Redmi Note 8 vs Galaxy A50: qual é o melhor celular intermediário?

Comparativo traz preço e fichas técnicas de smartphones da Xiaomi e Samsung.

Redmi Note 8 vs Galaxy A50: qual é o melhor celular intermediário?
Ricardo BergherEditor(a)

Publicado e atualizado 8 min. de leitura.

O Galaxy A50 e o Redmi Note 8 são celulares da Samsung e Xiaomi que chamam a atenção do público brasileiro pelo bom custo-benefício. Munidos de fichas técnicas intermediárias, armazenamentos de até 128 GB e múltiplas câmeras – verdadeiros “canivetes suíços” para fotografia –, os smartphones estão à venda no Brasil com preços a partir de R$ 1 mil, ambos com opções nas cores preto, branco e azul.

Tanta semelhança entre os modelos, porém, lança dúvidas no consumidor: afinal de contas, qual é o melhor? O celular da Xiaomi ou o smartphone da Samsung? Pensando nisso, o Zoom preparou um comparativo para te mostrar qual telefone se adequa mais às suas necessidades do dia a dia. A gente te mostra a seguir.

Leia também: Melhor celular custo-benefício em 2020: qual modelo comprar?

a partir de:R$ 1.472,00

Produto indisponível

Data de lançamento
Agosto de 2019
Abril de 2019
Tamanho da Tela
6,3 polegadas
6,4 polegadas
Resolução da Tela
Full HD+ (2340 x 1080 pixels)
Full HD+ (2340 x 1080 pixels)
Processador
Snapdragon 665 (octa-core de até 2 GHz)
Exynos 9610 (octa-core de até 2,3 GHz)
Memória RAM
3 GB, 4 GB ou 6 GB
4 GB
Armazenamento
32 GB, 64 GB ou 128 GB
64 GB ou 128 GB
Memória expansível
Sim, até 256 GB
Sim, até 512 GB
Câmera traseira
48 MP + 8 MP + 2 MP + 2 MP
25 MP + 5 MP + 8 MP
Câmera frontal
13 MP
25 MP
Filma em
4K @ 30 fps
Full HD @ 30 fps
Bateria
4.000 mAh
4.000 mAh
Dual chip
Sim
Sim
Acesso à Internet
Sim
Sim
Sistema operacional
Android 9 Pie
Android 9 Pie
Leitor de digitais
Sim (traseira)
Sim (sob a tela)
Reconhecimento Facial
Sim
Sim
Scanner de íris
Não
Não
Resistência à água e poeira
Não
Não
TV Digital
Não
Sim
Dimensões
158,3 x 75,3 x 8,35 mm
158,5 x 74,7 x 7,7 mm
Peso
190 g
166 g
Cores
Neptune Blue (Azul), Moonlight White (Branco) e Space Black (preto)
Azul, preto e branco
Ofertas
Ver preços
Produto indisponível

Tela: Galaxy A50 e Redmi Note 8 oferecem alta resolução e mais de seis polegadas

O Samsung Galaxy A50 e o Xiaomi Redmi Note 8 têm telas com tamanhos próximos – 6,3 polegadas e 6,4 polegadas, respectivamente – e resolução Full HD+ (2340 x 1080 pixels). Isto significa que ambos tendem a entregar imagens de alta qualidade no dia a dia, o que pode ser ideal para aqueles que gostam de assistir vídeos no smartphone, por exemplo.

Outro ponto em comum é o notch em forma de gota. A característica, que se popularizou entre as opções intermediárias mais recentes, é ideal para aumentar a tela dos celulares sem deixá-los “grandalhões”, por exemplo.

A tecnologia, porém, é uma diferença que tende a dividir águas nesse quesito. Enquanto o celular da Samsung traz painel Super AMOLED, o smartphone chinês traz display IPS LCD. Em outras palavras, a tela do Galaxy A50 deve contar com cores mais vivas e com contraste mais expressivo, além de economizar mais bateria.

Imagem: Tela com notch é ponto em comum entre Galaxy A50 (foto) e Redmi Note 8. Créditos: Ana Marques/Zoom
Imagem: Tela com notch é ponto em comum entre Galaxy A50 (foto) e Redmi Note 8. Créditos: Ana Marques/Zoom

Design: notch em forma de gota e cores atraentes

Ambos os smartphones seguem a tendência de mercado ao trazerem o já mencionado notch, o que garante bordas mais finas na parte frontal. Além disso, os dois conjuntos de câmeras traseiras estão posicionados no canto superior esquerdo dos celulares, em uma fileira na vertical.

Em relação às cores, o Redmi Note 8 chama mais a atenção por conta das opções Neptune Blue (azul), Moonlight White (branco) e Space Black (preto) com efeito gradiente. O Galaxy A50, por sua vez, até traz uma proposta próxima, mas bem mais discreta. O celular da Samsung está disponível em preto, azul e branco.

O Galaxy A50 é a opção mais leve da dupla, já que pesa 166 g contra 190 g, do Redmi Note 8. Nenhum deles traz resistência à água e poeira.

Imagem: Redmi Note 8 está à venda nas cores preto, branco e azul. Créditos: Lukmanazis/Shutterstock
Imagem: Redmi Note 8 está à venda nas cores preto, branco e azul. Créditos: Lukmanazis/Shutterstock

Câmeras: Redmi Note 8 tem uma lente macro de vantagem

O Redmi Note 8 atrai mais holofotes quando o assunto é fotografia. Isso porque o celular chega às mãos do usuário com quatro câmeras na traseira, sendo o sensor principal de 48 MP e abertura de lente f/1.75. Completam o conjunto uma lente ultra grande-angular com sensor de 8 MP (f/2.2), uma lente macro com sensor de 2 MP (f/2.4) e outra para capturar a profundidade de campo, de 2 MP (f/2.4).

O conjunto tende a entregar bons resultados no dia a dia, e ainda é uma mão na roda para aqueles que gostam de explorar todos os ângulos possíveis. Aqui, vale um destaque câmera com lente macro, que permite a captura de fotos bem próximas aos objetos, opção interessante para registrar detalhes, plantas, insetos, itens em miniatura e muito mais.

O celular chinês também chama a atenção quanto à gravação de vídeos, já que é possível filmar em 4K e em 30 quadros por segundos (fps). O Galaxy A50, por sua vez, está limitado à resolução Full HD a 30 fps.

O Galaxy A50, ainda que traga uma câmera a menos, não fica para trás em qualidade de imagem. O conjunto triplo abriga um sensor principal de 25 megapixels (f/1.7), uma lente ultra-wide de 8 MP (f/2.2) e outro sensor de 5 MP, para captura de profundidade de campo (f/2.2). Assim como o celular chinês, o telefone da Samsung tira fotos com o popular Modo Retrato.

O destaque do Galaxy A50 fica mesmo para a câmera frontal, que repete o sensor traseiro de 25 megapixels, contra o Redmi Note 8, com “apenas” 13 MP, ambos com abertura de f/2.0. Nesse caso, o celular da Samsung tende a agradar mais aqueles que gostam de tirar selfies, pois entrega imagens com maior resolução.

Imagem: Galaxy A50: celular da Samsung conta com câmera tripla. Créditos: Ana Marques/Zoom
Imagem: Galaxy A50: celular da Samsung conta com câmera tripla. Créditos: Ana Marques/Zoom

Desempenho: ficha técnica intermediária e armazenamento de até 128 GB

Ainda que os dois celulares sejam intermediários, é importante estar atento às versões disponíveis no mercado. A começar pelo Redmi Note 8, que conta com o processador Snapdragon 665, chip octa-core com velocidade de até 2 GHz, mas com modelos distintos em termos de memória RAM, o que pode afetar diretamente o desempenho do smartphone.

Caso você busque um celular mais simples, o Redmi Note 8 com memória RAM de 3 GB e armazenamento de 32 GB pode ser a opção ideal. Agora, se sua intenção é jogar, abrir aplicativos mais pesados e guardar muitas coisas, você pode optar pela edição com RAM de 6 GB e memória interna de 128 GB. Há, ainda, duas alternativas intermediárias, com 4 GB + 64 GB e 4 GB + 128 GB – as únicas vendidas oficialmente no Brasil por meio da parceria com a DL Eletrônicos.

O Galaxy A50 também traz processador octa-core, o Exynos 9610, mas com velocidade máxima um pouquinho maior (até 2,3 GHz) e memória RAM de 4 GB. Os consumidores contam, também, com duas opções de armazenamento na hora da compra: 64 GB ou 128 GB.

A entrada para cartões de memória microSD marca presença nos dois telefones. Isto significa que você pode expandir o armazenamento em até 256 GB, no Redmi Note 8, e 512 GB, no Galaxy A50, caso o espaço esteja acabando.

Imagem: ficha técnica intermediária de Redmi Note 8 traz opção de armazenamento de até 128 GB. Créditos: Divulgação/Xiaomi
Imagem: ficha técnica intermediária de Redmi Note 8 traz opção de armazenamento de até 128 GB. Créditos: Divulgação/Xiaomi

Sistema operacional e recursos extras: Android 9 Pie e leitor de impressões digitais

O Android 9 Pie é o sistema operacional dos dois celulares. Ainda assim, cada um traz a interface própria de cada fabricante, que tem personalizações e diversos recursos nativos para incrementar a experiência. Dessa forma, enquanto o Galaxy A50 conta com a One UI, o Redmi Note 8 chega ao usuário com a MIUI 10.

O Galaxy A50 é o que chama mais atenção em relação ao leitor de digitais, já que está posicionado sob a tela, enquanto o sensor do Redmi Note 8 está alocado na traseira. Além disso, o celular da Samsung conta com TV Digital, recurso ideal para aqueles que não gostam de perder a programação da televisão aberta.

Imagem: Leitor de impressões digitais está alocado sob a tela no Galaxy A50. Créditos: Ana Marques/Zoom
Imagem: Leitor de impressões digitais está alocado sob a tela no Galaxy A50. Créditos: Ana Marques/Zoom

Bateria: capacidade de 4.000 mAh e autonomia para um dia longe das tomadas

A capacidade de bateria é a mesma nos dois celulares: 4.000 mAh. Dessa forma, espera-se que ambos entreguem a mesma autonomia no cotidiano. Em nossos testes práticos com o Galaxy A50, verificamos que essa quantidade é o suficiente para uma jornada inteira de trabalho, garantindo ainda uma folga para que o usuário chegue em casa com tranquilidade até precisar recarregar o aparelho.

O Redmi Note 8, porém, tende a completar a carga da bateria mais rápido, graças ao carregador de 18 W. O Galaxy A50, por sua vez, traz acessório de 15 W.

Imagem: Redmi Note 8: bateria de celular chinês possui capacidade de 4.000 mAh. Créditos: Divulgação/Xiaomi
Imagem: Redmi Note 8: bateria de celular chinês possui capacidade de 4.000 mAh. Créditos: Divulgação/Xiaomi

Custo-benefício: Redmi Note 8 ou Galaxy A50?

Tanto o Galaxy A50 quanto o Redmi Note 8 são celulares intermediários que se esbarram em muitos detalhes. A diferença, porém, fica em relação aos recursos, uma vez que o celular chinês entrega uma câmera a mais e opção com mais memória RAM, enquanto o smartphone da Samsung possui leitor de impressões digitais “oculto” na tela e TV Digital, por exemplo. Vale, portanto, listar quais são as suas necessidades primordiais em um smartphone e decidir qual deles entrega melhor o que você precisa.

Se a sua questão for apenas o preço, cabe um pequeno histórico: o celular da Samsung chegou ao Brasil em abril de 2019 com o preço sugerido de R$ 1.999. Em agosto de 2019, o smartphone ganhou um reforço com 128 GB de armazenamento por R$ 1.899, mas após seis meses já é encontrado por cerca de R$ 1,2 mil na versão mais robusta.

Já o Redmi Note 8 é um lançamento mais recente no Brasil. Ainda que tenha sido apresentado na China em agosto de 2019, o celular desembarcou no mercado nacional em novembro de 2018 por R$ 1.799. A versão importada é mais barata: na faixa de R$ 1,1 mil (4 GB + 128 GB), mas cabe ao consumidor avaliar os riscos de uma importação antes de decidir fechar negócio.O smartphone tende a vir sem a garantia e assistência técnica oficial da distribuidora nacional, nesse caso.

Compare os preços do Redmi Note 8 e do Galaxy A50 no Zoom:

Leia também: