Galaxy Z Flip vs Motorola RAZR 2019: qual é o melhor celular dobrável?

Compare ficha técnica, preço e demais detalhes de lançamentos da Samsung e da Motorola.

Galaxy Z Flip vs Motorola RAZR 2019: qual é o melhor celular dobrável?
Ricardo BergherEditor(a)

Publicado e atualizado 7 min. de leitura.

O Galaxy Z Flip é o novo celular dobrável da Samsung. Apresentado nesta terça-feira (11), nos Estados Unidos, o smartphone não só chama a atenção pela tela flexível, mas também pela ficha técnica que altíssimo desempenho – até mesmo com tarefas mais complexas. O telefone também é o principal concorrente do Motorola RAZR 2019, sucessor do Motorola V3, que chega ao Brasil com o mesmo preço: R$ 8.999, mas especificações diferentes.

Entre tanta inovação e nostalgia, os lançamentos nos trazem uma dúvida: qual marca fez o melhor celular com tela dobrável da atualidade? Samsung ou Motorola? Dê um Zoom nas linhas a seguir para conhecer os detalhes de cada um e tirar suas próprias conclusões.

Leia também: Motorola RAZR 2019: as primeiras impressões sobre o sucessor do V3

Produto indisponível

Produto indisponível

Data de lançamento
Fevereiro de 2020 (exterior)
Fevereiro de 2020 (Brasil)
Tamanho da Tela
Interna: 6,7 polegadas Externa: 1,1 polegada
Interna: 6,2 polegadas Externa: 2,7 polegadas
Resolução da Tela
Interna: Full HD+ (2636 x 1080 pixels) Externa: 300 x 112 pixels
Interna: HD (2142 x 876 pixels) Externa: VGA (800 x 600 pixels)
Processador
Qualcomm Snapdragon 855+ (octa-core de até 2,95 GHz)
Qualcomm Snapdragon 710 (octa-core de até 2,2 GHz)
Memória RAM
8 GB
6 GB
Armazenamento
256 GB
128 GB
Memória expansível
Não
Não
Câmera traseira
Dupla: 12 MP (f/1.8) + 12 MP (ultra wide, f/2.2)
16 MP (f/1.7)
Câmera frontal
10 MP (f/2.4)
5 MP (f/2.0)
Filma em
Ultra HD 4K
Ultra HD 4K @ 30 fps
Bateria
3.300 mAh
2.510 mAh
Dual chip
-
-
Acesso à Internet
4G
4G
Sistema operacional
Android 10
Android 9 Pie
Leitor de digitais
Sim
Sim
Reconhecimento Facial
Sim
-
Resistência à água e poeira
-
-
Dimensões
Dobrado: 73,6 mm x 87,4 mm x 17,3 mm Aberto: 73,6 mm x 167,3 mm x 7,2 mm
Dobrado: 94,29 x 71,9 x 13,99 mm Aberto: 171,53 x 71,9 x 6,9 mm
Peso
183 gramas
205 gramas
Cores
Ultravioleta e Preto
Preto
Ofertas
Produto indisponível
Produto indisponível

Tela principal (aberto): Galaxy Z Flip leva a melhor com vidro ultra-fino e tecnologia AMOLED dinâmica

A flexibilidade da tela é o principal ponto em comum entre os dois smartphones. No entanto, os displays são construídos em material e tecnologias diferentes, além de divergirem também no tamanho.

O Galaxy Z Flip tem um painel de vidro ultra-fino (UTG) com tecnologia AMOLED Dinâmica, de 6,7 polegadas, contra uma tela p-OLED (OLED plástico) de 6,2 polegadas do RAZR 2019. Na prática, isso quer dizer que o celular da Samsung deve entregar melhores contrastes, além de cores vivas e mais fiéis à realidade.

As imagens também devem ter maior nitidez no Z Flip, já que ele tem resolução Full HD+, com maior densidade de pixels do que o telefone da Motorola (425 ppi contra 373 ppi).

Tela externa (fechado): Motorola RAZR oferece mais possibilidades de interação

Ambos os smartphones deste comparativo contam com uma pequena tela externa, para apresentar notificações quando estão fechados. O Motorola Razr, aqui, se destaca, já que é possível utilizar o display secundário para visualizar selfies em um tamanho "decente", tal como no antigo Motorola V3, além de enviar respostas por meio de controle de voz.

O celular da Samsung, por sua vez, permite visualizar notificações de chamadas, mensagens, status de bateria, hora e data. A tela minúscula, de 1,1 polegada, até consegue exibir uma ideia de enquadramento para selfies, mas a experiência não é tão boa como no telefone da Motorola. Para responder uma conversa no WhatsApp, por exemplo, o usuário deverá abrir o telefone para digitar o texto (ou enviar um áudio).

Foto: Motorola RAZR 2019 tem tela dobrável de 6,2 polegadas. Créditos: Ana Marques/Zoom
Foto: Motorola RAZR 2019 tem tela dobrável de 6,2 polegadas. Créditos: Ana Marques/Zoom

Design e usabilidade: Motorola apela para nostalgia, Samsung tem visual mais futurista

Se lembra quando era moda ter um celular com flip, antes mesmo dos smartphones existirem? Pois bem, pensando por esse lado, os dois telefones deste comparativo fazem uma bela viagem de retorno ao passado.

Ainda que haja semelhança no formato, o Motorola RAZR chama mais a atenção pela nostalgia. Isto porque o telefone busca se aproximar ao máximo do icônico Motorola V3 (ou Razr, como era chamado nos Estados Unidos) – tem até uma interface que simula o aparelho antigo, que pode ser acessada pela cortina de notificações. Quem era fã do celular na época vai adorar, com certeza.

Agora, tanta inovação tem um preço. E aqui já falamos da resistência, uma vez que, por serem dobráveis e contarem com compartimentos mecânicos, estes celulares tendem a ser mais frágeis que os demais do mercado. Caso você opte por um deles, o conselho que fica é: mãos firmes.

Imagem: Galaxy Z Flip: formato flip chama a atenção em cellular da Samsung. Créditos: Divulgação/Samsung
Imagem: Galaxy Z Flip: formato flip chama a atenção em cellular da Samsung. Créditos: Divulgação/Samsung

Apesar do visual semelhante, a Samsung foi a fabricante que melhor soube explorar o design flexível, oferecendo a possibilidade de uso em diferentes ângulos.

Algo que chama atenção é que o Z Flip pode ficar aberto como um notebook, com a porção superior da tela servindo como visualizador, e a inferior como um trackpad. Você pode aproveitar essa posição para tirar uma selfie à distância, utilizando a “base” como suporte do smartphone.

No Moto RAZR, são apenas duas possibilidades: totalmente aberto ou totalmente fechado.

Câmeras: Galaxy Z Fold tem câmera dupla

O Galaxy Z Fold é o que mais se destaca no quesito fotografia. Tal conclusão é dada pela quantidade e qualidade de câmeras presentes no smartphone, já que o lançamento traz dois sensores de 12 megapixels, sendo um com lente wide e outro com lente ultra-wide, para enquadrar paisagens ou grandes grupos de pessoas na foto – sem cortes. As aberturas são de f/1.8 e f/2.2, respectivamente.

O Motorola Razr é mais simples. Na traseira há apenas um sensor de 16 megapixels, com abertura de lente f/1.7.

Na porção frontal – ou interna –, o Galaxy Z Fold também é mais chamativo, graças ao sensor de 10 megapixels. O RAZR, por sua vez, traz uma câmera de 5 MP, que segundo a fabricante é destinada a videochamadas.

A recomendação da Motorola é fazer selfies com o sensor principal, de 16 MP, utilizando o aparelho fechado e a tela externa.

Imagem: É possível tirar selfies com câmera externa do Motorola Razr. Créditos: Ana Marques/Zoom
Imagem: É possível tirar selfies com câmera externa do Motorola Razr. Créditos: Ana Marques/Zoom

Desempenho: ficha técnica avançada e intermediária

O lançamento da Samsung tende a agradar mais aqueles que buscam altíssimo desempenho e bastante fluidez na execução de aplicativos. Isto porque sua ficha técnica – formada por um processador octa-core de até 2,95 GHz (Snapdragon 855+, da Qualcomm), memória RAM de 8 GB e armazenamento de 256 GB – pode oferecer maior poder de fogo. O conjunto é ideal para rodar os jogos mais pesados da Google Play Store.

Já o Motorola RAZR 2019 chega ao consumidor com ficha técnica intermediária premium, com o processador Snapdragon 730, RAM de 6 GB e armazenamento de 128 GB. Não chega a ser um grande problema para a maioria dos usuários: dá para rodar as principais atividades do dia a dia sem engasgos e até para arriscar nas tarefas mais exigentes.

Imagem: Galaxy Z Flip: ficha técnica avançada promete bom desempenho no dia a dia. Créditos: Divulgação/Samsung
Imagem: Galaxy Z Flip: ficha técnica avançada promete bom desempenho no dia a dia. Créditos: Divulgação/Samsung

Sistema operacional: Android 9 e Android 10

Os dois celulares chegam ao consumidor com Android, mas com algumas diferenças. Enquanto o Galaxy Z Fold conta com o Android 10 (versão mais recente) personalizado pela fabricante, o Motorola RAZR traz o Android 9 Pie com uma experiência mais próxima do sistema “puro” do Google.

O Galaxy Z Fold também traz o Wireless PowerShare. Também presente na linha Galaxy S10 e Galaxy Note 10, a tecnologia permite a recarga de outros dispositivos sem o uso de fios. Ideal para repor a bateria do seu fone, por exemplo, caso este seja compatível.

Os telefones ainda contam com recursos presentes em quase todos os smartphones à venda na atualidade, como o leitor de impressões digitais.

Imagem: Motorola Razr repete visual do icônico Motorola V3. Créditos: Ana Marques/Zoom
Imagem: Motorola Razr repete visual do icônico Motorola V3. Créditos: Ana Marques/Zoom

Bateria: mais carga para o celular da Samsung

Quando o assunto é bateria, o Galaxy Z Flip tende a entregar melhores resultados, com capacidade de 3.300 mAh, número superior aos 2.510 mAh do Motorola Razr. Ainda assim, espera-se que ambos aguentem um dia inteiro de uso longe das tomadas.

Preço e custo-benefício | qual é o melhor dobrável: Galaxy Z Flip ou Motorola RAZR 2019?

Os celulares dobráveis, sem dúvidas, despertaram a atenção do mundo. Afinal, a novidade não só permite o retorno de celulares flip, como era antigamente, mas também promete novas experiências com telas maiores, como é o caso do Samsung Galaxy Fold.

Esta sensação se repete nos dois smartphones analisados. Ainda assim, o Galaxy Z Fold tende a vencer em custo-benefício, já que tem mais câmeras (com sensores melhores), processador mais veloz e maior capacidade de bateria, pelo mesmo preço: R$ 8.999.

O Motorola RAZR 2019 já está à venda no Brasil, enquanto o Galaxy Z Flip tem data certa para desembarcar por aqui: 11 de março.

Leia também: