Moto G8 Power vs Redmi Note 9: celulares prometem até 2 dias de bateria

Smartphones da Motorola e da Xiaomi disputam em ficha técnica e preço; descubra qual é o melhor para você.

Redação - ZoomEditor(a)

Publicado e atualizado 6 min. de leitura.

O Motorola Moto G8 Power e o Xiaomi Redmi Note 9 são celulares intermediários com preço médio na faixa de R$ 1,5 mil, e se destacam pela bateria de 5.000 mAh. Com essa capacidade, ambos prometem até dois dias longe das tomadas, com uso moderado. Mas apesar da semelhança no quesito energético, há pontos da ficha técnica que fazer a diferença na hora de decidir qual dos smartphone é o melhor para você.

Para te ajudar a decisão correta, montamos um comparativo completo de especificações, detalhando: conjunto de processamento, câmeras, design e custo-benefício. Acompanhe a análise nas linhas a seguir.

Leia também: Review Moto G8 Plus: vale a pena comprar o celular da Motorola?

a partir de:R$ 1.439,10

a partir de:R$ 1.299,90

Lançamento no Brasil
Março de 2020
Junho de 2020
Linha
Moto G
Redmi Note
Tamanho da tela
6,4 polegadas
6,53 polegadas
Resolução da tela
Full HD+
Full HD+
Processador
Qualcomm Snapdragon 665, octa-core de até 2 GHz
MediaTek Helio G85, octa-core de até 2 GHz
Memória RAM
4 GB
  • 3 GB
  • 4 GB
Armazenamento
64 GB
64 GB ou 128 GB
Memória expansível
Sim
Sim, até 512 GB
Câmera traseira

Câmera quádrupla:

  • 16 MP, f/1.7
  • 8 MP; f/2.2 (ultra-wide)
  • 2 MP; f/2.2 (macro)
  • 8 MP; f/2.2 (teleobjetiva), zoom óptico 2x

Câmera quádrupla:

  • 48 MP, f/1.8, Super Pixel
  • 8 MP, f/2.2 (ultra-wide)
  • 2 MP, f/2.4 (macro)
  • 2 MP, f/2.4 (profundidade)
Câmera frontal
16 MP (Quad Pixel), f/2.0
13 MP, f/2.25
Filma em
4K @ 30 fps
Full HD @ 30 fps
Resistência à água e poeira
Não
Não
Sistema operacional de fábrica
Android 10
Android 10
Leitor de digitais
Sim
Sim
Reconhecimento facial
Sim
Sim
Infravermelho
Não
Sim
Dual chip
Sim
Sim
Bateria
5.000 mAh
5.020 mAh
Carregamento sem fios
Não
Não
Cores
  • Azul Atlântico
  • Preto Titanium
  • Midnight Grey
  • Polar White
  • Forecast Green
Dimensões e peso
  • Altura: 158 mm
  • Largura: 75,8 mm
  • Espessura: 9,6 mm
  • Peso: 195 g
  • Altura: 162,3 mm
  • Largura: 77,2 mm
  • Profundidade: 8,8 mm
  • Peso: 199 g
Ofertas
Ver preçosVer preços

Tela e design

Redmi Note 9 tem acabamento premium

Ambos os celulares deste comparativo têm tela grande, com tecnologia IPS LCD, resolução Full HD+ e o "furo" na tela – uma solução mais discreta para abrigar a câmera de selfies. Nesse quesito, temos praticamente um empate técnico entre os modelos.

Moto G8 Power tem pequeno furo na tela para abrigar câmera frontal. (Imagem: Divulgação/Motorola)
Moto G8 Power tem pequeno furo na tela para abrigar câmera frontal. (Imagem: Divulgação/Motorola)

Na parte de trás, os aparelhos são visualmente mais distintos. Enquanto o Moto G8 Power tem uma traseira texturizada, a Xiaomi apostou em um revestimento sólido e liso, que entrega um aparência mais sofisticada ao Redmi Note 9. A disposição de câmeras também muda: o conjunto quádrupla de lentes fica posicionado verticalmente no canto superior esquerdo do Moto G8 Power, e centralizado em um módulo retangular no Redmi Note 9.

Redmi Note 9 na cor Polar White. (Imagem: Divulgação/Xiaomi)
Redmi Note 9 na cor Polar White. (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Câmeras

Moto G8 Power filma em 4K, mas Redmi Note 8 pode fazer fotos com mais detalhes

E já que falamos em câmeras... Os dois telefones que comparamos são celulares com câmera quádrupla, mas há diferenças em recursos, sensores e lentes.

Primeiro, vamos ao Moto G8 Power, que tem sensor principal de 16 megapixels – bem aquém do que se vê hoje em dia em smartphones intermediários. Ele não tem tecnologia Quad Pixel para melhorar a sensibilidade à luz, mas deve entregar resultados satisfatórios para quem não é muito exigente, quando o ambiente tiver iluminação favorável.

Moto G8 Power permite zoom óptico de 2x sem grande perda de qualidade. (Imagem: Divulgação/Motorola)
Moto G8 Power permite zoom óptico de 2x sem grande perda de qualidade. (Imagem: Divulgação/Motorola)

As outras três lentes são: ultra-wide, com sensor de 8 MP, para fotos de paisagens e grandes grupos de pessoas; macro, com sensor de 2 MP, para capturar detalhes com foco bem próximo; e uma teleobjetiva, que é capaz de fazer zoom óptico de até 2x.

Leia também: Ultra-wide, macro, telefoto: conheça os tipos de lente de câmera do celular

Agora, passando para o Redmi Note 9, temos um upgrade no sensor principal, que tem 48 megapixels. Ele utiliza a tecnologia Super Pixel para unir 4 pixels em apenas um, proporcionando maior entrada de luz e imagens mais detalhadas. As outras lentes são: macro, ultra-wide e um sensor de profundidade, para Modo Retrato.

Redmi Note 9 tem sensor principal de 48 megapixels. (Imagem: Framesira/Shutterstock)
Redmi Note 9 tem sensor principal de 48 megapixels. (Imagem: Framesira/Shutterstock)

Usuários mais exigentes com fotografia deverão encontrar a melhor opção no smartphone da Xiaomi. No entanto, quando o assunto é vídeo, o Moto G8 Power sai na frente.

O celular da Motorola tem capacidade de gravação em até 4K a 30 quadros por segundo, e traz recurso de estabilização eletrônica (EIS) para evitar imagens com trepidações indesejadas. O Redmi Note 9 filma em Full HD (1080p) a 30 fps, e não conta com estabilização.

Desempenho e memória

Redmi Note 9 tem até 128 GB de armazenamento

O Moto G8 Power e o Redmi Note 9 devem entregar desempenho bem parecido no dia a dia, conseguindo executar bem as tarefas mais simples e rodando até jogos mais exigentes sem grandes problemas.

O smartphone da Motorola usa um processador Snapdragon 665, que acaba ficando atrás do Helio G85 do Redmi Note 9 em testes de benchmark. Mas, na prática, a diferença não tende a ser muita. Ambos têm memória RAM de 4 GB, para uma experiência fluida em multitarefa. Há ainda uma versão do Note 9 com 3 GB, mas você deve evitá-la para não ter problemas com engasgos ou travamentos a longo prazo.

Snapdragon 665 é um processador octa-core com suporte a Inteligência Artificial. (Imagem: Divulgação/Motorola)
Snapdragon 665 é um processador octa-core com suporte a Inteligência Artificial. (Imagem: Divulgação/Motorola)

O armazenamento varia no Redmi Note 9: há opções com 64 GB ou 128 GB de memória interna, no Moto G8 Power você só tem a versão de 64 GB. Os dois têm espaço para cartão microSD (vendido à parte).

Sistema e recursos

Redmi Note 9 tem suporte a infravermelho

Os recursos de leitura de impressão digital e reconhecimento facial estão presentes em ambos os celulares. Já o suporte a infravermelho é exclusivo do Redmi Note 9 – com ele, é possível usar o telefone como um controle remoto.

Os dois celulares saem de fábrica com o sistema Android 10, mas com interfaces diferentes. Enquanto o Redmi Note 9 conta com a MIUI, que costuma trazer muitos apps pré-instalados, o Moto G8 Power entrega experiência mais clean, mais próxima ao Android "puro" do Google.

Redmi Note 9 tem Android 10 com interface MIUI, da Xiaomi. (Imagem: Framesira/Shutterstock)
Redmi Note 9 tem Android 10 com interface MIUI, da Xiaomi. (Imagem: Framesira/Shutterstock)

Moto G8 Power deve entregar melhor autonomia

Apesar de terem praticamente a mesma capacidade de carga – 5.000 mAh (Moto G8 Power) e 5.020 mAh (Redmi Note 9) –, é possível que o modelo da Motorola consiga entregar autonomia levemente superior, já que tem tela ligeiramente menor e conta com o Snapdragon 665, que se mostrou um chip mais eficiente energeticamente.

De acordo com a fabricante, o Moto G8 Power aguenta até dois dias longe das tomadas, com uso moderado, ou 21 horas de reprodução de vídeo. Ele conta com carregamento rápido TurboPower.

A Xiaomi não faz estimativas para o Redmi Note 9, mas ele também deve alcançar a marca de dois dias com apenas uma carga, mediante uso moderado. O smartphone chinês tem carregamento rápido de 18W.

Custo-benefício

Quem leva a melhor na disputa acirrada entre Xiaomi e Motorola?

O Moto G8 Power e o Redmi Note 9 são dois celulares intermediários que prometem bom desempenho, mas para quem é mais apaixonado por fotos, o modelo da Xiaomi deve entregar resultados mais interessantes com a câmera traseira. Para selfies, o cenário muda, e o aparelho da Motorola acaba sendo o mais indicado.

Para desempatar, existem dois fatores: o preço e o design. Quem curte um estilo mais sofisticado terá uma opção mais agradável no Redmi Note 9, mas quem precisa economizar, encontra no Moto G8 Power a opção mais em conta.

*Os preços podem sofrer alterações mediante disponibilidade no mercado. Utilize nosso histórico de preços para saber o melhor momento para comprar seu novo smartphone.

Compare preços

Encontre as melhores ofertas para o Moto G8 Power e para o Redmi Note 9 no Zoom