Moto G7 Power vs Moto G8 Power: compare celulares com foco em bateria

Moto G8 Power ganha melhorias em câmeras e tela, mas perde alguns recursos. Saiba se vale a pena trocar de celular.

Redação - ZoomEditor(a)

Publicado e atualizado 7 min. de leitura.

A Motorola anunciou o lançamento do Moto G8 Power no Brasil em março de 2020. O celular é voltado para quem busca bateria para mais de um dia, e chegou para substituir o Moto G7 Power com alguns traz novos recursos e design repaginado. Ainda assim, o novo smartphone sacrifica algumas características da geração anterior, como a TV Digital e o preço mais baixo.

Diante desse panorama, você pode estar se perguntando: "será que eu preciso dessas novidades?". Para te ajudar a responder a essa questão e tirar outras dúvidas sobre ficha técnica, montamos um comparativo de especificações entre o Moto G8 Power e o Moto G7 Power. Veja a análise a seguir e descubra se vale a pena o upgrade.

Leia também: Review Moto G8 Plus: vale a pena comprar o celular da Motorola?

a partir de:R$ 1.349,00

a partir de:R$ 1.299,00

Lançamento
Fevereiro de 2019
Março de 2020
Linha
Moto G
Moto G
Tamanho da tela
6,2 polegadas
6,4 polegadas
Resolução da tela
HD+
Full HD+
Processador
Snapdragon 632 (octa-core de até 1,8 GHz)
Snapdragon 665 (octa-core de até 2 GHz)
Memória RAM
  • 3 GB
  • 4 GB
4 GB
Armazenamento
  • 32 GB
  • 64 GB
64 GB
Memória expansível
Sim, até 512 GB (microSD)
Sim (microSD)
Câmera traseira
12 MP (f/2.0)
  • 16 MP (f/1.7)
  • 8 MP (f/2.2) ultra-wide
  • 8 MP (profundidade)
  • câmera macro (f/2.2)
Câmera frontal
8 MP (f/2.0)
16 MP (f/2.0) Quad Pixel
Filma em
4K @ 30 fps
4K @ 30 fps
Resistência à água e poeira
Não
Não
Sistema operacional de fábrica
Android 9 Pie
Android 10
Leitor de digitais
Sim
Sim
Reconhecimento facial
Sim
Sim
Dual chip
Sim
Sim
Bateria
5.000 mAh
5.000 mAh
Carregamento sem fios
Não
Não
TV Digital
Sim
Não
Cores
  • Azul Navy
  • Lilac
  • Azul Atlântico
  • Preto Titanium
Dimensões e peso
  • Altura: 159,4 mm
  • Largura: 76 mm
  • Espessura: 9,3 mm
  • Peso: 193 g
  • Altura: 158 mm
  • Largura: 75,8 mm
  • Espessura: 9,6 mm
  • Peso: 195 g
Ofertas
Ver preçosVer preços

Design

Mais elegante, Moto G8 Power fica mais parecido com concorrentes

Apesar de parecer vidro, o Moto G7 Power tem sua construção toda feita em um plástico rígido, que é bem resistente. Sua traseira não conta com muitos detalhes, é lisa e só possui a logo da Motorola (que também é o leitor de digitais) e um espaço em que é alocado a câmera e o flash.

Moto G7 Power na cor Azul Navy - Foto: Ana Marques/Zoom
Moto G7 Power na cor Azul Navy - Foto: Ana Marques/Zoom

Como na época em que o Moto G7 Power foi lançado, o notch retangular ainda estava em alta, o smartphone traz esse entalhe mais proeminente em sua tela. Ainda assim, as bordas são minimizadas e o display tem bom aproveitamento.

Quando comparamos esse telefone com o Moto G8 Power, é nítida a diferença de gerações entre os aparelhos. O lançamento mais recente da Motorola entrega um visual mais sofisticado e elegante. A traseira continua lisa, agora com um conjunto quádruplo de câmeras localizado na lateral do celular.

Se você é do clube que odeia os "topetes" nas telas dos smartphones, pode ficar tranquilo, pois ele foi eliminado no G8 Power. A câmera é frontal é alocada no canto esquerdo do dispaly, no formato de "furo", e junto às poucas bordas, contibui para um ótimo aproveitamento de tela para ao celular.

Design do Moto G8 Power. (Imagem: Divulgação/Motorola)
Design do Moto G8 Power. (Imagem: Divulgação/Motorola)

Tela

Um salto em tamanho e definição de imagem

O Moto G7 tem painel LCD com 6,2 polegadas, resolução HD+ (1520 x 720 pixels) e proporção 19:9. No geral é uma tela boa para usuários menos exigentes, mas com os lançamentos mais atuais, a resolução HD+ cada vez mais fica para trás. O próprio Moto G8 Power já conta com display em maior resolução: Full HD+.

Na prática, o Moto G7 Power é menos recomendado para consumidores que buscam pela melhor experiência em visualização de fotos, vídeos e gráficos, já que entrega imagens com menor definição e até certo serrilhado em fontes, ou um aspecto embaçado em fotos. Já o display de 6,4 polegadas do Moto G8 Power, que também é LCD, deve agradar mais a quem gosta de consumir muito conteúdo, como filmes e séries, pelo celular.

Cabe ressaltar ainda que as telas LCD são menos econômicas e entregam cores menos vivas do que as Super AMOLED vistas em modelos concorrentes.

Câmeras

A diferença mais “gritante” entre os aparelhos está nas câmeras. O Moto G7 Power foi lançado apenas com uma câmera traseira, sendo essa de 12 MP, com abertura de lente f/2.0 e detecção de foco por fase. A câmera frontal tem 8 MP, abertura f/2.2 e recurso HDR integrado.

O aparelho consegue boas fotos, principalmente em locais com boa iluminação, mas não tem nenhum resultado que surpreenda. No fim das contas são câmeras para você registrar alguns momentos legais no cotidiano, mas não espere ótimas imagens.

Moto G7 Power na cor Lilac - Foto: Ana Marques/Zoom
Moto G7 Power na cor Lilac - Foto: Ana Marques/Zoom

Já o Moto G8 teve um salto muito grande neste ponto, chegando no mercado com um conjunto quádruplo de câmeras na traseira. A principal tem sensor de 16 megapixels e abertura de lente f/1.7. Ela é acompanhada por uma câmera de 8 MP (f/2.2) para fotos ultra-wide (ou seja, com ângulo bem aberto), um sensor de profundidade para fotos com Modo Retrato mais preciso, e uma câmera macro, para registrar detalhes de objetos bem próximos.

O Moto G8 Power tem quatro câmeras em sua traseira Foto: Divulgação Motorola
O Moto G8 Power tem quatro câmeras em sua traseira Foto: Divulgação Motorola

Comparando só as câmeras principais, o Moto G8 Power já tem uma diferença considerável em qualidade. Além disso, o fato de ele ter três câmeras a mais dá ao usuário uma variedade maior de estilos de fotos, então se você gosta de fotografia não hesite em escolher o lançamento mais recente da Motorola.

Para selfies, o Moto G8 Power traz sensor de 16 MP e com a tecnologia Quad Pixel, que combina quatro pixels em um para aumentar a sensibilidade à luz e entregar imagens com mais detalhes.

O Moto G7 Power consegue filmar em 4K e Full HD (1080p), ambas com uma taxa de quadro de 30 fps. Já o Moto G8 consegue fazer vídeos em 4K também a 30 fps, porém na qualidade Full HD (1080p) ele pode fazer gravações a 30 ou 60 fps.

Desempenho e recursos

Moto G8 Power tem mais fôlego para jogos, mas perde TV Digital integrada

O Moto G7 Power tem um processador mais modesto, considerado um intermediário básico. Trata-se do Snapdragon 632, que atinge velocidade de até 1,8 GHz. O chip trabalha com memória RAM de 3 GB ou 4 GB, a depender da versão escolhida. Em nossos testes práticos com o modelo mais simples, com 3 GB, o aparelho rodou bem (considerando seu preço e especificações) alguns aplicativos mais exigentes, como o game PUBG Mobile.

Moto G7 Power rodando PUBG Mobile - Foto: Ana Marques/Zoom
Moto G7 Power rodando PUBG Mobile - Foto: Ana Marques/Zoom

Já o Moto G8 Power tem o Snapdragon 665, um processador mais poderoso, que atinge até 2 GHz. Além de maior velocidade, esse chip também é mais econômico, então ajuda a bateria a ter uma melhor autonomia. Ele trabalha com 4 GB de memória RAM no G8 Power, e promete uma boa experiência com qualquer tarefa do dia a dia, aguentando até apps em segundo plano e alguns jogos mais "puxados".

Outra vantagem do Moto G8 Power é que ele já chega com o Android 10 de fábrica, enquanto o Moto G7 Power chegou por aqui Android 9 (Pie). O modelo mais recente, porém, abandona a TV Digital, recurso que permite assistir à programação da TV aberta pelo smartphone sem consumir dados do seu pacote de Internet.

Bateria

Até dois dias longe das tomadas

Finalmente chegamos à parte que é a principal característica desses telefones. A linha "Power" foi produzida para entregar várias horas de autonomia e consegue cumprir o seu papel. Os dois aparelhos têm capacidade de bateria de 5.000 mAh que, de acordo com a empresa, pode durar até dois dias, dependendo do seu uso.

Apesar do Moto G8 Power ter um processador mais econômico, ele tem uma tela maior e com maior resolução, então acaba consumindo um pouco mais de energia. Mas fique tranquilo, no final do dia você ainda chegará em casa com bateria, independentemente de qual dos dois modelos escolha.

Ambos os celulares têm carregamento rápido, então você ainda consegue uma boa quantidade de carga em poucos minutos na tomada.

Custo-benefício

Vale a pena migrar do Moto G7 Power para o Moto G8 Power?

Não há dúvidas de que o Moto G8 Power é o melhor entre essas duas opções. Ao avaliarmos quesitos como as câmeras e telas dos dois aparelhos, é bem grande a vantagem do lançamento mais recente da empresa, o que justifica o upgrade caso você esteja pensando em trocar de celular em 2020.

É importante observar, porém, que o preço do Moto G8 Power é de cerca de R$ 1,3 mil no varejo – acima dos R$ 1 mil (em média) que eram cobrados pelo Moto G7 Power no último ano. Caso precise escolher um modelo com boa bateria em uma faixa de preço mais baixa, dê uma olhada em nossa lista de celulares com melhor bateria em 2020.

Compare preços

Encontre as melhores ofertas para o Moto G8 Power e Moto G7 Power no Zoom

Leia também: