Xbox Series X vs Series S: diferenças entre os consoles da Microsoft

Veja um comparativo completo entre os dois videogames que têm lançamento em 10 de novembro.

Redação - ZoomEditor(a)

Publicado e atualizado 6 min. de leitura.

Compartilhe:

A Microsoft confirmou o lançamento do Xbox Series S, que será uma versão mais “básica” do Xbox Series X. Os consoles têm designs bem diferentes e contam com algumas mudanças nas especificações, mas a empresa promete que mesmo a versão S ainda será quatro vezes mais potente que o Xbox One S. No Brasil, o Series S será vendido por R$ 2.999, enquanto o Series X custará R$ 4.999.

Se você está interessado em alguns dos videogames da nova geração da Microsoft, precisa saber todas as diferenças entre cada um para escolher o melhor modelo. Para te ajudar nisso, o Zoom preparou um comparativo completo que mostra o que muda entre o Xbox Series X e o Xbox Series S.

Leia também: PS5 vs Xbox Series X: qual é o melhor console da nova geração?

À esquerda o Xbox Series S, à direita o Xbox Series X. (Foto: Divulgação/Microsoft)
À esquerda o Xbox Series S, à direita o Xbox Series X. (Foto: Divulgação/Microsoft)

Produto indisponível

Produto indisponível

Lançamento
10 de novembro de 2020
10 de novembro de 2020
CPU
Octa-core Zen 2 a 3,6 GHz (3,4 GHz com SMT)
Octa-core Zen 2 a 3,8 GHz (3,6 GHz com SMT)
Arquitetura da CPU
7 nm
7 nm
GPU
4 TFLOPS, 20 CUs a 1.565 GHz
12 TFLOPS, 52 CUs a 1.825 GHz
Arquitetura da GPU
AMD RDNA 2 customizada
AMD RDNA 2 customizada
Memória RAM
10 GB GDDR6
16 GB GDDR6
Largura de banda
8 GB a 224 GB/s, 2GB a 56 GB/s
10 GB a 560 GB/s, 6GB a 336 GB/s
Armazenamento interno
512 GB de SSD NVMe
1 TB de SSD NVMe
Memória expansível
SSD NVMe de até 1 TB
SSD NVMe de até 1 TB
Drive óptico
Não tem (somente mídia digital)
4K UHD Blu-Ray
Performance
1440p a 120 fps
4K a 60 FPS até 120 FPS
Cores
Branco
Preto
Dimensões (AxLxP)
Não há medidas exatas. Microsoft garante que é 60% menor que o Series X
301mm x 151mm x 151mm
Peso
Não informado
4,45 kg
Ofertas
Produto indisponível
Produto indisponível

Design e construção

Comparação de tamanhos do Xbox Series X e Xbox Series S. (Foto: Divulgação/Microsoft)
Comparação de tamanhos do Xbox Series X e Xbox Series S. (Foto: Divulgação/Microsoft)

O Xbox Series X tem design de uma caixa, que dá nome ao console. Os engenheiros da Microsoft revelaram que o formato ajuda o sistema de resfriamento a manter temperaturas baixas, evitando problemas de superaquecimento ao rodar jogos em 4K. Internamente, ele é construído de forma que o calor possa ser dissipado facilmente, com destaque para a placa mãe feita em duas peças.

Xbox Series X desmontado. (Foto: Divulgação/Microsoft)
Xbox Series X desmontado. (Foto: Divulgação/Microsoft)

Ainda apostando em um design de uma caixa, o Xbox Series S é o menor console que a fabricante já fez até hoje, sendo 60% menor que o Series X. A construção é simplificada, mas ainda tem foco em boa dissipação de calor para que a temperatura não seja um problema. O console é todo branco com uma grande saída de ventilação na parte frontal, que lembra um alto-falante.

Xbox Series S desmontado. (Foto: Divulgação/Microsoft)
Xbox Series S desmontado. (Foto: Divulgação/Microsoft)

Vale mencionar que o modelo Series X tem entrada para mídia física em Blu-Ray, já o Series S só estará disponível na versão digital. Ambos contam com uma entrada HDMI 2.1, além da possibilidade de expansão da memória com mais um SSD.

Desempenho

Os consoles usam o mesmo processador de GPU. (Foto: Divulgação/Microsoft)
Os consoles usam o mesmo processador de GPU. (Foto: Divulgação/Microsoft)

Os dois consoles terão desempenho capaz de rodar os mesmos jogos, já que a Microsoft manteve o processador e GPU do modelo mais potente na versão S. Ambos usam a CPU AMD Zen 2, um modelo octa-core cuja frequência vai até 3,8 GHz no Series X e 3,6 GHz no Series S. Com a tecnologia de SMT (multithreading simultâneo), os núcleos reais são divididos em virtuais, e cada console “perde” cerca de 0,2 GHz nos clocks máximos.

A GPU usada em ambos será a AMD RDNA 2, porém teremos uma boa diferença na quantidade de unidades computacionais (CUs) de cada um. O Xbox Series X terá 52 CUs rodando a 1.825 GHz, o que resulta na potência de 12,15 TFLOPs; já o Series S terá 20 CUs rodando a 1.565 GHz, o que garante potência de 4 TFLOPs.

Essa diferença de poder das placas de vídeo impacta diretamente na resolução que cada console consegue alcançar. Enquanto o Series X promete rodar jogos em 4K nativo a até 120 FPS, o Series S rodará a 1440p a 120 FPS, podendo subir para 4K com a tecnologia de upscaling, que aumenta artificialmente a resolução.

Na parte de memória RAM, também temos uma diferença entre os consoles. O Xbox Series X tem 16 GB de memória RAM GDDR6, cujos 10 GB tem taxa de transmissão de 560 GB/s, e os outros 6 GB tem taxa de 336 GB/s. Já o Series S possui 10 GB de memória RAM GDDR6, cujos 8 GB tem taxa de transmissão de 224 GB/s, enquanto os outros 2 GB tem taxa de 56 GB/s.

Novas tecnologias também estarão disponíveis para os dois consoles. Os jogadores poderão jogar com o Ray Tracing, que melhora a iluminação e sombra, deixando os jogos mais realistas. Além disso, eles terão o recurso de VRS (Variable Shading), que ajuda na renderização focando em partes específicas das imagens. Essas tecnologias prometem melhorar a qualidade gráfica até mesmo dos games “antigos” que rodarão nos consoles.

Armazenamento interno

Cartão de expansão feito pela SeaGate em parceria com a Microsoft. (Foto: Divulgação/Microsoft)
Cartão de expansão feito pela SeaGate em parceria com a Microsoft. (Foto: Divulgação/Microsoft)

Os dois consoles usam um SSD NVMe de alta velocidade, mas com diferença nos tamanhos. O Xbox Series X tem 1 TB disponível, enquanto o Xbox Series X possui “apenas” 512 GB. Como citamos no tópico de design de construção, eles contam com entrada para expansão, aceitando outro SSD NVMe de até 1 TB.

O SSD é parte fundamental dos consoles, pois o componente permite garante mais velocidade em todas as tarefas, desde a navegação entre as opções do menu até o tempo de inicialização dos jogos e carregamento das fases.

O uso do SSD permitiu que a Microsoft integrasse o recurso “Resumo Rápido” (Quick Resume), que permite ao usuário sair de um jogo e ir para outro em poucos segundos, e quando ele quiser voltar para o game anterior, terá seu progresso salvo desde onde havia parado.

Retrocompatibilidade e biblioteca de jogos

Os dois consoles terão retrocompatibilidade com jogos de geração anteriores. (Foto: Divulgação/Microsoft)
Os dois consoles terão retrocompatibilidade com jogos de geração anteriores. (Foto: Divulgação/Microsoft)

Um dos grandes destaques dos dois consoles é a retrocompatibilidade com jogos dos consoles de gerações passadas. Sabe aquele game que você adora do Xbox 360? Você poderá jogá-lo sem problemas em qualquer um dos consoles.

Além disso, o videogame também contará com a tecnologia de “Entrega Inteligente” (Smart Delivery), que detecta automaticamente em qual console o usuário está jogando e entrega a melhor versão disponível do jogo. Por exemplo, se você comprar jogos como Assassin's Creed Valhalla e Watch Dogs: Legion para o Xbox One, esses mesmos games rodarão com gráficos melhores quando executados no Series X ou S.

Os consumidores também poderão usar o Xbox Game Pass, um serviço de assinatura da Microsoft que oferece centenas de jogos para os usuários. A empresa também anunciou que o EA Play será integrado ao serviço, então todos os jogos da EA também estarão disponíveis para os assinantes sem custo adicional. Quer saber como o serviço funciona? Saiba as vantagens e os preços do Game Pass.

Novo controle “Xbox Wireless Controller”

Xbox Wireless Controller. (Foto: Divulgação/Microsoft)
Xbox Wireless Controller. (Foto: Divulgação/Microsoft)

O novo controle que a Microsoft desenvolveu para o Xbox Series X também estará disponível no console mais básico, o Series S. Esse modelo chega com uma construção melhorada, cujo foco é oferecer mais ergonomia e acessibilidade ao jogador. O joystick promete ser bom e confortável tanto para quem tem a mão grande, quanto para quem possui uma mão menor.

A qualidade da conexão sem fio foi melhorada e agora o acessório tem menos latência. Entre as novidades, temos o botão de “compartilhar”, para o usuário tirar fotos ou criar clipes de jogadas e compartilhando com os amigos rapidamente. O D-Pad também foi reformulado para oferecer mais precisão e controle da movimentação em jogos. Você pode conferir mais detalhes sobre o novo controle aqui.

Se você já tem um controle do Xbox One, pode ficar tranquilo, pois ele será totalmente compatível com os novos consoles da fabricante. Os modelos adaptados para deficientes, versões Elite e controles Scuf também poderão ser usados na nova geração.

Preços e lançamento

A Microsoft revelou que os novos videogames chegarão ao mercado no dia 10 de novembro. O preço do Xbox Series X será de US$ 499, cerca de R$ 2.649 em conversão direta e sem a adição de impostos; já o Xbox Series S custará US$ 299, algo em torno de R$ 1.587, também em conversão direta. Até o momento da publicação desta matéria, a empresa não revelou valores para o mercado brasileiro.

Leia também: