Pessoa segurando compasso em mesa ao lado de notebook para arquitetos

Melhor notebook para arquitetos em 2021: 7 modelos com placa de vídeo

Um notebook para arquitetos precisa de um processador excelente e placa de vídeo dedicada para renderizar projetos. Conheça os modelos do Zoom

Redação - Zoom

Publicado e atualizado 7 min. de leitura.

Compartilhe:

Aqui no Zoom, diariamente recomendamos notebooks para trabalhar que poderão te acompanhar na rotina do dia a dia sem maiores problemas, como você pode ver no artigo que montamos sobre isso. Mas a maioria desses modelos não contempla alguém que precisa de um notebook para arquitetos.

É que um notebook para arquitetura necessita de peças mais robustas. Ou seja, com maior poder de processar e renderizar os gráficos dos projetos. Sendo assim, um notebook para renderização de gráficos exige bem mais investimento do que um PC convencional.

A seguir, vamos mostrar quais são os itens primordiais em um notebook para arquitetos. Ou seja, qual o nível de processador, placa de vídeo dedicada, memória RAM e unidade de armazenamento ideais para trabalhar sem encarar lentidões ou travamentos. Depois, trazemos nossa lista completa de notebooks para arquitetura!

Mão segurando caneta em cima de desenho de casas
Um notebook para renderização de projetos precisa de mais processamento gráfico do que computadores convencionais para estudo (Fonte: Shutterstock/Franck Boston)

Notebook para arquitetura: o que ele precisa ter?

Um notebook para renderização não precisa de nenhuma peça especial além de uma placa de vídeo dedicada. Mas isso não significa que qualquer processador ou memória RAM possa dar conta do recado. Processadores Intel Core i3 e AMD Ryzen 3, mais básicos, por exemplo, não são indicados.

Esse trabalho exige, no mínimo, um Intel Core i5 ou AMD Ryzen 5 de gerações recentes. Ou seja, da Intel é necessário que o processador seja no mínimo de nona geração (nessa geração, especificamente, também é necessário que ele seja um modelo de boa performance). Já os processadores AMD Ryzen precisam estar no mínimo na terceira.

Em relação à memória RAM, o ideal é que o notebook para arquitetura tenha no mínimo 8GB, embora seja interessante ter de 12GB a 16GB. Quando falamos em armazenamento, o SSD se torna a melhor opção. Ele reduzirá consideravelmente o tempo que leva para abrir arquivos, especialmente projetos em fase avançada de produção.

A placa de vídeo segue um princípio semelhante. Embora não valha parametrizar essas placas apenas pela memória de vídeo, o ideal é que seja um modelo com ao menos 4GB de memória VRAM. De preferência da GeForce GTX 1650 em diante.

Fora das especificações internas do notebook, também é interessante que ele tenha a maior tela possível. Por isso, pesquisamos apenas por modelos com telas a partir de 15,6 polegadas, além da necessária resolução Full HD. Ainda assim, recomendamos a adição de um monitor maior como segunda tela, como o LG Ultrawide de 29 polegadas que analisamos e te convidamos a conhecer.

Com esses detalhes em mente, confira a seguir os modelos que escolhemos de notebooks para arquitetos!

Leia também no Zoom:

1. Lenovo Ideapad L340

Se você não pode investir tanto assim em um notebook para arquitetura, esse modelo da Lenovo pode ser a melhor solução, custando R$ 4.582 em maio de 2021. Só que vale lembrar que essa não é a configuração ideal para um notebook para arquitetos. Seu processador Intel Core i5-9300H irá entregar bom desempenho, além da memória RAM de 8GB se encaixar em nossos padrões.

Ele vem com SSD de 256GB, também assegurando uma boa performance, embora sua capacidade venha a te obrigar a confiar em serviços de armazenamento em nuvem, como o Google Drive. A placa de vídeo é a GeForce GTX 1050, lançada em 2016. Embora defasada, ela ainda será capaz de te ajudar no trabalho, embora um upgrade futuro seja bem vindo.

Prós do Lenovo Ideapad L340

  • Preço baixo em comparação aos outros notebooks para arquitetos
  • Configurações modestas, mas funcionais

Contras do Lenovo Ideapad L340

  • Memória RAM dentro do nosso corte, mas um upgrade é recomendável
  • Baixa capacidade de armazenamento
  • Placa de vídeo não será tão rápida na renderização

2. Acer Aspire Nitro 5 (AN515-54-574Q)

De maneira curiosa, a maioria dos notebooks para arquitetos não foi criada com o AutoCad em mente, mas sim com jogos. Isso não chega a ser uma surpresa, já que um bom notebook para jogos também precisa ser um bom notebook para renderização.

Com processador Intel Core i5-9300H, um dos melhores para notebooks i5 na nona geração da Intel, o laptop vem também com a placa de vídeo GeForce GTX 1650, com boa performance para executar o seu trabalho. Ele também possui 8GB de memória RAM, que é satisfatório mas não é má ideia fazer um upgrade para adicionar mais. Um destaque é seu SSD de 512GB, que oferece bom armazenamento, além de melhor performance.

Confira também a nossa lista com os melhores notebooks i5.

Prós do Acer Aspire Nitro 5 (AN515-54-574Q)

  • SSD de 512GB combina bom armazenamento e performance
  • Configurações conseguirão dar conta do trabalho sem problemas

Contras do Acer Aspire Nitro 5 (AN515-54-574Q)

  • Processador intermediário poderá fazê-lo esperar um pouco mais na renderização
  • Memória RAM é satisfatória, mas um upgrade é recomendado

3. Dell G3 G3-3500

Se você quer um pouco mais de velocidade do que o modelo anterior, mas sacrificando capacidade de armazenamento, talvez o Dell G3 G3-3500 seja o notebook para arquiteto mais indicado para você.

Embora ele não tenha um SSD de 512GB como o modelo anterior, seu processador é um Intel Core i5-10300H, uma geração acima e com melhor performance e menor gasto de energia.

No entanto, o modelo permanece com 8GB de memória RAM e também usa a placa da NVidia GeForce GTX 1650. Ou seja, o ganho em performance é pequeno e a escolha por esse modelo é uma questão de preferir performance sobre armazenamento.

Prós do Dell G3 G3-3500

  • Processador Intel Core i5 de 10ª geração entrega melhor performance que os notebooks anteriores
  • Restante das configurações conseguirão dar conta do trabalho sem problemas

Contras do Dell G3 G3-3500

  • Baixa capacidade de armazenamento
  • Memória RAM satisfatória, mas um upgrade é recomendado

4. Lenovo Ideapad 3i Gaming (82CG0005BR)

As linhas de notebooks gamers são perfeitas para atender quem precisa de um notebook para renderização e arquitetura. Tanto que a linha Lenovo Ideapad 3i Gaming prova isso ao oferecer uma solução melhor que o já indicado L340.

Isso acontece por conta do processador Intel Core i7 10750H, que oferece uma das melhores performances em notebooks do mercado, perdendo apenas para os i7 da 11ª geração, a atual da Intel em 2021. Além disso, seu SSD de 512GB combina melhor performance com bom armazenamento.

Por outro lado, ele conta apenas com 8GB de memória RAM, o que pode ser melhorado. A placa gráfica permance sendo a GeForce GTX 1650, que entrega a performance esperada para trabalhar em softwares como o AutoCAD.

Confir também o nosso artigo com os melhores notebooks gamer.

Prós do Lenovo Ideapad 3i Gaming (82CG0005BR)

  • Conta com um dos melhores processadores para notebooks atualmente
  • SSD combina ótima performance com boa capacidade de armazenamento

Contras do notebook Lenovo Ideapad 3i Gaming (82CG0005BR)

  • Memória RAM satisfatória, mas um novo pente para acrescentar mais capacidade é bem-vindo

5. Dell Inspiron 3000 i15-3501-A70P

Esse modelo da Dell tem o processador Intel Core i7 1165G7, de décima primeira geração, um chip potente, com velocidade de 2,8GHz, mas que chega a 4,7GHz no seu modo turbo. Uma excelente opção para quem espera alto desempenho.

A placa gráfica é a GeForce MX330, uma boa escolha para trabalhar com o AutoCAD, por exemplo. Já o armazenamento é híbrido, contando com um SSD de 256GB e um HD complementar com 1TB de espaço disponível.

A grande vantagem em relação aos modelos anteriores é a memória RAM mais parruda, com 16GB, o que representa um bom ganho de desempenho da máquina

Prós do notebook para arquitetos Dell Inspiron 3000 i15-3501-A70P

  • Excelente memória RAM
  • Processador de alta performance
  • Mais armazenamento por conta do HD complementar de 1TB

Contras do notebook para arquitetos Dell Inspiron 3000 i15-3501-A70P

  • Monitor HD não oferece a melhor experiência visual

6. Acer Predator Helios 300 (PH315-53-75N8)

Se você pode investir bem em um notebook para arquiteto, esse modelo do Acer Predator Helios 300 pode ser a melhor opção. Equipado com processador Intel Core i7-10750H, um dos melhores para notebooks, ele também oferece a melhor combinação de performance e armazenamento com seu SSD de 512GB.

Diferente do Samsung Odyssey, no entanto, ele não conta com um HD complementar. Isso não chega a ser um problema, já que os 512GB são de bom tamanho e vale considerar que todos os arquivos no seu computador abrirão mais rápido. Ele também tem deve ter excelente performance com memória RAM de 16GB.

O destaque, no entanto, fica para a placa de vídeo, a RTX 2060, superior à GTX 1650 presente na maioria dos notebooks para arquitetura desssa lista. Com mais poder de processamento gráfico, suas renderizações serão mais rápidas que as dos outros computadores até aqui.

Prós do Acer Predator Helios 300 (PH315-53-75N8)

  • Processador top de linha oferece grande aumento na performance
  • Placa gráfica também superior, oferecendo renderização mais rápida
  • SSD oferece boa combinação de performance e armazenamento

Contras do Acer Predator Helios 300 (PH315-53-75N8)

  • Tela em resolução Full HD é satisfatória, mas placa de vídeo é capaz de oferecer melhores gráficos. Um monitor adicional é recomendado

7. Macbook Pro de 16 polegadas

O Macbook Pro de 16 polegadas é um dos modelos ideais de notebook para arquitetura, mas exige bastante investimento (Fonte: Divulgação/Apple)
O Macbook Pro de 16 polegadas é um dos modelos ideais de notebook para arquitetura, mas exige bastante investimento (Fonte: Divulgação/Apple)

O Macbook Pro é o queridinho de quem trabalha com audiovisual e, de fato, o notebook é excelente para trabalhos do tipo. Isso também o torna um dos melhores notebooks para arquitetura. Sua tela Retina traz resolução melhor que o Full HD mostrado nos notebooks para renderização que listamos por aqui.

Ou seja, você conseguirá ver e, principalmente, mostrar seus projetos de forma mais limpa, aumentando suas chances de impressionar clientes e colegas de trabalho. Ele também conta com processador Intel Core i7, com a chance de optar por um modelo com o Intel Core i9, o processador premium dos Intel Core. Se tiver curiosidade, não deixe de conferir nossa matéria especial comentando sobre notebooks i9.

Vale mencionar também que, por conta do sistema operacional macOS ser mais otimizado que o Windows, o Macbook tem melhor performance em comparação com um notebook Windows com o mesmo processador.

Ele também traz placa de vídeo dedicada AMD Radeon Pro 5300, que pode ser comparada à GTX 1650 dos outros modelos. O Macbook Pro é o melhor modelo de notebook Apple atualmente, trazendo também SSD de 512GB, com a opção de adicionar até 8GB caso queira investir mais. Sua memória RAM é de 16GB.

O ponto fraco aqui é o mesmo para praticamente todos os computadores da marca: o preço básico, ou seja, nas menores configurações, é de R$ 30.299, de acordo com o site da Apple.

Prós do Macbook Pro de 16 polegadas

  • Sistema operacional macOS mais otimizado, aproveitando melhor a capacidade do processador
  • SSD combina boa performance com capacidade de armazenamento
  • Tela Retina oferece melhor resolução e brilho do que as telas Full HD.

Contras do Macbook Pro de 16 polegadas

  • Preço excessivamente alto, mesmo com os ótimos ganhos

Quer conhecer as principais ofertas do Zoom para esse modelo de notebook para arquitetos? Então explore nossa página dedicada aos Macbooks Pro!