x 2160 pixels) Super AMOLED com proporção 18:9
5,5" QHD (2560 x 1440 pixels) Super AMOLED
Processador
Octa-core de 1,8 GHz (Qualcomm Snapdragon 636)
Quad-core de até 1,8 GHz (Snapdragon 820)
Memória RAM
4 GB ou 6 GB
4 GB
Armazenamento interno
64 GB/128 GB
64 GB
Aceita cartão de memória
Sim (até 2 TB)
Sim (até 2 TB)
Conectividade
4G, 3G, Wi-Fi e Bluetooth
4G, 3G, Wi-Fi e Bluetooth
Dual chip
Sim
Sim
Leitor biométrico
Sim
Sim
Rádio FM
Sim
Sim
Câmera traseira
12 MP (f/1.7) + 5 MP (f/2.2)
13 MP (f/1.8)
Câmera frontal
8 MP (f/2.0)
5 MP (f/2.2)
Filma em
4K (30 FPS)
4K (30 FPS)
Bateria
3.000 mAh
2.600 mAh
Peso
155g
136g
Sistema operacional de fábrica
Android 8.1 (Oreo)
Android 6.0 (Marshmallow)
Ofertas
Produto indisponível
Produto indisponível

Moto Z ganha em resolução de tela, mas Z3 Play tem o novo formato 18:9

O Moto Z3 Play, por ser um smartphone mais recente, conta com algumas características visuais que estão em alta na indústria de celulares, como a tela no formato 18:9 – mais alongado do que o tradicional 16:9 visto no Moto Z – e bordas bem finas ao redor do display.

Essas mudanças prometem melhorar a imersão na hora de assistir aos seus filmes e séries favoritos pelo telefone, e também acabam deixando a pegada do celular mais ergonômica, mesmo com telas grandes, de 6 polegadas, como é o caso do Z3 Play.

Moto Z3 Play

Um ponto não tão alto desse celular, porém, é a resolução, que é “apenas” Full HD+ (2160 x 1080 pixels). No Moto Z, ela é Quad HD (2560 x 1440 pixels), e o tamanho do display é 5,5 polegadas, o que se traduz em imagens mais nítidas e ricas em detalhes para o modelo mais antigo.

No design, o Moto Z3 Play se destaca por ter uma aparência mais sofisticada

O design modular se mantém na terceira geração da família Moto Z, mas o Z3 Play ganhou revestimento em vidro na traseira, o que deixa o telefone com uma aparência mais elegante. No Moto Z, a construção é em vidro na parte da frente e alumínio atrás.

A câmera saltada é uma marca (polêmica) que permanece dos smartphones da Motorola – o vão é necessário para encaixar os Moto Snaps. Ah, e o leitor de digitais, que no Moto Z é no painel frontal, no Z3 Play está na lateral do aparelho.

Moto Z3 Play

Dual camera com a possibilidade do “Modo Retrato” é trunfo do Moto Z3 Play

O “Modo Retrato”, efeito que desfoca o fundo da foto deixando um objeto ou pessoa em destaque, é uma das grandes sensações do momento no mundo dos smartphones. Com o Moto Z3 Play, é possível conseguir esse recurso de forma simples, já que ele é um celular com câmera dupla, que tem sensores de 12 MP e 5 MP.

No Moto Z, a câmera principal é única, e tem 13 MP com abertura de lente f/1.8, mas isso não deve ser um problema. É possível que, na prática, as fotos apresentem a mesma qualidade do Z3 Play, sendo muito boas em lugares bem iluminados e satisfatórias em ambientes mais escuros, como uma festa ou paisagens noturnas.

Moto Z3 Play

Na frontal, a superioridade do Moto Z3 Play é notável. O celular tem sensor de 8 MP para selfies e abertura de lente f/2.0. Já o Moto Z tem 5 MP (f/2.2), e não deve agradar tanto aos mais apaixonados por autorretratos.

Em termos de gravação de vídeos, ambos os telefones entregam a mesma qualidade, com resolução 4K (2160p) a 30 quadros por segundo (fps).

Processador do Moto Z3 Play garante maior desempenho na execução de tarefas

O Moto Z3 Play conta com o processador Snapdragon 636, ou seja, ele é um smartphone octa-core que tem quatro núcleos rodando à velocidade máxima de 1,8 GHz. Já o Moto Z é um celular quad-core, com o chip Snapdragon 820, com 2 núcleos a 1,8 GHz e 2 a 1,6 GHz.

Análises de desempenho feitas por sites especializados comprovaram que o Snapdragon 636 é capaz de bater o 820 na maioria dos casos, mesmo sendo um processador intermediário.

Isso quer dizer que, na prática, o Moto Z3 Play deve ter uma performance igual ou melhor à do Moto Z na hora de rodar apps e jogos pesados.

Para manter o desempenho e tornar a execução de tarefas mais fluida, o Z3 Play traz ainda memória RAM de 4 GB ou 6 GB, a depender da versão, enquanto o Moto Z tem memória RAM de 4 GB.

Moto Z

Moto Z3 Play tem versão com 128 GB para armazenar todos os seus vídeos, fotos e apps

Você é do tipo acumulador? Gosta de manter suas fotos e vídeos sempre a um toque de distância? Então, a versão mais robusta do Moto Z3 Play foi feita para você!

São 128 GB de memória interna para guardar todos os seus arquivos e, se isso não for o suficiente, você também pode expandir o armazenamento com um cartão microSD (a Motorola fala em suporte a até 2 TB, embora essa capacidade ainda não esteja disponível no mercado).

Para os menos apegados, tanto o Moto Z quanto o Moto Z3 Play têm versões com armazenamento de 64 GB, com o mesmo suporte à cartão de memória de até 2 TB.

O Moto Z3 Play é um celular com Android 8 de fábrica e deve receber atualizações por mais tempo

Uma das grandes vantagens de ter um celular mais recente é que eles, geralmente, saem de fábrica com a última versão do sistema. Esse é o caso do Moto Z3 Play, um smartphone com Android 8.1 Oreo, plataforma que conta com recursos de otimização de bateria e melhorias para a segurança do usuário.

Já o Moto Z foi lançado em 2016 com o Android 6.0 Marshmallow, mas já recebeu atualizações e, hoje, também entra na lista dos celulares com o Oreo.

A dúvida que fica para o Moto Z é à respeito da próxima versão do sistema, o Android P, que deve ter sua versão final liberada em breve pelo Google – ela é praticamente garantida para o Moto Z3 Play.

Bateria deve resistir a um dia de trabalho com uso moderado nos dois aparelhos

Moto Z3 Play

O Moto Z3 Play tem um incremento de 400 mAh em relação ao Moto Z: o primeiro conta com 3.000 mAh de bateria e o segundo 2.600 mAh. Apesar dessa diferença, a autonomia não deve variar tanto, já que temos que considerar o aumento de tela do Z3 Play (que acaba gastando mais energia).

Ou seja, em ambos os celulares, deve ser possível executar alguns jogos, assistir a um episódio da sua série favorita e navegar nas redes sociais durante o dia, e ainda chegar em casa com alguma folga para evitar que o aparelho desligue pela falta de carga.

Ah, vale lembrar que os dois contam com a tecnologia TurboPower da Motorola de carregamento rápido, que fornece horas de bateria em apenas alguns minutos junto à tomada.

Afinal, quem leva essa briga? Moto Z3 Play ou Moto Z?

Apesar de ter sido carro-chefe da Motorola em 2016, o Moto Z não consegue bater de frente com o Moto Z3 Play. O modelo mais recente da linha Moto Z traz configurações interessantes e inovadoras vencem ou empatam com o veterano da família.

Desse modo, em 2018, é mais jogo optar pelo Moto Z3 Play para curtir tendências como câmera dupla e tela de bordas mínimas no formato 18:9 (Max Vision).

Compare os preços do Moto Z3 Play e do Moto Z:

Veja os nossos vídeos:

Leia também: