Mi Band 4 vs Mi Band 5: o que muda entre as smartbands da Xiaomi?

Nova Mi Band tem função para disparar fotos à distância e nova forma de carregamento. Veja o comparativo.

Redação - ZoomEditor(a)

Publicado e atualizado 6 min. de leitura.

A Mi Band 5 é a nova smartband da Xiaomi, anunciada no Brasil no dia 29 de julho. Além de receber melhorias nas funções que já estavam presentes na Mi Band 4, a quinta geração da pulseira inteligente traz novos recursos, como controle remoto da câmera do celular, mais modalidades de atividades físicas e nova forma de carregamento.

No entanto, as duas pulseiras da Xiaomi ainda contam com muitos pontos em comum, e a Mi Band 4 até consegue se sobressair em relação à autonomia da bateria, além de ter um preço mais chamativo.

Leia também: Como usar seu smartwatch para cuidar da saúde na quarentena

Ficou na dúvida sobre qual smartband comprar? Veja o nosso comparativo abaixo e descubra todas as diferenças entre a Mi Band 4 e Mi Band 5, além de também encontrar as melhores ofertas para os dois modelos.

a partir de:R$ 177,60

a partir de:R$ 199,60

Lançamento
2019
2020
Linha
Mi Band 4
Mi Band 5
Tela
0,95 polegadas (120 x 120 pixels)
1,1 polegadas (126 x 294 pixels)
Sensores
  • Giroscópio de 3 eixos
  • Proximidade
  • Batimentos cardíacos
  • Giroscópio de 3 eixos
  • Proximidade
  • Batimentos cardíacos
Funções
  • Controle de música do celular
  • Monitoramento do sono
  • Monitoramento de batimentos cardíacos
  • Controle da câmera do celular
  • Controle de música do celular
  • Monitoramento do sono
  • Monitoramento de batimentos cardíacos
  • Acompanhamento do período menstrual
Esportes e atividades físicas
  • Esteira
  • Exercício
  • Corrida ao ar livre
  • Ciclismo
  • Caminhada
  • Natação
  • Esteira
  • Exercício
  • Corrida ao ar livre
  • Ciclismo
  • Caminhada
  • Natação
  • Elíptico
  • Remo
  • Bicicleta ergométrica
  • Yoga
  • Pular corda
Bluetooth
5.0
5.0
Bateria
135 mAh (até 20 dias de autonomia)
100 mAh (até 14 dias de autonomia)
Resistência à água
Sim, pode ser mergulhada até 50 metros
Sim, pode ser mergulhada até 50 metros
Dimensões e peso
  • 46,8 x 17,8 x 12,6 mm
  • 22,1 gramas
  • 47,2 x 18,5 x 12,4 mm
  • 11,9 gramas
Compatibilidade
Android e iOS
Android e iOS
Ofertas
Ver preçosVer preços

Design e Tela

A tela da Mi Band 5 é levemente maior

Esteticamente, a Mi Band 5 não teve mudanças relevantes quando comparada a Mi Band 4, por isso em um primeiro olhar é até difícil saber qual é qual. No entanto, a Mi Band 5 conta com dimensões levemente maiores, por ter uma tela que é 20% maior que o modelo antecessor.

Ambas têm curvatura 2.5D, mas a Mi Band 4 tem um visor de 0,95 polegadas e resolução de 120 x 120 pixels, enquanto o modelo mais recente da Xiaomi tem tela de 1,1 polegadas e resolução de 126 x 294 pixels.

Mi Band 4. (Foto: Divulgação/Xiaomi)
Mi Band 4. (Foto: Divulgação/Xiaomi)

Ambas adotam a tecnologia AMOLED no display, que é econômica e entrega cores vivas. Além disso, a Mi Band 5 continua com a proteção contra água, que também está presente no modelo anterior. As duas smartbands podem ser mergulhadas em até 50 metros de profundidade e tem painéis sensíveis ao toque.

Mi Band 5. (Foto: Divulgação/Xiaomi)
Mi Band 5. (Foto: Divulgação/Xiaomi)

Apesar de ter sido lançada em diversas opções de cores no mercado internacional, a Mi Band 5 chega ao Brasil apenas na cor preta, e de acordo com a marca, não há previsão de chegada de modelos em outras cores por meio da distribuidora oficial, a DL Eletrônicos.

Conectividade

Ambas têm suporte ao Bluetooth 5.0

Na conectividade temos um empate técnico. Mesmo sendo lançada em meados de 2019, a Mi Band 4 já chegou com Bluetooth 5.0, que é mais estável, tem menos latência e possibilita o uso de algumas funções mais avançadas. A Mi Band 5 também chegou com a mesma versão do Bluetooth, mas consegue aproveitar melhor a tecnologia, inclusive com a possibilidade de controlar a câmera do celular remotamente.

A versão chinesa da Mi Band 5 conta com NFC para pagamento por aproximação, mas infelizmente o recurso está disponível não chegou ao modelo global.

Recursos

A Mi Band 5 tem quase o dobro de programas para atividades físicas

Além do NFC, a Mi Band 5 teve outros dois recursos retirados na versão global. O primeiro é a integração da pulseira com assistente de voz, pois na versão chinesa é possível usar a smartband para dar comandos à XiaoAI. O segundo é o oxímetro, medidor que checa o nível de oxigênio no sangue.

Já era esperado que o NFC e integração com assistente de voz não chegassem na versão global, mas a retirada da função de medir o nível oxigênio no sangue foi uma surpresa para muitos, especialmente em tempos de pandemia (a função foi muito procurada por conta da ligação ao diagnóstico à Covid-19).

No entanto, os recursos relacionadas à saúde foram aprimoradas na Mi Band 5. Agora ela promete medição de batimentos cardíacos e de qualidade do sono com maior precisão. Além disso, a pulseira também pode acompanhar o período de menstruação e ovulação das usuárias, emitindo alertas e notificações.

A Mi Band 5 conta com 11 esportes diferentes, além de monitoramentos de saúde. (Foto: Divulgação/Xiaomi)
A Mi Band 5 conta com 11 esportes diferentes, além de monitoramentos de saúde. (Foto: Divulgação/Xiaomi)

A Mi Band 4 tem seis modos de treino diferentes, sendo eles esteira, corrida ao ar livre, exercício, ciclismo, caminhada e natação. A Mi Band 5 possui todos esses e faz a adição de cinco modos novos, que são o remo, elíptico, bicicleta ergométrica, Yoga e pular corda. Ambas têm conexão com o aplicativo Mi Fit para enviar os dados coletados desses exercícios para o celular.

As duas pulseiras conseguem controlar a música que está tocando no smartphone, mas como dito no tópico anterior, apenas a Mi Band 5 tem a função de controlar a câmera do aparelho remotamente.

Mi Band 4 controlando a música do celular. (Foto: Reprodução/ITIGIC)
Mi Band 4 controlando a música do celular. (Foto: Reprodução/ITIGIC)

Bateria

Maior praticidade para a Mi Band 5 e maior autonomia para a Mi Band 4

Apesar das várias melhorias, a Mi Band 5 chegou com capacidade de bateria menor, de 100 mAh. De acordo com a Xiaomi, a autonomia pode chegar a até 14 dias, mas a grande novidade é que agora não é necessário tirar a cápsula da pulseira para carregar, pois o carregador é magnético, então basta encostar nela para que ele “grude” e comece a carregá-la.

A Mi Band 4 não conta com essa praticidade. No entanto, ela oferece até 20 dias de autonomia, com a tela menor e a capacidade de bateria maior (135 mAh).

Não é necessário tirar a Mi Band 5 da pulseira na hora de recarregar. (Gif: Divulgação/Xiaomi)
Não é necessário tirar a Mi Band 5 da pulseira na hora de recarregar. (Gif: Divulgação/Xiaomi)

Custo-benefício

Mi Band 4 vs Mi Band 5: qual smartband da Xiaomi comprar?

A Mi Band 4 pode ser encontrada no mercado nacional a partir de R$ 227, enquanto a Mi Band 5 ainda está com o preço salgado por ter chegado recentemente (cerca de R$ 400 no varejo e R$ 499 no site oficial da marca).

É provável que o preço dela abaixe depois de algumas semanas, mas nestes valores a Mi Band 4 ainda tem o melhor custo-benefício, já que tem boa duração de bateria, oferece funções parecidas e monitora as principais atividades físicas.

Atualmente, a compra da Mi Band 5 se justifica caso você precise de um monitor para ciclo menstrual e realmente esteja interessado no controle remoto para tirar fotos à distância.

*Atenção: os valores citados neste artigo são baseados na data de publicação da matéria e podem variar de acordo com a disponibilidade no mercado. Utilize nosso histórico de preços para saber quando fazer a melhor compra.

Compare preços

Encontre as melhores ofertas para a Mi Band 4 e a Mi Band 5 aqui, no Zoom